ad

Samsung apresenta o Galaxy J7+, seu segundo smartphone com câmera dupla

A Samsung pode ter tomado gosto pelo conjunto de câmeras duplo, introduzido finalmente no Galaxy Note8: após vazar algumas vezes a companhia tornou oficial o Galaxy J7+, o primeiro dispositivo intermediário com o recurso e inicialmente voltado para mercados em desenvolvimento.

O Galaxy J7+, como representante da atual família de smartphones da série J (como os recém-chegados ao Brasil J5 Pro e J7 Neo) possui um hardware bem decente, embora uma escolha um tanto incomum tenha sido tomada: não sei se talvez seja pelo fato dele ter sido lançado inicialmente apenas na Tailândia, mas a companhia sul-coreana preferiu equipa-lo não com um SoC proprietário Exynos ou mesmo um Snapdragon da Qualcomm, mas com um Helio P20, octa-core da MediaTek com clock de 2,4 GHz e GPU Mali-T880 MP2 de 900 MHz. Pode ser que caso ele venha a ser lançado em mais mercados o chip mude, mas de qualquer forma tal solução é bem atípica vindo da Samsung.

O destaque maior no entanto fica a cargo das câmeras principais, uma com 13 megapixels e abertura f/1,7 e outra com 5 MP e f/1,9, o que permite imagens com efeitos de desfoque em elementos do cenário e outras gracinhas, além de contar com Flash LED e ser capaz de filmar em 1080p. A câmera frontal também não é nada fraca e conta com 16 MP, Flash LED e abertura f/1,9 para captura de selfies de qualidade.

No mais o Galaxy J7+ possui display de 5,5 polegadas Super AMOLED com resolução Full HD (401 ppi) e vidro 2,5D, 4 GB de RAM, 32 GB de espaço interno expansível via Micro-SD, corpo em metal e vidro como seus irmãos da linha Galaxy J, leitor de impressões digitais no botão Home, Dual-SIM, bateria de 3.000 mAh e Android Nougat, sem informações de qual versão.

O Galaxy J7+ está disponível em pré-venda na Tailândia pelo equivalente a US$ 390, e por enquanto não há previsão de quando ele chegará a mais países.

Fonte: Samsung Thailand (em tailandês).

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Bruno Renostro

    alguem me explica por que as câmeras profissionais com um sensor apenas conseguem fazer o efeito book e os smartphones precisam de dois sensores??

    • Rodolfo

      Uma explicação muito boa: https://youtu.be/YNQERYezo9Q?t=12m34s

      • Bruno Renostro

        obrigado!

    • Não consegui ver o vídeo do Rodolfo pois estou no trabalho, mas o efeito bokeh acontece por causa do tamanho do sensor (tanto é que Full Frame acaba dando mais bokeh que APS-C), abertura da lente, distância focal da lente, distância da lente para o primeiro plano e distância do primeiro plano para o segundo plano.
      Quanto maior a abertura, quanto mais perto o primeiro plano está da lente, e quanto mais distante está o segundo plano do primeiro, maior é o efeito.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis