Mozilla, Mozilla e mais Mozilla

A primeira e mais atual notícia, é que lançamento do Firefox 3 Beta 1 está próximo. Uma versão com este nome já está disponível no ftp da Mozilla, mas não é ainda a versão oficial, o Beta 1 release candidate (candidato a Beta 1) será lançado nesta sexta.
Mesmo estando próxima, a data ainda é bem atrasada em relação à previsão inicial de 31 de Julho, que foi depois atrasada para Setembro e então atrasada mais uma vez para o fim desse ano.

A segunda notícia (que não é tão nova), é o desenvolvimento do Firefox para PDAs e Smartphones (Symbian, Windows Mobile/CE e Linux), um dos poucos mercados significativos de navegadores que o firefox não atinge, e já tem presença forte do Internet Explorer (somente Windows), Opera e Safari (somente no iPhone/iPod Touch). O lançamento é esperado para 2009, mas com a revolução que os dispositivos móveis vem sofrendo, talvez tenha sido tarde demais para entrar neste mercado. A justificativa da Mozilla é que só agora os dispositivos móveis começaram a ser potentes o suficiente para oferecer uma boa experiência na WEB.

A terceira noticia, é o desenvolvimento do Prism (antigo Webrunner), que tem o objetivo de trazer aplicações WEB para o desktop, trazendo o melhor dos dois mundos: um processo de instalação simples, com updates imperceptíveis ao usuário, com acesso a API Offline, e,pasmem, gráficos 3D acelerados por hardware.
Ao contrário do Adobe AIR e do MS Silverlight, o Prism não pretende criar uma plataforma fechada que “substitua” a WEB, e sim trazer a WEB para o desktop em uma plataforma aberta.

Fontes adicionais: PCWorld 1, PCWorld 2

Autor: Henrique G

Compartilhar
  • naio21

    A segunda notícia (que não é tão nova), é o desenvolvimento do Firefox para PDAs e Smartphones (Symbian, Windows Mobile/CE e Linux)

    Esse não seria o Mínimo?

    [ ]’s
    —-
    “Fanboys têm cura?”

    • Sim e não:

      O Minimo, segundo o blog citado, serviu de inspiração:

      “* We’ve seen through Mozilla on the Nokia N800 and Minimo that it is possible to build a great experience on devices by using the Mozilla code.”

      Mas a idéia é realmente criar o Mobile Firefox baseado no Gecko 1.9, com um escopo muito mais abrangente do que o do Windows Mobile, que é o único escopo do Minimo.

      Complementando, ainda do blog:

      “Minimo was an experiment in mapping the desktop browser experience to a specific mobile context. While we don’t currently plan to develop that project further, it has already provided us with valuable information about how Gecko operates in mobile environments, has helped us reduce footprint, and has given us a platform for initial experimentation in user experience.”

  • v1r3d

    “A justificativa da Mozilla é que só agora os dispositivos móveis começaram a ser potentes o suficiente para oferecer uma boa experiência na WEB.”

    Ou seja, eles dizem isso para abafar a engine deles que gasta mais recursos que o devido. Opera para celulares é o rei não tenho mais o que comentar.

    • Rafael Vasconcelos

      Com um código baseado no do Netscape, só pode.
      Eu lembro quando eu tinha um Aptiva com 16 mega de ram e o netscape era a sensação, ele era muuuuuuuuuuuuuuuuito mais lento que o IE 5.

      ————————————————————–
      “Do que adianta saber fotografia se não tem nada bonito pra fotografar ?”

  • Hmm, acho que vou preferir o navegador baseado em WebKit que vai vir no Android..

    Se o Firefox já é lento em um desktop moderno (mas de baixo custo) como o meu, imagina num celular hehe

    Pensando bem isso pode até ser bom, quem sabe na tentativa de deixá-lo melhor otimizado para mobile eles não consigam diminuir o BLOAT do Firefox desktop.

    Agora este Prism é muito bom mesmo, desenvolvo um aplicativo web que gerencia um hospital, e alguns computadores clientes são bem lentos, e este Prism está sendo considerado para substituir o Firefox em todos os clientes, pois muitas máquinas clientes SÓ usam a aplicação web rodando no Firefox.

    Pena que a empresa que dá suporte de hardware e manutenção para eles seja daquele tipo normal que se encontra por aí, com “técnicos” que são apenas garotos de 16 anos instruídos para “reinstalar o windows quando dá pau”, senão podia ser instalado lá um Linux from scratch ou um DSL da vida configurado para simplesmente abrir o X com o Prism ocupando a tela toda, como eu já vi em uma livraria em um shopping em são paulo (não lembro o nome), só q na época eles usavam red hat e mozilla se não me engano