Google Spaces? MÓR-REU! (mas já?)

Antes de mais nada, o que todo mundo deve estar pensando:

star-lord-who

Ok. continuemos.

O Google Spaces foi mais uma tentativa de rede social criada por Mountain View, ainda que sua proposta fosse um pouco diferente: focado em compartilhamento de conteúdos em grupo, ele permitia que os usuários criassem espaços e os catalogassem por interesses e assuntos, agregando links e materiais enviados pelos outros serviços do Google.

Claro, não deu certo e desta vez o app não completará nem um ano ante de ser desativado.

A ideia por trás do Spaces até que era original, fornecer um app como o WhatsApp focado em grupos mas com discussões temáticas, quase como um fórum ou em última análise, uma versão repaginada das comunidades do Orkut. Cada tópico poderia ser organizado de acordo com o assunto e poderia abranger o que sua imaginação permitisse. Um grupo de discussão sobre filmes, outro de estudos, outro para organização de viagens, um privado entre familiares com tema livre… enfim, qualquer coisa.

O interessante era que cada item compartilhado tinha sua própria área de discussão. Assim você poderia por exemplo incluir uma planilha em um grupo da faculdade e discutir sobre ela diretamente, ao mesmo tempo que poderia iniciar outra discussão sobre um vídeo. Embora fosse possível introduzir links manualmente o Spaces privilegiava o compartilhamento através do GDocs, YouTube, Google Search, Fotos, Chrome e outros produtos e soluções próprias de Mountain View.

Se na época do lançamento, em maio de 2016 muita gente não entendeu a proposta não seria com o tempo que tal percepção mudaria, e não deu outra: a adesão foi mínima, o Google tentou incrementar o serviço adquirindo o Kifi, um motor de busca apurado que servia para agregar e recomendar links numa tentativa de por ordem na casa, mas não teve jeito. A adesão foi praticamente nula.

O Google informa que a partir da próxima sexta-feira o Spaces passará a funcionar apenas em modo leitura, não mais permitindo a criação de novos grupos, compartilhamento de novos conteúdos ou adição de novas mensagens. A partir dessa data a única coisa que os usuários poderão fazer, além de ler o que já postaram é fazer um backup de qualquer coisa que deseje. O serviço continuará no ar até o dia 17 de abril, quando será devidamente atomizado e enviado para o cemitério; o Google acrescenta que utilizará o que aprendeu com o app para incrementar suas outras soluções.

E para fechar o texto: eu estava com essa pauta separada desde a última sexta-feira, mas outros posts com maior prioridade (leia-se MWC) passaram à sua frente. Ninguém vai sentir a falta do Spaces.

Fonte: Google.

Relacionados: , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis