ad

Facebook denuncia jornalistas da BBC que denunciaram pedofilia na rede social

Analisemos a situação: indivíduos abrem diversas notificações endereçadas ao Facebook, denunciando grupos que compartilham material absolutamente criminoso: fotos de menores de idade com a clara intenção de discussões sexuais e outras coisas correlacionadas.

O Facebook não só não faz nada para coibir tais ações como toma uma atitude completamente contrária: denuncia os denunciadores à polícia, alegando que os mesmos “distribuição de material relacionado à pornografia infantil”. Você pode pensar que tal caso é completamente absurdo, mas aconteceu no Reino Unido. No entanto, para o completo azar da rede social os denunciados em questão eram jornalistas da BBC.

A bagunça aconteceu na última semana, quando uma equipe da emissora britânica fez diversas denúncias contra grupos claramente voltados para reunir usuários pedófilos em torno de discussões acerca de fotos de menores de idade. Antes do rolo todo a rede social havia acordado conceder uma entrevista com a BBC, tendo apenas solicitado os links dos tais grupos e uma imagem para comprovar o abuso dos termos de serviço. No entanto, ao providenciar um screenshot do material compartilhado (lembrando, num esforço patente de limpar o Facebook dessas ervas-daninhas) os responsáveis pela rede juntaram tudo e o entregar à polícia local, denunciando formalmente a BBC por compartilhamento de material pedófilo.

A história toma contornos ainda mais inacreditáveis porque a BBC vinha utilizando a ferramenta de denúncia de conteúdo impróprio do Facebook a marcado pelo menos 84 imagens (de um total de cerca de 100 denúncias) como pornografia infantil. Desse total os robozinhos treinados da rede social só removeram 18 imagens. A grande maioria continua online e nenhuma ação foi tomada contra aqueles que as compartilham, que deveriam ser o real alvo dessa ação. O Facebook só removeu todas as fotos depois que o caso estourou na mídia, agindo da mesma forma quando aquele vídeo de tortura ficou no ar por 24 horas.

Vale lembrar que embora as políticas do Facebook proíbam pedófilos condenados de manterem perfis, a BBC identificou e reportou às autoridades cinco indivíduos nessa situação.

A impressão que o Facebook passa é de não dar a mínima para as denúncias do público. Os indianos “treinados” são incapazes de identificar conteúdo nocivo de verdade mas entram em pânico com bolos, cotovelos, manjubas mitológicas e mamilos de mentirinha. Enquanto isso, espertinhos usam e abusam da ferramenta com a certeza absoluta da impunidade garantida.

Agora a BBC jogou o caso na mão de Anne Longfield, responsável pela Comissão da Criança do Reino Unido e a promessa é que o caldo vai engrossar para o lado do Facebook, que evidentemente não move um dedo para melhorar o ambiente para seus usuários e proteger os pequenos de elementos realmente perigosos. Estamos de olho.

Fonte: BBC.

Relacionados: , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis