Home » Hardware » Gartner encarna o Capitão Óbvio e prevê que vendas de desktops vão encolher até 2017

Gartner encarna o Capitão Óbvio e prevê que vendas de desktops vão encolher até 2017

Projeção da Gartner prevê que vendas de desktops vão encolher até 2017 e dispositivos mobile e ultrabooks serão preferência entre consumidores.

6 anos e meio atrás

Algumas coisas não dá para entender.

atom-knocks-out-green-lantern

Nos últimos anos todo mundo já percebeu que o mercado de desktops está cada vez menor. Eu mesmo abri mão de um novo conjunto de última geração e comprei um notebook-monstro, e ele é meu desktop, ligado num monitor e conjunto teclado/mouse sem fio.

Tirando usuários hardcore que precisam de máquinas para processamento pesado, como renderização de vídeos, modelagem 3D e similares, ou gamers hardcore que pagam uma fortuna para rodar Bioshock Infinite no máximo (que fica lindo, é verdade, mas meu PS3 me atende nisso), o usuário comum já se tocou que um note ou um ultrabook é mais do que suficiente. Muitos inclusive migraram de vez para o mundo mobile, fazendo de tablets e smartphones as únicas máquinas de que precisam. Lá fora o cenário é um pouco mais drástico, a venda de notebooks tem caído junto com a de desktops.

É por isso que eu acho um tanto sem sentido a projeção da Gartner. Com base na quantidade dos produtos enviados às lojas em 2012, ela desenhou um cenário em que o mercado como um todo terá um crescimento de 34% até 2017, onde os smartphones vão inflar em 70%, porém os desktops e notebooks vão encolher cerca de 20,4%, vendendo quase 70 milhões de unidades menos.

table-001

Como disse, sem novidades. Tablets e smartphones terão um crescimento significativo, e um cenário ideal seria tablets e smartphones se tornarem mais baratos, mas é mais provável que os ultrabooks sejam os mais prováveis de ficarem mais acessíveis.

Já os desktops sofrerão sim uma redução de vendas, mas nem de longe vão sumir do mapa. O cenário pós-PC não significa sem-PC, mas um mercado em que  há diversas opções para o usuário, em que ele terá a liberdade de escolher o dispositivo que melhor lhe atende, sem ficar preso a um hardware de forma desnecessária.

Em tempo: o Gartner também fez uma projeção de sistemas operacionais, onde aponta que o Android vai dominar o mercado e Apple e Microsoft vão disputar o segundo lugar num empate quase técnico. A RIM como sempre vai comer poeira, além de sofrer redução.

table-002

Fonte: Gartner via AllThingsD.

relacionados


Comentários