Home » Podcasts » Vingadores: Ultimato, toda saga chega ao fim — Sala da Justiça #70

Vingadores: Ultimato, toda saga chega ao fim — Sala da Justiça #70

Na Sala da Justiça de hoje batemos um ótimo papo com Pablo Peixoto e Rach “Priss” Asakawa sobre Vingadores: Ultimato, que fechou a primeira saga do MCU

08/06/2019 às 19:00

Saudações terráqueos e amigos da Sala da Justiça, nosso podcast está de volta pra uma conversa sobre Vingadores: Ultimato, filme que fechou a primeira grande saga do MCU, um arco que começou em 2008 com o primeiro Homem de Ferro.

Tudo bem que o hype pode ter passado, mas o filme continua ótimo, e o nosso papo sobre ele vale ser ouvido, ainda mais pela presença especial dos nossos queridos convidados Rach “Priss” Asakawa e Pablo Peixoto (Qu4tro Coisas), que se juntaram a mim, Gilson, Cardoso e Ronaldo.

Ultimato é um épico em todos os sentidos da palavra, e é tão grandioso que acaba sendo curto para um filme só, pelo menos na minha opinião. No programa falamos sobre como o mundo está lidando com a dor da perda de metade da humanidade, e após 5 anos de tristeza absoluta, surge uma esperança, por conta do passeio do rato para que a única das 14 milhões de possibilidades do Dr. Estranho efetivamente dar certo.

O papo passa pela importância dos Vingadores originais no filme, a liderança do Capitão América, a toda-poderosa Capitã Marvel, a recém-descoberta personalidade de Rhodes, a transformação do Clint em Ronin, o lado galhofa de Thor, a graça (ou não) do Dr. Verde (o Hulk inteligente), a reunião do time feminino, e também os sofridos sacrifícios de Natasha e Tony.

Também conversamos sobre qual a diferença entre as Joias do Infinito dos quadrinhos e do MCU, e o que o futuro reserva para as próximas fases, que já tem alguns filmes confirmados. Também analisamos as motivações do vilão Thanos, que foi citado no nosso podcast dedicado aos grandes antagonistas da ficção.

O apelo do filme é imenso não só para os fãs de quadrinhos e para os fãs do MCU, mas também para o público normal, o que explica o fato de Vingadores: Ultimato estar bem perto de alcançar Avatar como filme mais lucrativo de todos os tempos (sem contar a inflação). Ultimato é mais um filme de viagem no tempo do que um filme de heróis (ou um assalto no tempo, como é citado no roteiro), e como tal, é divertidíssimo e cumpre totalmente seu papel.

Ouçam também nosso podcast sobre o filme da Capitã Marvel.

Quer participar do grupo exclusivo SdJ Insider e saber tudo sobre a Sala da Justiça? É só colaborar com qualquer valor a partir de R$ 15, aceitamos tanto o Padrim quanto o PicPay.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários