Conheça o Scanadu Scout, o mais próximo que temos do Tricorder médico

Há pouco mais de um ano, uma iniciativa chamada Fundação Prêmio X prometeu uma recompensa de US$ 10 milhões para a companhia que aceitasse o desafio e conseguisse desenvolver um aparelho funcional que mais se aproximasse do Tricorder médico do Dr. Leonard “Bones” McCoy, uma versão especializada do Tricorder comum que era um computador dedicado a coletar e analisar dados, quase como um smartphone de hoje, com a diferença que ele não fazia ligações.

Tricorder

A variação do Dr. McCoy conseguia fazer uma bateria de exames apenas escaneando a superfície do paciente, coletava os dados e o comparava com um banco de dados gigantesco, agilizando o trabalho do doutor em identificar quase qualquer enfermidade conhecida no século XXIII.

Há alguns meses surgiu o Infrascanner 2000, especializado em detectar anormalidades no crânio como hematomas e hemorragias decorrentes de um traumatismo, e agora o Scanadu Scout, que já havia dado as caras em janeiro surge aperfeiçoado, e apesar de algumas pessoas dizerem que não chega nem perto do original (é justo chamar um aparelho fictício assim?), ele já consegue fazer algumas coisas bem interessantes. Dêem uma olhada no vídeo abaixo:

Ao encostar o aparelho na fronte por 10 segundos, ele coleta e sincroniza com um app pré-instalado no smartphone informações como:

  • batimento cardíaco;
  • eletrocardiograma;
  • pressão sanguínea;
  • temperatura;
  • ritmo da respiração;
  • nível de oxigênio no sangue.

gogoni-scanadu

Esse é o tipo de dispositivo que pode agilizar muito o atendimento e garantir o nível da consulta, muito diferente do que acontece no serviço público de saúde de certas nações onde o médico ganha mal e nem olha na cara do paciente, receita uma aspirina e manda pra casa. Claro, é um potencial para o auto-diagnóstico virar a festa da uva se mal utilizado, mas os ganhos compensam os riscos.

A Scanadu é uma empresa ligada diretamente à NASA e sediada no Centro de Pesquisas de Mountain View (não no Google), o que confere certa credibilidade. O aparelhinho alcançou a meta de US$ 100 mil no Indiegogo mas ainda está recebendo doações. Quem colaborar com US$ 200 garante um Scouter antes do lançamento, agendado para março de 2014.

Fonte: Mashable.

Relacionados: , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Editor do MeioBit, membro da equipe #SciCast, técnico freelancer, programador frustrado, Mighty No. 34.185 e em busca do Cubo Cósmico.

Compartilhar
  • Davi Braga da Rocha

    Super ultra demais que alguns desses “brinquedos” saiam da ficção e apareçam em nossas vidinhas cotidianas.
    Já nem comento sobre esse tipo de coisa pois sempre me chamam de sonhador, como se isso fosse impossível. Difícil e demorado ok, mas impossível não acredito.

    [Off Topic] Putz, recaiu no avatar no Cardoso. Até os temas de Star Trek. Só faltou a imagem da japinha.
    By the way, belo texto.
    [/Off Topic]

  • Rodolfo Bendinelli

    “(…)muito diferente do que acontece no serviço público de saúde de certas nações onde o médico ganha mal e nem olha na cara do paciente, receita uma aspirina e manda pra casa.”

    Ficou óbvio que você está falando da Miserábia Setentrional.

  • Pingback: Scanadu Scout bate recorde de arrecadação no Indiegogo « Meio Bit()

  • Pingback: Wello, mais um case que (quase) transforma seu iPhone num Tricorder()