Quem não teve uma dessas ?

Gamersbook

Lembro quando Final Fantasy 7 saiu, todo mundo ficou maravilhando com aquele jogo. Os gráficos e CG’s únicos, magias e summons impressionantes, limit  breaks, história envolvente, personagens carismáticos, músicas perfeitas (The one winged angel me impressiona até hoje !), tudo  no jogo era perfeito para a época ! Era obrigação de todo mundo que tinha um playstation também ter Final Fantasy 7, e os que não tinham um console torravam todo dinheiro da merenda nas locadoras.

Pois é, o jogo era longo, cheio de segredos, o chocobo dourado, Knights of Round, Limit Breaks nivel 4 … cara, poderia passar o resto do post só falando de cada detalhe de Final Fantasy 7 que faziam a gente ficar mais de 100 horas jogando para deixar todos os personagens em nivel 99 e cada um equipado com todas as master materias.

Mas eram realmente poucos os que conheciam inglês na época para resolver todas as "quest escondidas" no jogo e também entender 100% da história, e muito menos os que tiveram a mesma paciência que eu tive com Final Fantasy 6 pra jogar com um dicionário do lado. E nesse cenário que o pessoal da revista GAMERS publicaram sua primeira GAMERS BOOK, destrinchando cada detalhe de FInal Fantasy 7 !

A revista era simplemente perfeita. Eles fizeram um passo a passo do jogo sempre traduzindo os dialogos dos personagens, além de terem inumeras tabelas com materias, summons, limit breaks, etc, etc. Agora a parte mais lida da revista com certeza era a que ensinava a fazer o Chocobo Dourado, a side quest mais trabalhosa que eu já vi na vida ! (hummm, acho que colecionar todas as cartas de Triple Triad era mais trabalhoso …)

Infelizmente as edições subsequentes da GAMERS BOOK foram perdendo a qualidade. A  pior que eu vi foi a de Breath of Fire 3, se não me engano, ela que tinha o jogo pela metade.

Apesar de todos os vacilos dos editores da GAMERS, será dessa edição que eu sempre vou me lembrar quando perguntarem "Lembra da GAMERS BOOK ?"

Autor: Rafael Vasconcelos

Compartilhar
  • BeGOD_games

    posso dizer que nunca vi essa revista na minha vida.
    ffvii < Chrono Trigger, FFVI e FFIV ------------------ TheMentes – Animações e jogos

  • Simiano

    posso dizer que nunca vi essa revista na minha vida.[2]
    —————————————————
    “Deus está morto”
    Ass: Nitzsche

    “Nitzsche está morto”
    Ass: Deus

  • TiagoFrossard

    Há 3 dias eu perguntei pro Flausino se ele tinha uma versão digital dessa maravilha: estou rejogando o FFVII e nenhum dos “complete walkthroughs” q eu achei chega aos pés dessa.

    A minha SUMIU. Ao pesquisá na net, fiquei sabendo q essa já vale 62 conto e é artigo RARO. _ _”

  • Já tive uma! E, realmente, era muito completa.

    Perdi emprestando p/ um amigo. =(

    ——————————————————————-
    Se eu quisesse realidade, eu não jogava videogame.

    EU QUERO DIVERSÃO, CARAMBA!

  • felipels

    Poooo essa revista é a melhor… Tenho ela até hoje!
    Guardo ela dentro de um saco plástico até… kkkkk

    “The gate of tomorrow is not the light of heaven, but the darkness in the depths of the Earth.”
    – Vincent, Final Fantasy VII

  • ssalsicha

    nossa… eu não só já tive uma dessas, como eu tenho ESTA! só pela imagem dela já valeu o post

  • Marcelo Colonia

    Já li várias edições dessa revista sim! Hoje em dia a internet torna tudo mais fácil, mas esperar um mes inteiro para ler as novidades era gostoso demais, a gente dava valor pra cada matéria, lia tudo trocentas vezes. Comecei mesmo com a Videogame, na época em que eu tinha um NES. Mas a que eu mais gostei foi mesmo a Supergamepower.

    _______________

    For the Forsaken!
    Marcblack
    Undead Rogue – server Gurubashi

  • Flavio C.

    Como não sou muito de RPG, não lembro dessa em específico, mais me lembro da GAMERS e achava uma ótima revista. Comprei algumas, entre elas o detonado do Metal Gear Solid de PS1 (maldita C4 na parede!). O mais interessante é que, ao contrário das publicações da época, que só te ensinavam a “passar” o jogo, a GAMERS te contava a história, o porque, pra quê, quando e onde. Achei inovador, afinal nem todo gamer é obrigado a saber inglês (embora ajude bastante).

    Outra publicação que achei legal foi sobre o RPG Grandia, que chegou por aqui só em japonês na ocasião. Pra que eles traduzissem e explicassem tudo, tiveram que dividir a matéria em umas 5 edições (não exclusivas, claro), mas até um analfabeto em RPG (e em japonês!) conseguiria jogar depois dessas dicas e ainda ficar por dentro da história do game.

  • OVERPOWER_games

    Eu lembro dessa muito bem, na época eu peguei emprestado de uma amigo, que talvez tenha até hoje…
    Eu tive cerca de 170 revistas ou mais e acabei dando para os meus sobrinhas quase todas… que arrependimento!!!


    Visitem: http://www.destroyerone.ilax.com.br

  • Cebolaboy

    Rapaz, eu acho que ainda tenho ela aqui guardada no meu bau de tesouros! Huahuahua! É sério aquela Gamers Book do Breath of Fire III foi de matar. Parece que eles pegaram e usaram um tradutor desses tipo ajaxtranslator e traduziram um artigo em inglês pois ficou muito sem noção. Eu tenho umas 40 gamers aqui guardadas no bau, quem quiser minha coleção pode começar a dar os lances!

  • zio

    Eu tenho a do Zelda 64 (embora eu nuncatenha tido um N64). A do FFVII eu não tinha achado pra comprar mas peguei emprestado e era foda.

    As gamers books eram os melhores detonados que ja existiram. Mas, com o advento da banda larga,se tornaram desnecessárias.

    • rodrigo_flausino

      “As gamers books eram os melhores detonados que já existiram. Mas, com o advento da banda larga,se tornaram desnecessárias.”

      Sim, mas acredito que se lançassem um site/blog com detonados e imagens dos trechos dos games seriam mais visitados (e melhor de ler) do que os detonados só com texto.

      Rodrigo Flausino

  • Eu tinha todas as Gamers Book (até aquela em duas partes do Xenogears), e hoje todas estão descansando no céu das revistas.

    Minha GB 1 (FF7) meu pai rasgou depois que eu matei aula.
    A GB 2 (Goldeneye) desapareceu no ar. E eu nunca emprestei ela.
    A GB 3 (Breath of Fire 3) ficou pra pagar uma dívida em uma banca de revista.
    A GB 4 (Zelda: OoT) tomou um banho de uma goteira que eu não sabia que existia.
    A GB 5 (Metal Gear Solid) também ficou pra pagar uma dívida em banca de revista, junto com a 3.
    As GB 6 e 7 ficaram de brinde pro fliperama que eu frequentava, porque não curti o jogo, e o cara já tinha me deixado jogar de graça um monte de vezes.

    Mas se eu achar uma GB 1 por 50 reais, eu compro sem pensar duas vezes. Aquela revista é um marco no mercado editorial de games brasileiro.

  • orakio_rob

    Realmente essa edição é clássica. Mas vale destacar também a edição dupla da Gamers Book sobre Xenogears, que embora não tenho o mesmo acabamento físico (qualidade da capa, do papel etc) tem a mesmíssima profundidade, cobrindo várias sidequests bizarras.

  • Samuel Batista

    Nunca joguei FF7, lembro dessa revista na banca e algo me incomodou bastante na época: tem um puta spoiler na capa?!
    ____________________
    Retrobits | Mantendo vivo o retrogamer que existe em cada um de nós!

    • rodrigo_flausino

      “tem um puta spoiler na capa?!”

      Tem! HAUUHAUHAUHAUHAUHAUHUHAUHA E por incrível que pareça, a ficha só caiu HOJE! Depois do teu comentário.

      Rodrigo Flausino

      • Samuel Batista

        Sorte que é uma revista.. se fosse um blog teria rolado uma revolta nos comentários! 😀

        Se bem que eles devem ter recebido uma penca de reclamações via cartas (naquele tempo ainda se mandavam cartas) e e-mails!

        hehehehe
        ____________________
        Retrobits | Mantendo vivo o retrogamer que existe em cada um de nós!

  • Damien

    Carácula, realmente nunca havia reparado no spoiler. rsrsrs…
    Essa revista foi montada com as partes publicadas, se não me engano, em 4 revistas. A primeira vez que zerei o FF VII, foi a versão em japonês. Tive a paciência de montar um compêndio com os ideogramas em japonês e que magias e matérias era cada um (detalhe: não falo bulufas em japonês). Um mês depois começou a sair o detonado e me vi obrigado a jogar denovo só pelo prazer de acompanhar a história.
    Sempre achei a GAMERS a melhor revista de games, com análises e detonados muito mais completos que as outras. Foi uma ver o seu fim.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia