Home » Mobile » O kit do ROG Phone II é mais caro que PS4 Pro, Xbox One X e Switch juntos

O kit do ROG Phone II é mais caro que PS4 Pro, Xbox One X e Switch juntos

Dá pra comprar um Nintendo Switch, 32 jogos principais da plataforma e sobra dinheiro pra levar um Zenfone 6 na mochila

24 semanas atrás

Nesta semana a Asus mostrou o primeiro smartphone gamer da marca que chega por aqui, o ROG Phone II. Ele é bastante potente, recheado de truques pros jogos, mas passa fácil dos R$ 13,2 mil se você levar todo o pacote de acessórios que criam a experiência gamer. O valor é bastante alto e eu fiz algumas matemáticas com o próprio mundo gamer, pra tentar encontrar justificativa para investimento tão alto em um produto que estará obsoleto em alguns meses.

rog phone ii hero

Ah, antes de começar, este montante inclui o ROG Phone II com 12 GB de RAM (é o mais potente) por R$ 7,3 mil, com mais R$ 3 mil pela dock (!) que faz a conexão do smartphone com um monitor externo, R$ 900 pelo cooler (nunca vi cooler tão caro) e R$ 2 mil pelo acessório que adiciona uma tela e bateria extras - todos os preços estão na loja oficial da Asus, não no varejo.

Na lista ainda faltam os controles Kunai que imitam os Joy Con da Nintendo e a capa pra prender tudo na carcaça. O motivo da remoção está na ausência deles na loja, com a Asus justificando a demora no lançamento nacional no tempo para homologação da Anatel. Ok, então considere que temos R$ 13,2 mil e uma grana extra pra fechar o pacote de acessórios - eu jogaria o total em uns R$ 13,9 mil ou R$ 14 mil.

Colocando o público gamer na cabeça, o valor já é suficiente para levar o PlayStation 4 Pro, o Xbox One X e o Nintendo Switch pra casa, com R$ 6,6 mil sobrando para jogos, acessórios ou até mesmo um Zenfone 6 de 128 GB e ainda sobram R$ 2,8 mil na conta - se cada jogo custar R$ 200, você pode comprar 14 jogos com o troco.

 

Mas o ROG Phone II é focado em mobilidade

Certo, vamos então pensar em um mundo onde quem compra um ROG Phone II quer jogar na rua. O único console que cumpre esse objetivo e está disponível no mercado é o Nintendo Switch e não vou levar a versão Lite em consideração, já que ela não permite a conexão com a TV. No Brasil, o preço médio de mercado para ele é de R$ 1,8 mil. Com R$ 13.200 do smartphone você pode comprar o Switch e mais 45 jogos triple A, que são os principais games.

Estes jogos custam R$ 250 na eShop brasileira e eu fiz a busca por estes títulos, encontrando 32 deles neste valor. Vamos supor que você é amante da Nintendo, vai comprar todos os 32 que existem nesta faixa, pra jogar no Switch. Quando eu falo principais jogos, coloque na lista nomes como New Super Mario Bros. U Deluxe, Mario Kart 8 Deluxe, The Legend of Zelda: Breath of the Wild, Pokémon: Let’s Go, Eevee! e Pokémon: Let’s Go, Pikachu!, Super Smash Bros. Ultimate, Super Mario Odyssey, The Legend of Zelda: Link’s Awakening e Luigi’s Mansion 3.

A conta fecha em R$ 9,8 mil, com troco de R$ 3,4 mil na mão. Mais uma vez é o suficiente para levar o Zenfone 6 com 128 GB, no preço à vista. Ou então você tira uns quatro jogos da lista, pra colocar games famosos como Doom, Wolfenstein II: The New Colossus, Overwatch: Legendary Edition e Cuphead.

ROG Phone II pode ficar obsoleto em seis semanas

Um ponto que precisa ser levado em conta, principalmente para um gasto tão elevado em um smartphone, é que o ROG Phone II chegou próximo do lançamento da próxima geração de processadores Snapdragon da linha 800, que vamos chamar de Snapdragon 865.

O evento da Qualcomm acontecerá na primeira semana de dezembro, no Havaí e a partir daquele momento o Snapdragon 855 Plus não será mais o mais potente do mundo, ganhando concorrentes mais poderosos já a partir de janeiro do ano que vem - com mais destaque em fevereiro, durante a MWC.

Imagine então que sua compra de R$ 13,2 mil já está obsoleta em menos de dois meses. Este é um cenário que não acontece com o Switch, que foi lançado em 2017 e ainda está vivendo a metade de sua vida. Levando outro portátil da Nintendo na comparação, o Nintendo 3DS foi lançado em 2011 e mesmo hoje, oito anos depois, continua sendo vendido e recebendo alguns poucos jogos.

O último console de mesa da Nintendo foi o Wii U, que fracassou em muitos pontos, mas ainda assim esteve nas prateleiras entre 2012 e 2017, fechando cinco anos no mercado. O Wii, seu antecessor e um dos maiores sucessos da empresa japonesa, esteve nas prateleiras por mais tempo. Foi lançado em 2006 e descontinuado em 2013, com sete anos de vida.

O Switch vive a alegria e parte do sucesso do Wii, então dá pra acreditar que como ele foi lançado em 2017, certamente continuará vivo até 2022 ou 2023.

Nos smartphones o ciclo de vida é muito menor, com 12 meses ou menos (a Sony Mobile utiliza até seis meses em suas gerações). O ROG Phone II foi apresentado ao mundo em maio deste ano e dá pra prever que durante o primeiro semestre do ano que vem seu sucessor será apresentado. Então, em poucos meses, você terá um smartphone com processador que já não é o mais potente e um aparelho que terá um sucessor.

Mas eu quero um ROG!

Eu também! Eu acho que a linha gamer da Asus é uma das mais competentes em computadores, então eu te apresento uma alternativa. Você continuará comprando o Zenfone 6 de 128 GB, que tem basicamente a mesma potência em jogos do ROG Phone II. A diferença do pacote completo de acessórios e essa versão de Zenfone 6 é de R$ 9,4 mil.

ROG Strix G

Notebook Gamer ROG Strix G G531GT

O notebook ROG Strix G G531GT vem com GPU nVidia GeForce GTX1650, processador Intel Core i7 de nona geração, 16 GB de RAM, 512 GB de SSD em NVMe e tela de 15,6 polegadas com 120 Hz (a mesma taxa do ROG PHone II), por R$ 8,5 mil. Ele certamente vai atender todos os seus anseios para jogos com gráficos belíssimos por anos, junto do Zenfone 6 de 128 GB e R$ 900 no bolso pros jogos no PC.

Eu tenho algumas sugestões de outras marcas, como é o caso do Samsung Odyssey 2 com basicamente as mesmas especificações do ROG Strix, só que troca a GTX 1650 pela RTX 2060, que dá muito mais poder de fogo em jogos, custando R$ 9 mil. Ainda sobram R$ 400 no bolso e você terá um notebook que vai segurar a jogatina em Full HD (é a resolução nativa de qualquer um destes notebooks que falei aqui) e com gráficos no Ultra por um ou dois anos, pra depois passar mais uns dois extras com tudo no Alto.

Mais tempo do que o desempenho que vai deixando de ser impressionante no ROG Phone II com o tempo, que também não será atualizado por tanto tempo assim - a Asus promete duas atualizações de Android para o Zenfone 6, promessa que deve ir pro ROG Phone II também. Qualquer notebook com Windows 10 será atualizado por (muito) mais tempo e continua sendo portátil - dá pra abrir um notebook na rua e jogar, mas não acho essa atitude muito segura.

relacionados


Comentários