Samsung apresenta o Galaxy J7+, seu segundo smartphone com câmera dupla

A Samsung pode ter tomado gosto pelo conjunto de câmeras duplo, introduzido finalmente no Galaxy Note8: após vazar algumas vezes a companhia tornou oficial o Galaxy J7+, o primeiro dispositivo intermediário com o recurso e inicialmente voltado para mercados em desenvolvimento.

O Galaxy J7+, como representante da atual família de smartphones da série J (como os recém-chegados ao Brasil J5 Pro e J7 Neo) possui um hardware bem decente, embora uma escolha um tanto incomum tenha sido tomada: não sei se talvez seja pelo fato dele ter sido lançado inicialmente apenas na Tailândia, mas a companhia sul-coreana preferiu equipa-lo não com um SoC proprietário Exynos ou mesmo um Snapdragon da Qualcomm, mas com um Helio P20, octa-core da MediaTek com clock de 2,4 GHz e GPU Mali-T880 MP2 de 900 MHz. Pode ser que caso ele venha a ser lançado em mais mercados o chip mude, mas de qualquer forma tal solução é bem atípica vindo da Samsung.

O destaque maior no entanto fica a cargo das câmeras principais, uma com 13 megapixels e abertura f/1,7 e outra com 5 MP e f/1,9, o que permite imagens com efeitos de desfoque em elementos do cenário e outras gracinhas, além de contar com Flash LED e ser capaz de filmar em 1080p. A câmera frontal também não é nada fraca e conta com 16 MP, Flash LED e abertura f/1,9 para captura de selfies de qualidade.

No mais o Galaxy J7+ possui display de 5,5 polegadas Super AMOLED com resolução Full HD (401 ppi) e vidro 2,5D, 4 GB de RAM, 32 GB de espaço interno expansível via Micro-SD, corpo em metal e vidro como seus irmãos da linha Galaxy J, leitor de impressões digitais no botão Home, Dual-SIM, bateria de 3.000 mAh e Android Nougat, sem informações de qual versão.

O Galaxy J7+ está disponível em pré-venda na Tailândia pelo equivalente a US$ 390, e por enquanto não há previsão de quando ele chegará a mais países.

Fonte: Samsung Thailand (em tailandês).

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Bruno Renostro

    alguem me explica por que as câmeras profissionais com um sensor apenas conseguem fazer o efeito book e os smartphones precisam de dois sensores??

    • Rodolfo

      Uma explicação muito boa: https://youtu.be/YNQERYezo9Q?t=12m34s

      • Bruno Renostro

        obrigado!

    • Não consegui ver o vídeo do Rodolfo pois estou no trabalho, mas o efeito bokeh acontece por causa do tamanho do sensor (tanto é que Full Frame acaba dando mais bokeh que APS-C), abertura da lente, distância focal da lente, distância da lente para o primeiro plano e distância do primeiro plano para o segundo plano.
      Quanto maior a abertura, quanto mais perto o primeiro plano está da lente, e quanto mais distante está o segundo plano do primeiro, maior é o efeito.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples