Home » Games » Nintendo » A Nintendo e sua dificuldade em aceitar a realidade

A Nintendo e sua dificuldade em aceitar a realidade

Após reduzir a previsão de vendas do Switch, presidente da Nintendo repete discurso de outrora e diz que eles tem falhado ao explicar como o videogame funciona.

11/02/2019 às 8:29

Há algumas semanas a Nintendo revelou que reduziria sua previsão de vendas do Switch para o atual ano fiscal, com o número passando dos 20 milhões de unidades mencionados anteriormente para 17 milhões. Motivados por um desempenho menor que o esperado para o primeiro trimestre do período, a notícia imediatamente fez com que as ações da empresa despencassem 9% e agora temos uma explicação, digamos… estranha para a situação.

Ao participar de uma sessão de perguntas e respostas com acionistas, o presidente Shuntaro Furukawa foi questionado sobre esta revisão e deu a seguinte explicação:

Ao olharmos para trás até o momento (para o atual ano fiscal), agora avaliamos que os nossos esforços para transmitir totalmente o apelo do hardware e dos softwares do Nintendo Switch a um número de novos jogadores que esperávamos alcançar originalmente foram insuficientes.

E do ponto de vista da nossa previsão de vendas unitárias para o atual ano fiscal, enquanto esperávamos que o lançamento de títulos durante o período de festas de fim de ano poderia ajudar a aumentar as vendas, o aumento das vendas no primeiro semestre do ano fiscal (abril a setembro) mostrou-se não ser grande o suficiente, o que também afetou a revisão da previsão de vendas unitárias.

Por mais incrível que possa parecer, o responsável pela Nintendo usou como desculpa o mesmo que eles vinham apontando como o principal erro do Wii U e se aquele videogame falhou por não ter sido divulgado corretamente, acredito que não dá pra dizer o mesmo do seu sucessor.

Ora, se o Switch conseguir mesmo vender essas 17 milhões de unidades em um ano, isso já será muito mais do que o Wii U vendeu durante toda a sua vida, o que dava cerca de 3,5 milhões anualmente! O número ainda é parecido com o que a Sony tem conseguido com o PlayStation 4, console que é tido pela indústria como um grande sucesso, então será mesmo que a BigN tem do que lamentar?

O curioso é que ao mesmo tempo em que diz que eles não tem conseguido divulgar o Switch como deveriam, Furukawa defendeu que o videogame deva ser mostrado como um aparelho individual, fazendo assim com que cada casa tenha várias unidades do híbrido. O detalhe é que esse papo já havia sido sugerido em 2017, o que mostra que atingir tal objetivo está longe de ser uma tarefa fácil.

Acredito que o melhor aqui seria a empresa admitir que fez uma previsão exagerada e que mesmo assim o desempenho foi muito bom. Porém, como em sua resposta o presidente logo depois disse que eles esperam aumentar as vendas tanto de jogos quanto de consoles para o ano que vem, chutar as previsões lá para o alto é uma prática que não deverá mudar lá pelo lados da Nintendo.

O interessante é perceber como algumas empresas gostam de viver numa realidade paralela e quando se trata de games, acho que nenhuma consegue se dedicar tanto a isso quanto a Nintendo.

Fonte: GameInformer e DualShockersr.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários