Light painting para iniciantes

Bem, como nada de novo está acontecendo na indústria fotográfica essa semana, então vamos ver um pequeno tutorial de Light Painting. Pode ser que muitos nunca tenham ouvido falar dessa técnica, mas ela é relativamente simples e pode oferecer resultados interessantes para quem está procurando um algo mais em suas fotos ou gosta de experimentalismos. Claro que a técnica se torna muito divertida quando executada em grupo e pode render um bom período de entretenimento. Na realidade, o único limite para a técnica é a imaginação de quem a está realizando.

Como o nome já diz, Light Painting significa "Pintar com a Luz". Em um ambiente totalmente escuro ou com pouca iluminação, perto da escuridão, e usando uma câmera que possua o modo de longa exposição fixa em um tripé, o fotógrafo usa diferentes fontes de luz como se fossem pincéis. Podem-se usar lâmpadas ou lanternas comuns para "pintar" a cena. Veja abaixo uma lista de materiais necessários:

– Câmera com recurso de longa exposição (pelo menos 15 segundos). Se for uma DSLR vai gerar um melhor resultado, mas também é possível fazer com compactas avançadas que possuam foco manual;

– Tripé, quanto mais firme for o tripé melhor, para que não haja a possibilidade das fotos saírem tremidas;

– Lanternas de diferentes potências. Até refletores de jardim podem ser usados;

– Plásticos ou celofanes de diferentes cores;

– Apontador laser, daqueles usados para palestras, são muito úteis e versáteis;

– Se possível, um flash de câmera é muito útil também;

– Roupa escura, para não aparecer na cena.

A primeira coisa a fazer é encontrar o local ideal. O espaço não precisa ser grande, mas se for muito pequeno vai atrapalhar a movimentação, principalmente se tiver um número grande de pessoas participando. Uma opção interessante é que seja feito a noite, por conta da obrigatoriedade de estar escura a sala, ou que seja um local com poucas janelas que possa ser escurecido. Coloque a câmera no tripé e regule o tempo do obturador para o máximo possível (algumas câmeras são 15 e outras 30 segundos). Quanto maior o tempo de exposição, maior e a possibilidade de agir na cena.

Depois de fixada a câmera, faça o foco manual, regule o obturador e faça o enquadramento da cena. Se for usar objetos é só planejar a pintura de luz que vai usar. No caso de pessoas fica um pouco mais complicado, pois é necessário que a mesma não se movimente por 15 segundos até que você faça a sua "arte" sobre ela. Embora o Light Painting seja uma atividade muito divertida, a técnica é muito usada em fotografia publicitária e para algumas fotos de arte. A câmera deve ser regulada com o mínimo ISO possível (50 ou 100) e o diafragma deve ficar de f/11. Porém, o diafragma pode ser mudado dependendo do resultado esperado. Tudo isso para melhorar a nitidez e ter uma boa profundidade de campo.

Veja abaixo alguns resultados.

DSC_0019 DSC_0023

Nas duas fotos acima o modelo se manteve imóvel. Na primeira foto seu o rosto foi iluminado com uma lanterna e depois os desenhos foram feitos colocando plásticos coloridos em frente a fonte de luz. Notem que a pessoa que fez os desenhos não aparece nas fotos por conta do ambiente estar escuro e o diafragma fechado. Somente os locais iluminados pelas fontes de luz são registrados no sensor. Na segunda foto, apenas o contorno da bicicleta foi feito com a lanterna.

DSC_0036 DSC_0038

Nessas fotos foi utilizado um flash externo, o 540EZ da Canon, mas poderia ser qualquer outro tipo de flash mais simples, até os encontrados em camelôs. Na primeira foto, um dos modelos se sentou na cadeira e foi jogado um flash de luz com um plástico azul em um dos lados de seu rosto. Depois, outra pessoa se sentou e foi jogado outro flash de luz, só que agora da cor vermelha, do outro lado. Na segunda foto foi utilizado o mesmo procedimento, só que com a mesma pessoa e com feições diferentes. Foi utilizada uma lanterna para fazer outros malabarismos atrás do modelo.

DSCF1608

Aqui foi utilizada uma lanterna de grande porte para iluminar as pessoas de um lado  e depois de outro. Um pequeno problema desse tipo de montagem é que as pessoas tinham que trocar de lado no escuro, o que dava margem para alguns tropeços. Notem que a foto não ficou tão nítida, pois eles não ficaram totalmente imóveis na hora em que estavam sendo "pintados".

DSCF1580

E por último, o cursor vermelho é ótimo para escrever em paredes ou para fazer alguns enfeites nos modelos. Para as fotos acima, foram usadas uma Nikon D70s e uma Fuji Finepix S6500fd. As fotos foram feitas como parte de uma brincadeira no final dos cursos de fotografia que estou ministrando. Serve para descontrair e divertir, mas tem muita gente levando a técnica a sério. Dá para fazer desde capa de disco até trabalhos publicitários.

Para saber o que a galera anda fazendo com essa técnica é só visitar o grupo do flickr de Light Painting.

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis