Home » Entretenimento » Quem é Blade, o caçador de vampiros da Marvel

Quem é Blade, o caçador de vampiros da Marvel

Com Blade, o Caçador de Vampiros, a Marvel terá criaturas das trevas e um pé no sobrenatural nos cinemas

28/07/2019 às 19:43

Você conhece o Blade. Todo mundo conhece o vampiro Blade caçador de vampiros. O cara é a Buffy da Marvel, só que mais dark. Ele virou fenômeno cultural na mão de Wesley Snipes e agora voltará com Mahershala Ali, mas qual sua origem e como chegou onde chegou?

Sendo honesto, Blade não era essa Coca-Cola toda. Ele foi criado por Marv Wolfman e Gene Colan, e apareceu pela primeira vez em The Tomb of Dracula número 10, de Julho de 1973.

Embora tenha sido criado no auge da Blaxploitation, Blade em sua primeira história é estranhamente alheio ao momento. A aventura se passa na Europa, e ele não é "gueto", não há nenhum componente racial na história. Ele é um caçador de vampiros que por acaso é negro. E Inglês.

Como convidado na revista do Titular, Blade já começa enfrentando Drácula, que escapa, obviamente, mas já fica evidente que nosso herói é um tremendo chutador de bundas, despachando vampiros coadjuvantes com a desenvoltura da Buffy irritada porque o Spike dormiu de calça jeans.

O mais curioso: Não há nenhuma indicação na primeira história de que Blade não seja humano. Isso só foi decidido depois, pelo visto o personagem agradou e ele ganhou uma história pregressa.

Blade: A Capivara

Blade nasceu em 1929, em um Lupanar, uma Casa de Tolerância, uma alcoceifa, um conventilho. Sua mãe era uma dama que trocava favores por dinheiro, e como o plano de saúde das primas não cobria parto, ela teve que dar a luz na casa da luz vermelha, mas nesse exato momento ela foi atacada por um vampiro.

Sua mãe morreu durante o parto/ataque, mas o processo da mordida passou para o beblade parte do sangue dos vampiros, com isso ele ganhou várias habilidades, como longevidade, fator de cura, força sobre-humana, mas sem ter medo de alho nem ser afetado pela luz solar.

Blade viveu no trabalho da falecida mãe até os nove anos, tipo aquele garoto do Filme da Xuxa, mas com super-poderes. Ele então ajudou um coroa sendo atacado por um vampiro, o coroa era um Caçador, que tomou Blade como protegido.

Entra a Marvel

Drácula e Blade eram da mesma editora mas não faziam parte da continuidade principal, mas aos poucos isso foi mudando, Drácula se tornou um inimigo cada vez mais poderoso, inclusive do Dr Estranho.

Na prática o personagem era ótimo como coadjuvante, teve alguns bons momentos mas era... esquecível. Tanto que você não se lembra que Blade teve uma série de TV por 12 episódios, lembra?

Gênese do MCU

Apesar de ser terceiro escalão nos quadrinhos, em 1998 ocorreu a Tempestade Perfeita: O texto de Goyer, a direção de Stephen Norrington e a atuação chutadora de bundas de Wesley Snipes transformou Blade em um sucesso, que rendeu uma trilogia e abriu os olhos dos produtores: Quadrinhos PODIAM ser fontes de filmes lucrativos.

Em 2000 veio X-Men, com um monte de gente usando couro preto (sempre aposte no preto) e fazendo cara séria. Deu certo, e como dizem o resto é História.

Agora o oscarizado Mahershala Ali ligou para Kevin Feige e disse: "quero fazer o Blade". A resposta? "sim senhor".

relacionados


Comentários