Home » Fotografia » Pentax 645Z — médio formato para as massas

Pentax 645Z — médio formato para as massas

A Ricoh mostra que não está brincando e coloca a Pentax 645Z no mercado. Uma médio formato com sensor CMOS e preço amigável.

5 anos e meio atrás

A Ricoh chega chutando o pau da barraca e coloca no mercado sua nova câmera de médio formato. A Pentax 645Z vai seguir a tradição de sua antecessora e ser a câmera de médio formato mais barata do mercado. Tudo bem, ainda é cara, mas com algum sacrifício (e vendendo os rins e o fígado) é possível comprar uma. Quando fotografávamos com filme, os fotógrafos arrogantes (será que isso existe?) apontavam para os iniciantes e diziam que os verdadeiros profissionais utilizavam câmeras de médio formato. Como hoje a brincadeira é bem mais cara, a história mudou para câmeras full frame. Ou seja, a mesma pataquada de sempre.

Mas, voltando ao lançamento da Ricoh, eles tiveram a mesma idéia da Hasselblad (inspiração ou mentes que funcionam igual?) de colocar na câmera um sensor CMOS em vez do bom e velho CCD. Essa decisão torna possível coisas que eram verdadeiras limitações das câmeras de médio formato, como a utilização de ISOs elevados e capacidade de fazer várias fotos por segundo. A 645Z chega com um sensor CMOS de 44 × 33 mm com 51,4 megapixels de resolução máxima e um design com curvas mais arredondadas. A câmera pode fotografar em ISO 204.800 e fazer 03 fotos por segundo no modo contínuo. Além disso ela possui visor LCD articulado de 3,2 polegadas e capacidade de gravar vídeos em 1080/60i. Aproveitando a onda de conectividade que está invadindo o mercado de câmeras digitais, a 645Z é compatível com o Pentax Flucard, um cartão SD que oferece transferência de imagens via Wi-Fi, NFC e oferece também a possibilidade de controlar a câmera remotamente. Aliás, essa é uma coisa interessante, pois desde a versão anterior a médio formato da Pentax trabalha com cartões SD. No caso da 645Z estamos falando de um slot duplo com compatibilidade com cartões SDHC e SDXC. A câmera pode gerar arquivos em RAW, TIFF ou JPEG (esse último é meio estranho em uma câmera deste porte).

A nova câmera também apresenta proteção contra as intempéries, podendo resistir ao frio, poeira e chuva (leve) apresentando 76 pontos de selamento no corpo. A intenção aqui é clara. A Ricoh quer que a Pentax 645Z seja uma câmera que possa ser utilizada fora do estúdio fotográfico. A maior parte das câmera fotográficas digitais de médio formato apresentam resultados maravilhosos em estúdio, mas não são indicadas para situações em que não haja controle total da luz. Ao que parece a Ricoh quer mudar isso.

A nova Pentax 645Z vai chegar ao consumidor com um preço sugerido de US$ 8.499,00 (apenas o corpo). A Ricoh também anunciou a disponibilidade de 13 novos modelos de lentes nos Estados Unidos. Olhando a lista, e tendo em vista que são lentes de grande qualidade, os preços não são exorbitantes. Por exemplo, é possível levar uma SMC-645 FA 75mm f/2,8 para casa pela bagatela de US$ 839,00. A lente mais cara do novo pacote é a SMCP-FA 645 300mm f/5,6 ED que está saindo por US$ 5.759,00.

pentax_645Z

Fonte: Dpreview.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários