Home » Miscelâneas » Banksy diz em vídeo que queria destruir toda a sua gravura, não só metade

Banksy diz em vídeo que queria destruir toda a sua gravura, não só metade

Banksy revelou ontem um vídeo dos bastidores do leilão de sua obra Menina com Balão no Sotheby's, mostrando que a gravura deveria ter sido toda destruída.

48 semanas atrás

O artista inglês Banksy chamou a atenção de todo mundo na semana passada, ao acionar remotamente um triturador montado na base da moldura da sua gravura Menina com Balão (Girl with Baloon) logo após ela ter sido leiloada no Sotheby's em Londres por mais de um milhão de libras, a destruindo pela metade, deixando apenas o coração visível e intacto. Em um vídeo postado ontem, Banksy mostrou que seu truque não foi tecnicamente perfeito, um problema técnico impediu a obra de ser totalmente destruída pelo triturador.

Foto de Love is in the Bin de Banksy por Ben Stansall da AFP e Getty Images

Foto: Ben Stansall da AFP e Getty Images

No final do vídeo, Banksy diz em um letreiro que a destruição completa da gravura tinha funcionado todas as vezes nos ensaios que fez. O curioso é que mesmo com a parte de baixo toda cortada, a gravura está valendo mais do que o dobro do que foi leiloada, assim o comprador não deve ter ficado nada triste com a intervenção pós-venda, muito pelo contrário. A Sotheby's renomeou a obra como Love Is in the Bin (o amor está na lixeira), e declarou que ela foi "a primeira obra de arte na história a ser criada ao vivo em um leilão".

Apesar de ter alegado surpresa em um post, a postura de tirar proveito rápido da situação da Sotheby's deixou muita gente desconfiada de que eles estariam efetivamente envolvidos na trama. Pela cara de surpresa do leiloeiro, acredito que ele pelo menos era inocente nessa história. Bansky disse na descrição do vídeo que o os leiloeiros não estavam envolvidos, mas depois disto editou o vídeo e retirou o texto. A casa de leilões britânica já trabalhou com várias obras de Banksy, e pode ser considerada uma antiga parceira do criador.

A gravura Menina com Balão apareceu pela primeira vez grafitada na ponte Waterloo em Londres em 2002, e uma versão feita atrás de uma caixa de papelão da Ikea foi vendida por 73 mil libras em 2012. Depois de muita briga, um grafite da imagem em uma parede em Shoreditch, Londres, foi cuidadosamente retirado e vendido pelos proprietários. Menina com Balão chegou a ser considerada a obra de arte favorita do Reino Unido, em uma pesquisa informal realizada no ano passado, curiosamente feita pela Samsung, por conta de uma campanha de suas TVs.

De acordo com o site My Art Broker, existem 150 gravuras Girl with Baloon assinadas por Banksy e 600 não assinadas, mas agora a mais valiosa é a nova Love Is in the Bin. Alguns incautos acharam que poderiam valorizar suas gravuras vandalizando-as por conta própria, o que levou o site a se manifestar no Twitter, pedindo para por favor não cortarem as peças. É muita estupidez não entender que o que aconteceu no leilão do Sotheby's foi algo único, além de ter sido feito pelo próprio artista.

O vídeo de bastidores mostra várias cenas do evento antes do leilão começar, o que nos leva a pensar que ou Banksy em pessoa estava lá pra conferir sua brincadeira, ou então algum dos seus amigos, alguém de sua mais estrita confiança. A reação dos presentes é impagável. Pra mim o mais interessante é que a foto que ilustra este post consegue ser tão icônica quanto o grafite original de Bansky, se bem que a imagem também pode ser considerada uma obra indireta dele.

Clique abaixo para ver o vídeo.https://www.youtube.com/watch?v=vxkwRNIZgdY

Confira outros posts sobre arte aqui no MB.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários