Home » Hardware » Próximo Windows vai se afastar da interface Modern no desktop

Próximo Windows vai se afastar da interface Modern no desktop

Versões mobile, mesmo x86 não contarão com o desktop, tendo a interface Modern como padrão; movimento da Microsoft busca conquistar usuários do Windows 7

5 anos atrás

start-menu

Ainda que o Windows 8 seja um bom sistema operacional, muita gente ainda torce o nariz para ele principalmente por não terem gostado da interface Modern UI, antes Metro. A mudança de interface afastou muita gente que está acostumada com o desktop, entretanto desde a atualização para a versão 8.1 o bom e velho ambiente de trabalho x86 passou a ser o padrão. Ainda assim a rejeição foi massiva, e segundo fontes a Microsoft desistiu de dar murro em ponta de faca, tentando mesclar ambientes desktop e mobile através do Modern UI.

Tanto que a próxima versão do sistema operacional vai separar ambos em definitivo.

O Threshold, a próxima versão do Windows que pode ou não se chamar Windows 9 será um divisor de águas literalmente para as plataformas desktop e mobile do sistema operacional. Segundo fontes internas apuradas por Mary Jo Foley do ZDNet (que possui excelentes conexões em Redmond), não mais haverá mescla entre ambientes: no desktop o Modern UI virá desativado por padrão e embora ainda possa ser utilizado, a intenção é que o usuário não mais dependa dele para nada: os apps da nova interface do Windows continuarão disponíveis através de um Menu Iniciar redesenhado, o mesmo que já foi visto na conferência BUILD 2014 e que deveria ser introduzido no Windows 8.1, mas a Microsoft mudou de ideia.

Já tablets, mesmo os de arquitetura x86 e que rodam hoje o Windows 8.1 full não mais terão o desktop, e adotarão o Modern UI por padrão. Porém aplicações x86 também poderão ser utilizadas, sendo executadas lado a lado. Já dispositivos híbridos, como o Surface Pro e outros transitarão entre ambos ambientes se o sistema detectar ou não periféricos como mouse e teclado conectados. Isso significa que a Microsoft está trabalhando para desenvolver um SO dinâmico: ao invés de fornecer diferentes versões, o Threshold vai se adaptar aos componentes de hardware e habilitar os recursos de acordo, a fim de proporcionar a melhor experiência possível.

No fim das contas, para fins mercadológicos o Windows 8 se tornou outro Vista: segundo as fontes o período de desenvolvimento do Windows 8.x se encerrou e a Microsoft corre para se distanciar dele, buscando voltar a agradar o consumidor. A previsão é que um preview da nova versão do SO seja disponibilizada até o fim do ano, e a build final do Threshold chegue às lojas entre março e junho de 2015.

Fonte: Z.

relacionados


Comentários