Eu só queria TV a Cabo em casa.

Antes de começar, uma pergunta: você, atualmente, encontra-se satisfeito com seus planos de telefonia (fixo e celular), banda larga, 3G e TV a Cabo? Por satisfeito, entenda-se: contente com o serviço prestado, pagando um preço justo por um produto de qualidade. É pouco provável que alguém esteja 100% satisfeito, independente de quem seja a operadora. A qualidade dos serviços dos prestadores varia absurdamente de região pra região. O 3G da operadora X funciona muito bem no Nordeste, mas quem mora no Sudeste não quer nem ouvir falar no nome da empresa.

No Brasil, as empresas falham miseravelmente na prestação dos serviços. Somos inundados com telefonemas, SMS, emails e todo tipo de propaganda invasiva oferecendo maravilhosos serviços e planos. Atletas famosos, modelos, celebridades, todos sorriem e recomendam que você faça parte dos clientes satisfeitos dessas empresas. O duro é achar o cliente satisfeito. Já começa na pré-venda.

Desde que cancelei a GVT TV (que ficou seis meses na minha casa, sem funcionar direito desde o dia que foi instalada) procurei outra prestadora, até que decidi pela ClaroTV (antiga Via Embratel). Escolhi o plano no site, me ligaram, tudo nos conformes e a instalação foi agendada. Adivinha se alguém apareceu pra instalar? Marcaram de novo a instalação e ganha um doce quem acertar se instalaram ou não. É uma situação lamentável. Eu quero consumir o produto, mas implorar pra instalarem é demais. Podiam mandar o Jim Carrey, que era um psicopata mas pelo menos instalava a TV bonitinho.

Em paralelo ao descaso na pré-venda, recebemos planos muito ruins, com preços extorsivos. Banda larga que não entrega o que promete, sinal de TV fora do ar só de ouvir a previsão do tempo, 3G que só funciona em EDGE (quando funciona) e por aí vai. E ai de quem quiser entrar em contato com o SAC, seja pra cancelar, seja pra agendar uma visita técnica.

A título de comparação, nos EUA, a AT&T vende um smartphone por 199$ com contrato de dois anos de fidelidade. E o plano? $70 com VOZ E SMS ILIMITADOS + 4GB de franquia de dados. Imagine você comprando, no Brasil, um smartphone por 199,00 reais, falando e enviando SMS ilimitados e pagando 70,00 por mês. Parece impossível nos próximos 2000 anos. Na Rogers, você contrata TV a Cabo com 61 canais em HD, porrilhões de filmes, dezenas de canais de variedades, séries, esportes e o escambau por $71. No Brasil, planos similares (alguns sequer existem, diga-se) sairiam por pelo menos 500,00 reais sem a mesma qualidade. E o smartphone teria um descontão, baixando pra uns 1000,00 reais numa fatura de algumas centenas de reais por mês. A chamada parceria Caracu, onde as empresas entram com a Cara e nós com o resto.

Eu continuo sem TV a Cabo, por puro descaso. As empresas simplesmente não aparecem pra instalar. Antes eu apenas não tinha o serviço sendo prestado. Agora, além de não ter o serviço, estou extremamente insatisfeito. Me pergunto até quando isso vai ser dessa forma. Cada dia há mais e mais pessoas dispostas e com condições de consumir produtos e serviços, mas parece que justamente por isso as empresas estão se lixando pra manutenção dos clientes. Perdeu um? Ganhou dois. E assim caminha a humanidade. Pelo menos a parte dela que mora no Brasil.

Há alguém aí plenamente satisfeito com os serviços que contratou? Satisfeito com qualidade/atendimento/preço?

Leia também: limites de tráfego só favorecem as operadoras.

Relacionados: ,

Autor: Marcel Dias

Pai, marido e sedentário.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples