Home » Mobile » Acessórios » Que feio! Xiaomi kiba projeto do Kickstarter na cara dura

Que feio! Xiaomi kiba projeto do Kickstarter na cara dura

Xiaomi de Hugo Barra copia descaradamente projeto do Pressy, botão programável para automatizar funções do smartphone que foi um sucesso no Kickstarter

5 anos atrás

pressy-xingling-xiaomi

Pense um pouco: apesar de um smartphone facilitar nossas vidas de diferentes formas, seria interessante se houvesse uma opção para automatizar funções básicas, como tirar fotos ou fazer uma ligação prioritária (alguém ainda os usa para fazer ligações?). E se existisse um botão dedicado e programável capaz disso, cortando a necessidade de desbloquear a tela e abrir o app?

Agora existe, com o… espera aí, eu já escrevi isso antes!

Há alguns meses atrás veio a público a interessante proposta do Pressy, um botão programável que você pluga na entrada P2 do fone de ouvido de qualquer Android a partir da versão 2.3. De posse do aplicativo dedicado é possível programar toques personalizados que possibilitam ativar funções como tirar foto, fazer check-in, ligar para números determinados e afins de acordo com o número de toques e duração dos mesmos. O projeto em si é ridículo de tão simples, e por causa disso foi um sucesso no Kickstarter: ao fim da campanha os programadores da Nimrod Back arrecadaram quase 700 mil dólares, muito além da meta de US$ 40 mil.

Pressy - The Almighty Android Button

Isso foi há sete meses atrás. Agora a Xiaomi, a fabricante chinesa para onde Hugo Barra foi após sair do Google para assumir o cargo de VP global resolveu entrar nessa seara, lançando um produto exatamente igual ao Pressy, que ainda não possui nome desse lado do mundo. A proposta foi copiada ponto por ponto: o botãozinho chinês possui uma função fixa para tirar fotos com um toque, e um app dedicado que permite programar dez funções diferentes, de acordo com os toques do botão. Ao que tudo indica ele é chamado localmente de “MiKey”, e por razões óbvias Barra está perguntando no Facebook e Google+ qual seria o nome mais adequado para o produto no ocidente. Segundo o Tech in Asia ele será lançado na China no dia 8 de abril por ridículos 4,90 yuan; o equivalente a US$ 0,79. A título de comparação o preço final do Pressy é de US$ 20 com o chaveiro, o que mostra a capacidade dos chineses de amortecer custos e também denuncia que a qualidade do material não deve ser grande coisa.

pressy-xingling-xiaomi-001

Em resposta ao acontecido a Nimrod Back entrou em contato com o Engadget dizendo que detém direitos sobre o design e funcionalidade do Pressy, e que não esperavam que uma empresa tão grande chegaria ao ponto de copiar o trabalho de uma startup de forma tão flagrante. A empresa agora estuda como procederá para proteger seu produto e descer o sarrafo jurídico na companhia de Barra.

Fonte: Digital Trends e Engadget.

relacionados


Comentários