Google Currents: quase, mas não totalmente, inteiramente diferente do Flipboard

 
A reação Macfag normal é desconsiderar o Google Currents como mais uma das versões kibadas do Flipboard, ignorando-o e mantendo a pureza racial do iPad, mas o que parecem imperfeições são na verdade diferenças de filosofia, e o Currents tem tudo para se tornar uma excelente aplicação nos tablets da vida, lado-a-lado com o Flipboard.
 
O Currents ainda está numa versão preliminar, então é preciso perdoar alguns erros básicos, como a falha na integração com o Google Reader, mas mesmo assim ele já atendem bem a necessidade que se propõe suprir.
 
A idéia aqui é um agregador de informação voltado para conteúdo, não quantidade. As fontes de informação são poucas mas de qualidade. O foco também difere do Flipboard, que essencialmente é um agregador de twitter com recursos para lidar com RSS. O Currents é um agregador de blogs e sites.

 
 
 

Ao contrário da maioria dos agregadores semelhantes há um cuidado na apresentação do conteúdo, mesmo que não haja uma fofoletização da interface como no Flipboard. Só isso já elimina viúvas e órfãs, as grandes vilãs dos layouts automáticos.
 
O Google está pensando alto, a ferramenta já está pronta para lidar com assinaturas e outras formas de venda de conteúdo, embora tudo no momento seja gratuito. 
 

O Currents, claro, é altamente social. O destaque é pro Google+ mas é possível compartilhar o conteúdo nas redes principais, enviar por email, Twitter, etc.
 
Se você é usuário do Flipboard e começar a usa o Currents sem ler este aviso provavelmente irá odiar. É a diferença de filosofia que falei; o Currents é feito para leitura offline. A idéia é que todo dia ele atualize a sua biblioteca de fontes de informação e então, independente de ter 3G ou WIFI, poder acessar aquele conteúdo.
 
O Flipboard dá a ilusão de ter esse recurso, mas ele só cacheia uma pequena parte do conteúdo. o Currents irá baixar tudo. 
 
O preço a pagar é que isso demora, ainda mais se você tiver um link vagaba como o meu. A espera compensa, ainda mais quando você está em um aeroporto sem WIFI e com seu vôo pra lá da ilha de Lost.
 

Por falar em preço, o Currents é gratuito, existe pra IPad e pra tablets Android e há toda uma boa-vontade do Google para quem quiser publicar conteúdo pra ele. Idéia aliás muito recomendada.
 

Links úteis:

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Walter Andrade

    Cardoso, vale comentar que por algum motivo estranho qualquer, o Currents ainda não está oficialmente disponível no Brasil… para testar temos que baixar o apk de outras fontes, que não o Market.

  • Anônimo

    Eu instalei o Currents com o Apk disponibilizado por alguns sites mas tinha alguns problemas. No meu Milestone com Android 2.2 ele não remove posttagens de fontes deletadas, não sincroniza automaticamente mesmo configurando e o principal problema foi que ao abrir uma “noticia” ele abre com um zoom em cima do texto e sem poder fazer o scroll que ele volta pro mesmo lugar e ao diminuir o zoom com um toque duplo a fonte fica pequena demais, mesmo estando configurada como grande. Parece que abre como se eu tivesse un tablet pois é bem diferente do vídeo divulgado.

    Como tinha vários MB eu deletei e uso o Feedly que funciona razoavelmente aqui, embora no PC eu ache horrível.

    • A Versão pro iPad funciona perfeitamente. Bom ver que o Google tem prioridades.

      • Ei rapaz, a versão do Market está sem esses bugs relatados e funciona muito bem!
        Bom, com certeza não é prioridade do Google garantir que Apks clandestinos funcionem…

        • Anônimo

          A versão do Market não está disponível pra aparelhos fora dos EUA. Tentei usar o Market Enable mas não consegui mesmo com o reggae and root. Quem dera o Android Market tivesse a liberdade da App Store. Arranjei 2 apks de versões diferentes 1.0 e 1.01 (que eu me lembre) e ficou a mesma coisa.
          Procurei e não achei ninguém com esses problemas com a versão disponibilizada no XDA developers que eu peguei.

  • Vale lembrar que apesar de não integrar com o Reader, o Currents consegue puxar os feeds pra sua Library, bastando clicar em Add More > Google Reader.

  • Louise Costa

    Gostei do título, me lembrou O Guia do Mochileiro das Galáxias. 😀

  • Harlley Sathler

    Estou usando no meu nook color desde o dia em que li a respeito dele (acho que no dia do lançamento). Está funcionando perfeitamente, com todas as minhas fontes do Reader importadas nele. Mas a questão das prioridades do Google é mesmo algo curioso. Alguém consegue explicar por que o GMail no iOS tem a interface tão mais polida do que no Android? Não consigo entender. O sistema do robozinho está bem difundido (mesmo rodando até na torradeira) e compete pau a pau com a Apple e mesmo assim alguns produtos do Google funcionam melhor na concorrência que em seu próprio sistema?

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples