Digital Drops Blog de Brinquedo

É DO BRASIL! É DO BRASIL!!!!!!

Por em 31 de dezembro de 2011
emHardware
Mais textos de:

Site | Twitter
  • http://twitter.com/matheusdias_uk Matheus Dias

    Gostaria de jogar esse tipo de noticia na cara de todos aqueles que dizem que o Brasil é super da paz e não lucra com conflitos. hahahah

    Da-lhe tucano

    • Ivan Nekandro

      O que é que há de errado em ser da paz e não lucrar com desgraça alheia?

    • http://www.facebook.com/profile.php?id=100000354926065 Evaldo Reis

      Penso que cabe um velho ditado romano aqui:
      “Se queres a paz, prepara-te para a guerra! (si vis pacem, para bellum)”.

      • Efraim Gon

        Vegetius não era romano. =)

  • http://profiles.google.com/1bertorc Humberto Ramos Costa

    Excelente notícia realmente. Pena que eu tô sem EMBR3 na minha carteira. Só faltava agora o Brasil desistir do F-22 francês.

  • Rafael Vasconcelos

    No próximo Battlefield vai ter Super Tucanos!

  • Vinícius dos Anjos

    Parece mais uma jogada visando criar um vínculo de “amizade” comercial entre os países. No fundo os EUA talvez desejem com isso influenciar o Brasil a comprar os caças deles também… e por um valor muito maior.

    A título de correção, o nome da fabricante Hawker Beechcraft foi escrito incorretamente no artigo.

  • http://twitter.com/condector Brivaldo Jr

    Eu acho que isso foi uma forma dos EUA pressionarem pela compra do avião deles sem transferência de tecnologia. Acredito que a melhor transferência ainda seria do avião sueco Gripen 2, pois o Brasil ajudaria a terminar o projeto e com isso teria acesso de verdade a construção do caça.

    • http://www.facebook.com/people/Marcelo-Eiras/1567301419 Marcelo Eiras

      Acho que comprar alguns treinadores do Brasil para o forçar a compra de caríssimos caças não é uma forma eficiente de pressão.

      Os EUA compraram simplesmente pq não existe nenhuma aeronave dessa categoria (treinador/coin/patrulha) melhor que o Super Tucano. Os concorrentes eram muito inferiores. Os únicas aeronaves da classe do super tucano são o Beechcraft T-6A e o Pilatus PC-9 M

  • http://twitter.com/condector Brivaldo Jr

    O avião francês é mais política do que tecnologia.. e o preço é um absurdo… fora que se os EUA negarem a transferência de tecnologia, do que adiantaria comprar deles?

    • http://www.facebook.com/people/Marcelo-Eiras/1567301419 Marcelo Eiras

      O avião francês é uma porcaria, tanto que nunca conseguiu vencer uma concorrência, não vendeu um único Rafale em toda história. Só mesmo o lula molusco para querer aquela porcaria… Devia estar levando por fora…

      • http://www.facebook.com/luctimm Lucas Timm

        Airbus? *ba dum tss*

    • Anônimo

      Mas que disse que francês sabe fazer avião? O que francês sabe fazer direito é perfume e olha lá.

  • http://www.facebook.com/people/Marcelo-Eiras/1567301419 Marcelo Eiras

    Pena que grande parte do Tucano, em especial a aviônica e o motor são estrangeiros. Para vender qualquer o Tucano a Embraer tem que pedir benção dos EUA. A alguns anos atrás ela foi proibida de vender Tucanos para a Venezuela.

    Antes de tudo, um país só pode ser soberano quando fabrica todas as peças de seu armamento.

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Diga isso pros EUA, que compram armas do mundo inteiro e em alguns casos as plataformas inteiras são feitas fora, como os Harriers que os fuzileiros adoram. O mundo está globalizado, esse conceito de soberania ser uma ilha já está ultrapassado.

      • http://www.facebook.com/people/Marcelo-Eiras/1567301419 Marcelo Eiras

        Diga isso para o F-22 e os aviões ou outros vetores de guerra de ponta. O Harrier está absoleto a um bom tempo, a RAF já o tirou de serviço no final de 2010… Nem sei pq eles ainda estão em atividade nos EUA.

        Uma coisa é comprar de fora por opção, outra bem diferente é comprar de fora por não ter tecnologia, dinheiro e know how para construir.

        O parceiro de hoje pode ser o inimigo de amanha. O conceito de ter e poder produzir toda a tecnologia militar nunca será ultrapassado, pelo menos enquanto existir traição de alianças ou pelo menos interesses divergentes entre aliados.

        Globalização pode servir para os tempos de paz, na guerra é cada um por si.

        Nos não temos tecnologia nem para fazer um motor turbo hélice. O motor do super tucano é Canadense. É meio constrangedor ter uma venda vetada por outro país como ocorreu quando o Brasil quis vender uns super tucanos para a Venezuela.

  • kleber peters

    Cardoso… Arruma lá… o SuperTucano é o A-29, não A-26.
    E tú voou num NA T-6??? Tú é velho pra caramba!!! Foi do Circo Ônix?

  • http://twitter.com/jrventurim José Robson Venturim

    Cancelaram a compra … Pelo jeito havia muito de “Qui pro quó Clarisse” nesta compra, além de somente aspecto técnico. Agora que vazou que o Brasil deve mesmo fechar com o Rafalle depois da super compra da Índia, os USA viram que os F-22 não teria chance mais e então retiraram o doce da boca da criança … Pena, o Super Tucano é o avião ideal para o uso proposto.