A rigor é só um anemômetro, mas a idéia é genial

Anemômetros, como aprendemos no colégio, não servem para medir a concentração de anêmonas no oceano, mas sim para indicar a velocidade do vento. São muito úteis para um monte de profissões e atividades.

O projeto no Kickstarter pretende criar mais um, e não seria notícia se não fosse por um pequeno detalhe: Ele não contém nenhum componente eletrônico.

O anemômetro em questão é feito quase inteiramente de plástico, e é 100% passivo (ui!). Ele usa o buraco do fone de ouvido apenas para se fixar. Mesmo assim consegue funcionar, e wireless. Magia?

magneto

Quase.

Tecnologia e criatividade. Eles colocaram dois ímãs no rotor do aparelho. Quando o bicho gira, é formada uma perturbação no campo magnético local. Isso gera interferências na bússola que todo celular decente tem. Um software safadinho detecta as oscilações, aplica um algoritmo e determinar a velocidade de rotação dos dois magnetos.

Estão desenvolvendo Apps para iOS e Android. O projeto foi lançado dia 18, já tendo acumulado 7.800 das 20 mil Libras Esterlinas almejadas. Com certeza esse vai ultrapassar a meta. Estou quase colaborando com um qualquer, só pela solução elegante.

Fonte: TC.

Relacionados: , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • Danilo Machado

    Alie isso a um barômetro como o do S4 e um serviço colaborativo e fará a alegria dos meteorologistas em geral.

  • CERTEZA que não funcionaria no Galaxy S, porque a bússola dele é uma das mais furadas que já vi. Aliás, tenho até dúvidas se ele tem mesmo alguma bússola embutida 😛

    • Emmerich Käfer

      Ja calibrou? É normal a bussola se perder de tempos em tempos!

      • E dá para fazer isso nativamente? Porque só vi opção de calibração através dos vários Apps de bússola que tem no G’Play

  • Uma solução deliciosamente elegante, genial.

  • software safadinho..

  • Xico
  • Deram mole no vídeo, em 1:35, mostra o quanto ele é impreciso!

    • o que esta marcando menos esta na “sombra” do outro aparelho, normal que marque menos… igual efeito “vacuo” em automobilismo 😉

    • Não concordo não, perceba que eles estão girando a velocidades diferentes, a velocidade do vento não é a mesma nos 3 aparelhos.

  • Quando vi o começo do vídeo, pensei que o rotor gerasse um ruído por causa da fricção, então o software analisaria a intensidade do ruído e definiria a velocidade do vento. Isso sem usar magnetismo. E como a entrada do fone de ouvido é relativamente isolada acusticamente, então ruído externo não influenciaria tanto. Será que dessa forma também é possível?!

    Claro que com magnetismo é mais legal!

    • Ruido significa fricção e fricção é desgaste, acabaria não durando muito

      • Verdade. Com pouco tempo a eficiência estaria comprometida.

  • E ainda é bom pra pegar sorvete depois de enjoar de brincar de medir vento.

  • Keaton

    Compra 5-6, gira com força e relativamente sincronizado.
    Pronto. Alertas de furacão! Alertas de furacão em todos lugares!

  • Kidjapa

    O melhor é as musicas de fundo com um toque de futurismo e inovação ASUHhasusa

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja