Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Valve lança blog sobre o Steam para Linux

Por em 17 de julho de 2012
emComputadores Linux Linux relacionados    
Mais textos de:

Site | Twitter
  • Samuel Santiago da Silva

    cara, eu to torcendo para isso, eu tenho uma biblioteca enorme no steam…. se eu puder jogar alguns deles no linux eu abandono a janelinha pra sempre…… sério, nada alem de jogos me fazem ter uma versão não oficial da janelinha…..

  • http://www.facebook.com/denisson.rodrigues.18 Denisson Rodrigues

    Como usuário do Ubuntu fico muito feliz com a iniciativa. Só tenho a janelinha pra jogar alguns jogos>

  • Rafael Santos Silva

    Cara windows só para jogar mesmo.

    O Dota 2 já está sendo feito em openGL!

  • Xultz

    Eu juro que não acreditava que um dia veria jogos de respeito rodando nativamente em Linux. Apesar de não ser gamer, fico muito feliz com a notícia.

    • http://nada-aqui.posterous.com Marcio Neves Machado

      Isso ainda tem que ser muito ponderado. Não é porque a Valve resolveu portar um ou dois jogos, e talvez o seu cliente Steam, que de uma hora para a outra magicamente todas as softwarehouses terão seus jogos prontos para Linux, também. Só ver a quantidade de lançamentos para Mac, ainda bem inferior que os para Windows, mesmo entre os lançamentos recentes.

  • Antonio Augusto Grisi Pizolato

    Uma coisa que a Microsoft soube fazer foi difundir o directx aproveitando seu dominou na área para consolidar sua api proprietaria, isso prejudicou futuras intenções de tornar jogos multiplataforma, e quando era feito geralmente com desempenho inferior, o steam é ótimo para centralizar lançamentos e dar acesso aos jogos nas plataformas menos difundidas Mac por exemplo, porém ainda existe a barreira do Directx que só veio a ser ameaçado pelo OpenGL com o sucesso das plataformas novas iniciado com o iPhone depois Android, o fato que o OpenGL e outras linguagem em comum facilita o lançamento de jogos multiplataforma que hoje devido um variedade maior de dispositivos de jogos se torna uma questão estratégica ser considerada, ferramenta para isso existe e se chama unreal engine 3 e 4, e talvez a guerra das api e engine não seja vencida pela desempenho e sim por quem é mais abrangente

    • http://edulacerda.tumblr.com/ edulacerda

      Cra, o OpenGL é muito mais antigo que o DirectX. Durante anos foi bem superior ao DirectX (que só se tornou decente a partir do 5 ou 6). Contudo, desde o começo OpenGL foi pensado para softwares gráficos e de uso profissional. Nunca o foco foi jogos. Com o avanço do DirectX e da pouca atenção do OpenGL, o número de jogos feitos para OpenGL em Windows caiu drasticamente. Como é uma especificação mantida por um grupo de empresas, no âmbito de plataformas móveis foi desenvolvido a versão OpenGL ES, que devido ao interesse das empresas tem um foco maior em jogos.

      • Antonio Augusto Grisi Pizolato

        É mais antigo, porém não ficou parado apesar de ter andado devagar e se não me engano o OpenGL 4 suporta os recursos do OpenGL ES, meu ponto é o Directx é melhor sim, mais hoje mesmo a Microsoft dominando os jogos de computador ela não tem o mesmo peso de antes e as empresas no desenvolvimentos de novos jogos vão considerar sair do ecossistema exclusivo da Microsoft

  • Paulo Correia

    Acho louvável a iniciativa da Steam, mas acho que não vai ter sucesso.
    Já a alguns anos, a comunidade Linux reclamava da falta de jogos para o pinguim, e então a Loki Games, editora do Tribes 2 resolveu fazer uma versão em Linux. Resultado? Fracasso total. Quase zero vendas. O pessoal do pinguim está habituado a ter software de graça. Essa coisa de comprar software não entra muito bem na cabeça deles.

    • Gabriel Cavalcante

      Acredito que isso não seja bem por aí não …

      Iniciativas como o Humble Indie Bundle mostram em seus gráficos que as pessoas que compraram para Linux fizeram pagamentos bem superiores em relação àqueles que compraram para MS Windows, os que compraram para MAC também, inclusive as várias edições do Humble Bundle arrecadaram muito mais do que estes jogos conseguiriam através de formas tradicionais(alguns conseguiram, outros não).

      Acho precipitado dizer que quem utiliza SL está “habituado a ter software de graça” e que “comprar software não entra muito bem na cabeça deles”, porque se olharmos para a realidade de softwares para Windows por exemplo, poucas pessoas acham justo pagar R$99,00+ por um software, mas muitos se resguardam na possibilidade de comprar software pirata que funcione nativamente em seu SO.

      Um outro ponto que vejo aqui é que, se você não está vendendo call of duty ou alguma outra franquia de sucesso/febre mundial, a arrecadação com preços melhores e voltado para as massas dá um retorno superior ao tradicional modelo com preços mais altos e box.

      Mas é claro, isso é só minha opinião.

      • http://twitter.com/Eddie_soul Edson

        Na verdade o Humble Indie Bundle não pode ser muito considerado.
        Muitas pessoas fizeram questão de doar todo o dinheiro pra caridade.
        infelizmente a mentalidade linuxer media é a mesma do brasileiro sem talento e com complexo de coitadismo que acha que todo empresario é rico, explora ou é ladrão.

    • r0t3ch

      Quem está acostumado a querer software de graça é usuário de Windows….. O pessoal do software livre dá valor para quem produz.
      Ps. Quando alguém irá entender que soft livre não quer dizer de graça? Tá na hora né…

  • http://www.facebook.com/ewt.melo Ewerton Melo

    Estou torcendo…
    E estou acompanhando!!!

  • Waldir Leoncio

    Putz, o dia em que sair Civ V pra Linux eu tô muito lascado…

  • Felipe!

    É claro que de um dia pro outro (ou ano) todo mundo não vai produzir pra Linux… e principalmente as grandes, mas os desenvolvedores menores vão fazer a festa. A maioria deles já produz para varias plataformas, e tem todo o interesse de pegar todos os mercados possíveis. Um meio concentrador e incentivador de consumo como o Steam vai facilitar muito a vida deles.

  • Antonio Augusto Todo Bom Neto

    Não uso Windows. Mas não por ser pago, até tenho uma caixa, comprei na livraria, nota fiscal… Tudo certo. Não o uso por ser ruim mesmo! Até estou esperando para comprar o upgrade para windows 8. Mas não guardo esperança de usar windows mais do que o GNU.
    Também pago por jogos, em consoles, e assinaturas do XBox Live.
    Mas não vejo Windows como algo a ser usado profissionalmente. Sou contra o seu uso em ambientes comerciais. Sequer em caixa, PDV, planilhas, cad, IDE de programação. A exemplo, só voltei a usar MPLAB para programar microcontroladores PIC porque a Microchip lançou para Linux. Penso em jogar um Dota 2, exclusivamente se houver para GNU/Linux.

  • Pingback: Serious Sam 3 chegará ao Linux via Steam – Meio Bit

  • Pingback: Jogos para Linux não estão nos planos da Id Software « Meio Bit