Resenha — Samsung Gear Fit2 Pro: a pulseira inteligente que curte um mergulhinho

A Samsung é uma das poucas companhias que não só ainda acredita nos smartwatches, como mantém viva a sub-linha das pulseiras inteligentes: produtos mais acessíveis e compactos, elas foram desenvolvidas tendo os praticantes de esportes em mente mas também costumam agradar os sedentários de plantão.

A Gear Fit2 Pro é uma evolução da segunda geração de smart bands da companhia, que recebeu a interessante adição da certificação 5 ATM, permitindo que ela possa ser utilizada em piscinas e monitore exercícios de natação. Porém, mesmo no dia a dia ele é um acessório bem interessante.

Eu a testei por duas semanas e estas são minhas impressões.

Especificações e Design

Vamos à listinha fria:

  • SoC não especificado mas provavelmente é o mesmo do Gear Sport, o Exynos 3250: dual-core Cortex-A7 com clock de 1 GHz e GPU Mali-400MP2;
  • 512 MB de RAM;
  • 4 GB de armazenamento interno, com 1,9 GB reservados ao sistema;
  • display curvo Super AMOLED de 1,5 polegada com resolução de 216 x 432 pixels (322 ppi) e proteção Gorilla Glass;
  • acelerômetro, giroscópio, barômetro, sensor de batimentos cardíacos, sensor de luminosidade e sensor de umidade relativa;
  • Wi-Fi 802.11b/g/n 2,4 GHz, Bluetooth 4.2, GPS, GLONASS;
  • bateria de 200 mAh;
  • Sistema operacional Tizen;
  • dimensões: 25 x 51,3 mm;
  • peso: 34 g com pulseira.

O design é basicamente o mesmo da Gear Fit2, com um corpo compacto e curvo para se adequar melhor ao pulso. Por se tratar na essência de uma pulseira fitness e não um smartwatch (embora possa ser utilizado assim), ele é pensado em primeiro lugar para prover conforto ao usuário e não para ser chamativo. Este é um ponto positivo, embora ele deixe sua alma esportista transparecer.

Sua pulseira de silicone, que pode ser trocada por modelos mais ou menos chamativos ou de tamanhos diferentes não gruda, não irrita e adere bem, dispensando um aperto excessivo.

A Gear Fit2 Pro aguentou bem firme ao pulso durante caminhadas sob Sol forte, não ficou marcado nem acumulou sujeira. O corpo plástico não passa a sensação de um produto barato, talvez pela construção sólida e não fica desproporcional em pulsos mais estreitos, o que faz dele uma opção confortavelmente unissex.

O corpo diminuto comporta um display Super AMOLED de 1,5″ com boa resolução e ajuste de brilho para que as notificações fiquem bastante nítidas, mas esta não é uma tela que dá para exibir muito mais do que isso. Você conseguirá acompanhar seus exercícios e ver informes de seu smartphone, controlar o player de música mas se tentar qualquer coisa além vai passar raiva. Este não é um produto que você usará para ver fotos, por exemplo.

Como a Gear Fit2 Pro não conta com uma coroa giratória como o Gear Sport, a navegação é feita pela tela e/ou botões físicos. Deslizar com o dedo da esquerda para a direita exibe as notificações, no sentido contrário mostra os controles para exercícios, monitoramento cardíaco e outros recursos. O botão superior faz as vezes do Voltar e o inferior retorna à tela inicial.

Pode ser confuso no início, mas uma vez que se acostuma a navegação na pulseira inteligente é bem simples e intuitiva.

Performance e Autonomia

O hardware é adequado para o que se propõe, com um SoC dual-core de 1 GHz e 512 MB de RAM, mais 4 GB de armazenamento interno com cerca de metade disponível para o usuário. Ele conta com uma série de sensores e é bastante preciso na hora de medir distância, inclinação de terreno e com a adição da certificação 5 ATM, a Gear Fit2 Pro pode ser utilizada debaixo d’água em piscinas.

Isso abre o leque para o monitoramento de exercícios de natação, que muitos consideram importante mas não se afobe, a certificação não significa exatamente que a pulseira resiste até 50 metros de profundidade; é sempre bom consultar o grau de resistência no site da Casio antes de cair na água.

O que você pode fazer: monitorar quantidade e ritmo das braçadas e acompanhar seu desempenho em outros exercícios, tais como caminhada, corrida, ciclismo, bicicleta ergométrica, esteira, pilates, remo, abdominais e etc. O giroscópio e o acelerômetro captam o ritmo dos exercícios e os resultados são bastante apurados, e há inclusive um barômetro para medir a pressão do ar e um sensor de umidade relativa.

A Gear Fit2 Pro também conta com um sensor de batimentos e ritmo cardíaco, muito útil para permitir ao usuário ver como anda seu coração antes, durante e depois de cada atividade física ou no dia a dia, quando tiver vontade; e quando a noite chegar você pode utiliza-lo para monitorar seu sono.

 

Em atividades mais corriqueiras, você pode acionar seu player de música favorito e conferir notificações das redes sociais, porém não é muito recomendado transferir suas músicas para o aparelho: com apenas 2 GB disponíveis e ele ainda precisa instalar arquivos adicionais, é um convite a lota-lo rapidamente.

O Tizen continua um sistema um tanto limitado: ele oferece uma boa interface e é competente na hora de fazer o que de uma pulseira inteligente se espera, mas não conta com apps mais variados disponíveis para quem deseja fazer algo a mais.

 

Como de praxe em acessórios da Samsung, o gerenciamento da Gear Fit2 Pro é blindado e feito apenas por dois apps: o Samsung Gear (iOS,Android) permite que você monitore bateria, memória interna, uso de RAM e outras coisas, desde mudar o estilo do painel principal a transferir arquivos, músicas e apps para a pulseira. Já o Samsung Health (iOSAndroid) é o que arquivará toda a atividade física realizada com o acessório.

A Samsung não permite que seus smartwatches, pulseiras inteligentes e fones sem fio sejam administrados por apps externos, e isso posto o Health ainda é um software um tanto limitado e meio bugado. Por outro lado ele oferece uma grande quantidade de exercícios a serem monitorados, que podem ser sincronizados com sua conta da Samsung e migrados de um smartphone para outro sem problema algum.

Por fim, a autonomia. Com apenas 200 mAh é evidente que ele não foi feito para aguentar o tranco por muito tempo, logo ele resiste por pouco menos de dois dias com Wi-Fi e Bluetooth ligados, monitorando seus batimentos de form contínua. Se você optar por desligar tudo e utiliza-lo de forma independente a carga resiste por até três dias, bem distante dos três a quatro dias em uso constante e cinco dias em uso comedido como diz a Samsung. Ainda assim, é uma boa marca.

A Gear Fit2 Pro vem com uma base para carregamento via indução, que deve ser conectada a uma porta USB de seu computador (ela não vem com fonte dedicada) e o carregamento não é rápido, levando cerca de 85 minutos para a carga ir de 0 a 100%.

Conclusão

A Gear Fit2 Pro é um produto muito bem confeccionado, que se acomoda muito bem no pulso e oferece uma série de funções para os usuários, mas foi pensado em primeiro lugar como uma pulseira inteligente e não um smartwatch. Ele é uma solução com design e recursos nativos que miram diretamente nos praticantes assíduos de esportes, que desejam um acessório leve e confortável.

Seu grande diferencial é a possibilidade de utiliza-lo na piscina, como o Gear Sport já faz mas num form factor muito mais adequado e simples, mas por outro lado ele se torna uma extensão muito boa de seu smartphone Android. As únicas limitações são o fato dele jogar todas as informações dentro do Samsung Health, que não é lá muito esperto e o Tizen ainda não oferece muitos apps em comparação ao Android We…, quer dizer, Wear OS.

O maior problema da smart band ainda é o preço sugerido de R$ 1.199,00, bastante puxado para quem deseja fazer graça ou quer apenas um relógio esperto básico; hoje já é possível encontra-la por até R$ 949,05 no boleto, o que a deixa mais próxima das pulseiras Garmin Connect e na minha opinião, é um produto bem melhor.

No fim das contas a conclusão é a mesma do Gear Sport: se a Gear Fit2 Pro agregar ao seu dia-a-dia, principalmente se você por um praticante de esportes e estiver disposto a pagar o preço, ela não vai fazer feio. Para todos os demais é um acessório dispensável.


Samsung Gear Fit2 Pro: Tutorial

Pontos Fortes:

  • design compacto e confortável;
  • preciso ao registrar informações;
  • resistente à água, podendo inclusive ser usado para monitorar exercícios de natação.

Pontos Fracos:

  • preço alto demais para quem só quer um relógio;
  • o Tizen ainda é bastante limitado;
  • acessório só faz sentido para quem pratica esportes regularmente.

Agradecimentos à Samsung por gentilmente nos ceder o Gear Fit2 Pro para testes.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar