Digital Drops Blog de Brinquedo

#mimimi do dia: Escola acha que Y U MAD BRO? é racismo.

Por em 6 de setembro de 2011
emInternet relacionados  
Mais textos de:

Site | Twitter
  • Orlando Cardoso

    Puxa, que barra! Acho legal as minorias que lutam contra a opressão. A sociedade deve evoluir. O problema é que nem todo mundo tem inteligência e senso de humor

  • Orlando Cardoso

    Puxa, que barra! Acho legal as minorias que lutam contra a opressão. A sociedade deve evoluir. O problema é que nem todo mundo tem inteligência e senso de humor

  • http://ceticismo.net André

    “Os memes tendem a gerar confusão pois são muito rápidos, a maioria das pessoas “normais” ainda está acostumada a receber informação por escrito, muitas vezes na forma de livros.”

    Penso que muito pelo contrário. Descobri que qualquer texto com mais de uma frase de extensão se torna incompreensível para a maioria das pessoas. Sendo maioria, elas devem ser as “normais”, pois não?

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Entre os Morlocks, mas falo normais entre os Eloi.

      • http://www.facebook.com/profile.php?id=1361364147 Paulo Ricardo Schwind

        Elois eram fast food de Morlocks

      • http://www.facebook.com/profile.php?id=1361364147 Paulo Ricardo Schwind

        Elois eram fast food de Morlocks

  • http://ceticismo.net André

    “Os memes tendem a gerar confusão pois são muito rápidos, a maioria das pessoas “normais” ainda está acostumada a receber informação por escrito, muitas vezes na forma de livros.”

    Penso que muito pelo contrário. Descobri que qualquer texto com mais de uma frase de extensão se torna incompreensível para a maioria das pessoas. Sendo maioria, elas devem ser as “normais”, pois não?

  • Anônimo

    acredita que eu fui criticado porque fui na Bienal do Livro e tirei uma foto do meu filho sorrindo segurando a biografia de Hitler?
    E nem era Mein Kampf!!!!!

    • doc was

      Claro, seu filho segurava UM LIVRO, esse objeto abominável que só os mais inconsequentes tentam ler. Os críticos normalmente os usam como apoio de mesa.

    • doc was

      Claro, seu filho segurava UM LIVRO, esse objeto abominável que só os mais inconsequentes tentam ler. Os críticos normalmente os usam como apoio de mesa.

  • http://www.facebook.com/professor.maximvs Professor Maximvs

    É o que costumo dizer em sala-de-aula: tem MUITA gente burra no mundo!
    Eu diria que eles são cerca de 104.5%, mais ou menos.
    (Sim, foi uma piada. Obviamente não se pode ter MAIS de 100% de uma amostra atendendo a um critério…)
    Para os que não entenderam, sinto muito… estão dentro dos 104.5% :)
    De qualquer forma, defendo o conhecimento e a cultura.
    E concordo com a frase extraída do Facebook.
    (Mas acho tiopês desnecessário)

    prof Paulo Maximo

  • Anderson Andrighi

    Esses gringos (sim também odeio esse esse vocábulo) cambada de retarda. PQP! Tinha que ser em Ohio. Aposto que em Atlanta todos iriam deixar passar.

  • Diego Rodrigo Tietz

    Para digerir uma frase solta, as pessoas comuns exigem um contexto. Se você não o forncece (como os alunos de Kirtland não forneceram toda uma dissertação sobre memes de internet), o contexto é deduzido pelo viés que as pessoas tiverem. Uma m*.

  • Diego Rodrigo Tietz

    Para digerir uma frase solta, as pessoas comuns exigem um contexto. Se você não o forncece (como os alunos de Kirtland não forneceram toda uma dissertação sobre memes de internet), o contexto é deduzido pelo viés que as pessoas tiverem. Uma m*.

  • kleber gargitter

    Senso de humor é um atributo masculino!
    Deixa eu me esconder que elas vem vindo…….

  • Daniel Almeida

    Lembra daquela parada de mensagem, receptor, emissor? Pois é, hoje ninguém sabe mais qual desses é o mais importante. Linguagem escrita já complica o entendimento pela falta de entonação, quando você supõe que o outro tenha o conhecimento prévio pra entender a piada então, fica brabo escapar de um mal entendido. Se a pessoa simplesmente não entende a piada, ok, mas se ficou ofendida pronto. Em qualquer um dos casos, não custa perguntar mas expor a ignorância com relação a qualquer tema é proibido atualmente.

    Daqui a pouco vão achar que o “looking for Kyle” é nazista. Eu me sinto meio constrangido em explicar algumas coisas pra colegas não tão viciados em internet ou no Failblog.

    Em tempo, o que dizer dos surfistas cariocas que usam o brother ou bro quase como vírgula?

  • http://www.dennisaltermann.com.br/ Dennis Altermann

    Acho uma excelente percepção, mas acho que também não podemos querer que as pessoas simplesmente consigam entender tudo. No caso da escola estamos falando de jovens, tudo bem.

    Mas se eu falo uma coisa nesse sentido para pessoas “de fora” elas não vão entender, vão se ofender e o que vamos poder fazer? Nada.

    Sim, estamos mesmo em uma era de #mimimi e não vamos poder fugir dela.

  • http://www.facebook.com/people/Otávio-Ivo/100001819844421 Otávio Ivo

    Complicado isso.
    Uma amiga uma vez veio reclamar comigo que eu coloquei no facebook o Nyan cat falando “Nein Nein Nein” que nem o Hitler. Ela disse que eu estava sendo pró Hitler.

    • Mister K

      Nossa, como vc pode fazer algo assim? depois de tudo o que aquele monstro fez…

      • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

        Não fale assim, nem todo mundo tem a mesma opinião que você em relação ao Nyan Cat.

        • http://www.facebook.com/rubinholopes Rubens Lopes

          genial!

  • http://www.facebook.com/people/Otávio-Ivo/100001819844421 Otávio Ivo

    Complicado isso.
    Uma amiga uma vez veio reclamar comigo que eu coloquei no facebook o Nyan cat falando “Nein Nein Nein” que nem o Hitler. Ela disse que eu estava sendo pró Hitler.

  • F.H

    Tem dois erros ali no meio do texto: LEIÃO e CORRÃO…

    • F.H

      E SIM. Se não entenderam foi sarcasmo…

      • Anônimo

        o rly

      • Anônimo

        o rly

    • rodrigo elesbao

      Sem querer pagar de mala, mas tenho os dois pés atrás em usar esses ‘leião’, ‘corrão’, pois, apesar dos sem-humor, estamos adubando também aquela gente (ou melhor, jente) que simplesmente (ou melhor, simplismente) sequer nota que tem algo errado na sentença e passa a perpetuar a merda, tipo o povo que diz ‘mais’ querendo dizer ‘mas’. Sou a favor de se adotar uma solução final contra esse tipo de gente.

  • Evaldo Reis

    No meu caso, não consigo acompanhar a quantidade absurda de “memes” e coisas do tipo que parecem surgir todo dia. E piora, pois não acesso twitter nem qualquer rede social, pois, como bem falou o filósofo: “Não faço parte de clubes que me aceitem como sócio” (G. Marx). Confesso que fico voando em alguns trechos do que o pessoal do meiobit publica, mas nada que o contexto (e o google) não ajude a decifrar.
    Mas não me surpreende que existam fundamentalistas e patrulhadores ideológicos. Existem aos montes e são bem barulhentos. Mau-humor é congênito, bom-humor é um estado de espírito (e dos mais elevados). E sem falar nos casos patológicos, mas aí nem a comunicação mais clara consegue atingir.
    Então, o que fazer? Aos cidadãos de bem (com a vida) só resta exercer a paciência. E não alimentar os trolls também é uma prática sadia.

    • Renan Sousa

      “Não faço parte de clubes que me aceitem como sócio”

      Conheço um site ideal pra você. 4Chan. Vai se sentir em casa lá, tente ser aceito pelos chans por um momento…

    • Renan Sousa

      “Não faço parte de clubes que me aceitem como sócio”

      Conheço um site ideal pra você. 4Chan. Vai se sentir em casa lá, tente ser aceito pelos chans por um momento…

    • http://www.facebook.com/people/Wagner-Felix/661933705 Wagner Felix

      Memes “não se acompanham”, é só sempre olha-los como humor: se você não entender de cara, depois de explicado não vai ter graça nenhuma.

  • Junior Predador

    Só faltou a mensão aquele manual do governo do politicamente correto. eita coisa sem sentido aquele manual!

  • Juvenal

    Tem o outro lado da moeda também, babacas ultimamente estão usando brechas na linguística pra criar associações racistas/discriminatórias sem parecer diretamente racista.

    • Joaopaulosaloto

      Quando vemos “reporagens” como essa (na verdade, notícias) raramente paramos para pensar no outro lado. Mas acho que não vi/percebi essas associções ainda…

  • Vanitas666

    Engraçado que me lembro perfeitamente de Bro sendo uma gíria de Surfistas desde a década de 70/80 quando ver um negro surfando era o mesmo que um branco estrela de baskete da época.

    Basta assistir filmes da época, na sua absoluta falta de figurantes negros e com girias esclusivamente voltadas para o público BRANCO….

    Mas claro, posso estar errado, mas só admito se alguém puder provar

    • http://www.facebook.com/clmenuci Cleber Luiz Menuci

      esclusivamente, tá errado, provei, daaaa

  • Vanitas666

    Engraçado que me lembro perfeitamente de Bro sendo uma gíria de Surfistas desde a década de 70/80 quando ver um negro surfando era o mesmo que um branco estrela de baskete da época.

    Basta assistir filmes da época, na sua absoluta falta de figurantes negros e com girias esclusivamente voltadas para o público BRANCO….

    Mas claro, posso estar errado, mas só admito se alguém puder provar

  • Renan Sousa

    Isso me deu uma visão completamente diferente sobre os Super Mario *BRO*’s

    Mas a meu ver, a situação nos states é ligeiramente diferente da situação aqui. Você tentar explicar o VocêTubo pra uma pessoa leiga e ela não entender é uma coisa. Mas nos states, atualmente, “bro” é gíria pra… a melhor tradução que eu consigo pensar é “mano”, aqui no Brasil (o fato das gírias em ambas as línguas remeterem ao conceito de irmandade é pura coincidência). O pessoal que se diz ofendido por lá SABE disso e está usando um racismo que não existe apenas como desculpa pra destilar seu ódio contra um adversário.

  • Renan Sousa

    Isso me deu uma visão completamente diferente sobre os Super Mario *BRO*’s

    Mas a meu ver, a situação nos states é ligeiramente diferente da situação aqui. Você tentar explicar o VocêTubo pra uma pessoa leiga e ela não entender é uma coisa. Mas nos states, atualmente, “bro” é gíria pra… a melhor tradução que eu consigo pensar é “mano”, aqui no Brasil (o fato das gírias em ambas as línguas remeterem ao conceito de irmandade é pura coincidência). O pessoal que se diz ofendido por lá SABE disso e está usando um racismo que não existe apenas como desculpa pra destilar seu ódio contra um adversário.

  • Renan Sousa

    Isso me deu uma visão completamente diferente sobre os Super Mario *BRO*’s

    Mas a meu ver, a situação nos states é ligeiramente diferente da situação aqui. Você tentar explicar o VocêTubo pra uma pessoa leiga e ela não entender é uma coisa. Mas nos states, atualmente, “bro” é gíria pra… a melhor tradução que eu consigo pensar é “mano”, aqui no Brasil (o fato das gírias em ambas as línguas remeterem ao conceito de irmandade é pura coincidência). O pessoal que se diz ofendido por lá SABE disso e está usando um racismo que não existe apenas como desculpa pra destilar seu ódio contra um adversário.

  • Renan Sousa

    Isso me deu uma visão completamente diferente sobre os Super Mario *BRO*’s

    Mas a meu ver, a situação nos states é ligeiramente diferente da situação aqui. Você tentar explicar o VocêTubo pra uma pessoa leiga e ela não entender é uma coisa. Mas nos states, atualmente, “bro” é gíria pra… a melhor tradução que eu consigo pensar é “mano”, aqui no Brasil (o fato das gírias em ambas as línguas remeterem ao conceito de irmandade é pura coincidência). O pessoal que se diz ofendido por lá SABE disso e está usando um racismo que não existe apenas como desculpa pra destilar seu ódio contra um adversário.

  • L3ow

    “Sou responsável pelo que eu falo, não pelo que você entende” , essa frase não possui sentido algum. Ser responsável pelo que fala implica a responsabilidade de passar algo, o que falamos é apenas o meio de passar ideias, em um diálogo em que se quer ser compreendido, o lado importante é o receptor, não o emissor. Ao negar a importância do emissor arcamos com as consequências de uma “má” interpretação. O direito de expressão só existe se respeitados os limites, e são estes o que muitos dizem ser #mimimi, querem tudo sem dever nada.

    • http://doode.com.br/timoteo Timoteo

      Discordo, o que eu lembro da Teoria da Comunicação, não tem como eu ser responsável por um alemão não entender o meu português, e até um diálogo de sulista para um baiano já pode haver má interpretação. “O inferno são os outros”.

  • L3ow

    “Sou responsável pelo que eu falo, não pelo que você entende” , essa frase não possui sentido algum. Ser responsável pelo que fala implica a responsabilidade de passar algo, o que falamos é apenas o meio de passar ideias, em um diálogo em que se quer ser compreendido, o lado importante é o receptor, não o emissor. Ao negar a importância do emissor arcamos com as consequências de uma “má” interpretação. O direito de expressão só existe se respeitados os limites, e são estes o que muitos dizem ser #mimimi, querem tudo sem dever nada.