Fotografia – Planos de Tomada

Olá pessoal, tudo bem? Meu nome é Juliane, também conhecida como Judy, sou estudante de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Mais uma (nerd) apaixonada por tecnologia e também pela arte da fotografia. Esse é meu primeiro post no Meio Bit e escolhi falar sobre Planos de Tomada, espero que aprovem!

Bom, como alguns devem saber, o plano de tomada nada mais é do que a forma em que o assunto da foto estará posicionado e disposto na imagem. A disposição correta, faz toda a diferença, trazendo para a imagem a expressão das emoções, sentimentos ou sensações. Vou resumir com exemplos os principais planos possíveis na fotografia:

PLANO PANORÂMICO

Esse plano, muitas vezes criado com mais de uma fotografia, abrange as extremidades da imagem, mostrando uma vista inteira de uma área circunvizinha. É possível ser feito com qualquer camera digital, ou até mesmo com o uso de um scanner, no entanto existem softwares especiais para tal, capaz de combinar várias fotos em uma única imagem de até 360 graus.


GRANDE PLANO GERAL

Enquadra uma grande área de ação, normalmente é captado a longas distancias. Foca o ambiente do sujeito.

PLANO GERAL

Este plano possui um ângulo de visão menor que o Grande Plano Geral, apresenta mais precisamente, o local onde a ação ocorre e mostra a posição do sujeito na cena. O ambiente ocupa uma menor parte do quadro e divide espaço com o sujeito.

PLANO MÉDIO

É um plano muito utilizado no jornalismo televisivo. O sujeito aparece da cintura para cima, o ambiente não surge e caracteriza-se fundamentalmente pela ação da parte superior do corpo. É um intermédio entre a ação e a expressão.

PLANO AMERICANO

É muito utilizado no cinema e vídeo, pois enquadra o personagem dos joelhos para cima. Facilita a visualização da movimentação e reconhecimento dos personagens. É chamado de plano americano, porque  os norte-americanos fizeram muito uso do plano em seus filmes de faroeste, onde a camera deveria mostrar a expressão do ator e também a arma que carregava na cintura.

PRIMEIRO PLANO

Dá destaque ao semblante do sujeito, registra a emoção, a fisionomia. Isola o sujeito do ambiente, dirigindo a atenção do espectador.

PLANO DE DETALHE

É um plano de impacto por ampliar, com minucia, um pormenor. Focaliza apenas a parte do rosto ou corpo, referenciando ao ponto específico.

Apesar da importancia, os planos de tomada não são rigorosamente fixados por enquadres e medidas exatas. Permitem sim variações, sendo definidos pelo equilíbrio entre os elementos do quadro.
Vale lembrar que a utilização correta dos planos não depende de uma camera profissional, a não ser em casos da necessidade de um bom zoom por exemplo, depende muito mais do olhar do fotógrafo.
É isso pessoal, espero que aproveitem e gostem, sujestões e críticas são sempre bem vindas, até a próxima, onde detalharei os planos.
Abraços!

Relacionados: , ,

Autor: Judy

Sou a Judy, estudante de Comunicação, viciada em coca-cola 0, tecnologias e fotografia, é claro! Adoro o bom e velho rock and roll. ;)

Compartilhar