BREAKING NEWS! Grupo SoftBank compra ARM por US$ 32 bilhões

arm-cortex-a15

Essa é para derrubar todo mundo da cadeira logo numa manhã de segunda-feira: a ARM, companhia de semicondutores responsável pela arquitetura presente em diversos de nossos dispositivos cotidianos fechou um acordo de venda com o SoftBank, conglomerado japonês de telecomunicações pela faraônica quantia de US$ 32 bilhões de dólares — 40% acima do valor de mercado quando do fechamento das bolsas de valores na sexta-feira.

A negociação é tão séria quanto se pode supor: os japoneses irão pagar £ 24,3 bilhões em dinheiro vivo, o que equivale hoje a mais de R$ 105 bilhões. A jogada do SoftBank em adquirir a ARM visa fortalecer o alcance da companhia mo crescente mercado da Internet das Coisas (o de verdade), só que o domínio da empresa de semicondutores vai muito, muito além disso.

Hoje a arquitetura Cortex da ARM está presente em nada menos que 95% de todos os smartphones do planeta. Fabricantes como Samsung, MediaTel e Qualcomm são seus principais clientes e no caso da gigante sul-coreana, a patente é empregada nos chips tanto de seus próprios aparelhos quanto nos processadores que equipam os iPhones. A TSMC, que também utiliza arquitetura ARM também fornece chips para a maçã. A alta eficiência energética dos chips ARM lhes permitiu serem empregados em produtos diversos, de câmeras de segurança a roteadores, passando for dispositivos Bluetooth e modems 4G. Há um chip de processamento secundário da ARM no PS4. É seguro dizer que hoje em dia há pouquíssimos gadgets que não possuam os semicondutores da companhia inglesa.

Foi justamente a excelente eficiência energética que encheu os olhos da SoftBank: em 2015 mais da metade dos mais de 4,1 bilhões de chips vendidos para terceiros no primeiro trimestre não foram direcionados ao mercado de smartphones e tablets, sem contar as aquisições recentes de empresas voltadas à IoT como a Wicentric e a Sunrise, que trabalham com tecnologias Bluetooth; a compra das empresas de segurança Sansa e Offspark e o desenvolvimento do sistema operacional mbed, totalmente voltado à Internet das Coisas também aguçou o apetite dos japoneses.

O CEO Masayoshi Son foi bem claro quanto à isso:

A ARM será uma importante adição estratégica à SoftBank, enquanto procuramos capturar cada oportunidade significativa provida pelo mercado de Internet das Coisas (…). Esta é uma das aquisições mais importante que já fizemos.”

Claro que o mercado tradicional também representará grandes lucros: o setor mobile representou dois terços da receita com royalties no Q1, portanto apesar de não ser o foco principal da SoftBank, os ganhos com a venda de chips para manufaturas de SoCs para smartphones, teblets e outros equipamentos não-IoT não pode e não será desprezada.

Operacionalmente nada muda: a ARM permanecerá em Cambridge, na Inglaterra e a parceria com a universidade britânica local será mantida. O quadro de funcionários será dobrado e a meta é expandi-la para demais países em até cinco anos.

Fonte: Reuters.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Papel Alumínio

    ARM?

    Realmente essa compra custou um braço…

    • Passa lá no SBT, fala com o Calzabé.

      • Jorge Dondeo

        kkkkkkkkkkkkkkkk

    • Samuel

      Conhece a iniciativa Os Praçadores?

    • Ai meu rim… que trocadilho foi esse meu deus… xD

    • Diogo

      Puts… Prassodia invocado com sucesso.

    • Jorge Dondeo

      kkkkkkk

    • Deilan Nunes

      Num entendi

      • Felipe Braz

        arm = braço em inglês

  • major505

    Acorn não existe mais, mas o legado continua.

  • nerddiaries

    Excelente momento: se aproveitaram da Libra em baixa (compraram com uns 10% de desconto), mas a receita é basicamente toda em dólares. Genial!

  • Juaum

    Aí está uma empresa que vez por outra surpreende a todos com aquisições ou vendas sensatas.

  • A SoftBank não fazendo tal qual a NINTENDO, mantendo como está, ótimo.

    • DiMais

      a SoftBank teve um prejuízo por conta das operações com a Sprint e agora compraram uma empresa que ‘vende água no deserto’, duvido que vão mexer alguma coisa ali.. vão é gerar muita grana com ela..

  • Boca de Sacola

    Saiu barato se levar em consideração que um app de mensagens defasado (entenda-se WhatsApp) custou quase 20 bilhões.

    • Nilton Pedrett Neto

      Zuck não comprou um app, comprou uma base instalada de usuários fiéis…

  • Marcel Cavalcante

    “..os japoneses irão pagar £ 24,3 bilhões em dinheiro vivo…”. Mais uma transação vultosa em notas (ou moedinhas, ou barras de ouro) de dinheiro, agora em libras, não é Gogoni?

    • Luiz

      em gorilas

  • Luiz

    Assim é melhor, esses britons não são muito confiaveis, os japoneses são.

  • DiMais

    eles precisam pagar a conta da deficitária Sprint, a ARM foi cara mas sem dúvida uma compra certeira.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis