Home » Mercado » Acordo pode levar Microsoft a deixar de cobrar por patentes de Samsung e LG

Acordo pode levar Microsoft a deixar de cobrar por patentes de Samsung e LG

A fim de promover suas próprias soluções no Android, Microsoft pode deixar de cobrar parte das taxas de patentes do robozinho de Samsung e LG

4 anos atrás

samsung-microsoft

A Microsoft é sem dúvida uma das empresas que mais lucra com o mercado de dispositivos móveis, e nem estou falando do Windows Phone: como Redmond detém a maior parte das patentes necessárias para se fabricar um Android, cobrindo tanto software quanto hardware, a empresa recolhe seu dinheirinho tanto dos fabricantes quanto do próprio Google.

A Samsung bem que tentou dar uma de esperta e não pagar e foi processada, para só depois um acordo entre as partes ser definido. Ele definiu que seus dispositivos passariam a vir com software da Microsoft pré-instalado, como também definia o pagamento de taxas anuais. Porém, de acordo com fontes próximas à Samsung e LG Redmond estaria facilitando a vida de ambas empresas, promovendo descontos no pagamento das licenças.

Segundo o Korea Times, a Microsoft estaria disposta a cortar as taxas de licenciamento anuais, e em troca seus aplicativos teriam presença garantida nos dispositivos lançados com ambas companhias sul-coreanas. Isso faz parte de um esforço para promover seu ecossistema, que é a nova estratégia do CEO Satya Nadella: não importa o hardware, as soluções Microsoft estarão presentes.

Isso poderia representar uma economia final entre US$ 2,60 e US$ 2,70 por aparelho fabricado, o que pode não significar grande coisa mas pense no montante de aparelhos (e obviamente não fará diferença no preço final). E é claro que a Microsoft não será boazinha em absoluto, outras taxas de licenciamento continuarão a ser pagas normalmente.

Nesse sentido LG e Samsung podem economizar alguns bons tostões, mas a verdade é que a Microsoft será a maior beneficiada: ao fazer com que dispositivos Android já saiam de fábrica com seus apps, Redmond bate de frente com as soluções do próprio Google e minimiza a inclusão de bloatwares de fabricantes. O Galaxy S6 por exemplo já veio com Office, Outlook, Skype e 100 GB no OneDrive por dois anos, além de uma quantidade menor de apps da Samsung, que passaram a ser oferecidos na Play Store. O LG G4 não recebeu os aplicativos da Microsoft, muito provavelmente porque a Samsung seria a primeira empresa contatada por Redmond devido o histórico nos tribunais.

Tanto a Samsung quanto a Microsoft não quiseram comentar sobre as informações divulgadas.

Fonte: Korea Times.

relacionados


Comentários