Home » Engenharia » Empresa desenvolvendo mão robótica pra pegar melhor na banana

Empresa desenvolvendo mão robótica pra pegar melhor na banana

Como fazer um robô pegar uma banana sem fazer um estrago? Se for o C3PO provavelmente ele tem prática, mas nos outros casos, só com muita pesquisa, e é o que a Disney e uma rede de supermercados estão fazendo na Europa.

3 anos atrás

howardrobot2

Olhe para sua mão. Você está vendo o resultado de 4 bilhões de anos de evolução. De uma nadadeira com uma única função ela virou uma pata para locomoção e um pouco de defesa. Com o passar dos anos, migramos para as árvores e descobrimos que mãos preênseis eram melhores do que cauda pois permitiam que primatas mais pesados balançassem nos galhos

Perdemos nossas caudas mas ganhamos mãos fortes E habilidosas. Descobrimos as ferramentas e aqueles que eram melhores em manipular pedras e galhos como armas, eram recompensados com a sobrevivência.

Hoje nada chega aos pés de nossas mãos. Olhe para a sua. Agora olhe para a caneca de café na sua mesa. Ok, volte para o texto. Estenda sua mão e pegue a caneca, sem olhar. Derrubou, né, seu atolado? Ok, seque tudo, tente de novo.

Quando você olhou para a caneca seu cérebro criou um modelo tridimensional, associado ao conceito de “caneca” e memórias que você já tinha do objeto. As partes ocultas foram preenchidas mentalmente, seu cérebro completou as lacunas modelando o que não conseguiu ver.

Uma sinfonia de impulsos nervosos e biofeedback comandaram seu braço para a posição aproximada da caneca. Seus dedos entram em modo-sensor, e no milissegundo em que tocam a caneca, o movimento do braço cessa. Cada um dos 5 dedos (ou quatro, se este blog for lido por ex-presidentes) pressiona apenas o suficiente para manter a caneca firme. Nunca a ponto de quebrar.

3491a7df00000578-3597007-amazing_use_of_stationery_chien_chu_lee_from_taiwan_creates_incr-m-11_1464250513492

Quando você puxa a caneca para cima, não sabe ainda a força necessária. Seu cérebro faz uma estimativa, que é corrigida imediatamente quando os sinais indicam o peso real do objeto são passados pelos nervos. A aderência e centro de gravidade fazem com que alguns dedos demandem mais pressão do que outros. Isso é compensado dinamicamente, ao mesmo tempo em que a velocidade é controlada dependendo da quantidade de líquido.

As mesmas mãos que carregam sacos de cimento, o mesmo software interno que as capacita a subir em uma árvore, são capazes de produzir obras de arte em miniatura, ou fazer microcirurgias reconectando vasos sanguíneos de 1 mm de diâmetro.

Como é de se imaginar, fazer mãos robóticas com essa capacidade não é fácil.

ncohqlf

A solução encontrada pela indústria foi criar manipuladores especializados. Robôs industriais são programados e construídos para fins específicos, o robô tem uma cabeça de solda, se for preciso que ele rebite algo, você troca a cabeça (tecnicamente a mão). Ele não manipula um arco de solta OU uma rebitadeira, é tudo integrado.

Em processamento de alimentos, a mesma coisa. Um robô que separa melancias não funciona com cerejas, e já pensou na complexidade envolvida em manipular cachos de uva sem espremer ou deixar cair?

Uma das empresas tentando tornar robôs mais versáteis é a Ocado, uma rede britânica de… supermercados. Eles querem automatizar a manipulação de alimentos, e para isso se aliaram à Disney Research, em Zurique, à Universidade Técnica de Berlim, e estão desenvolvendo u'a mão robótica bem mais versátil.

A mão não é nada de outro mundo, mas consegue sem modificações pegar um saco de limões…


Ocado Technology — SoMa robot arm picking a bag of limes

Ou uma única maçã:


Ocado Technology — SoMa robot arm picking an apple

Claro, ainda é muito lenta e sem precisão, mas é um belo avanço. No estado atual a mão consegue manipular inclusive bananas sem amassar, e ovos sem quebrar. O truque é um conjunto de sensores nos dedos pneumáticos, e um sistema de feedback e visão computacional.

Por enquanto, os empacotadores dos mercados ingleses não precisam se preocupar: o sistema ainda é lento demais, mas é só uma questão de tempo…

Fonte: Tech Crunch.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários