Testamos: SSD Kingston HyperX 240 GB

DSC06747

Vejam que coisa linda chegou no correio ontem: O pessoal da Kingston mandou um SSD responsa para testarmos. Não que eu já não esteva satisfeito com o que comprei e resenhei aqui. Talvez, depois de 6 meses, minha única reclamação é que 64GB não é suficiente, mesmo desviando jogos e programas maiores para um HD convencional.

Já esse de 240GB tem espaço de sobra, e promete ser beeem mais rápido. Infelizmente meu desktop é beeem rasteiro, não poderei desfrutar das monstruosas velocidades do SATA3 suportado por este HyperX, que só aparecem em equipamentos topo de linha. Mesmo assim é ótimo instalar uma transmissão de Ferrari em um Fusca…

Vamos então ver em detalhes o com carinho essa belezinha…


1 – Dentro da Caixa

DSC06751

O SSD –modelo SH103S3/240G- em si é lindo, nome em relevo, com cara de algo feito com atenção. É um modelo de 2,5 polegadas SATA padrão, chega a dar pena que fique escondido dentro de um computador.

Junto vem um encaixe para baixa de HD (não mostrado), uma chave de fenda/philips também linda, CDs, cabos e uma case USB para você desperdiçar esse avião como HD externo.

DSC06748

 

2 – A Instalação

Se você já instalou um HD na vida, é extremamente simples. Não temos mais jumpers nem bobagens de Master/Slave. É espetar, esperar a BIOS reconhecer no boot, e pronto. Claro, se você tiver a minha Sorte de Aranha, seu PC funcionará perfeitamente bem uma hora, depois no próximo boot decidirá que o HD novo é o principal e dará a assustadora mensagem de disco sem sistema.

3 – O Disco

Vejamos o que diz o CrystalDiskInfo, um programa que deve ser excelente, pois contém japinha:

contemjapinha

Eu falei, contém japinha, mas vamos aos dados:

(4) KINGSTON SH103S3240G
—————————————————————————-
Model : KINGSTON SH103S3240G
Firmware : 506ABBF0
Serial Number : 50026B733200C00D
Disk Size : 240,0 GB (8,4/137,4/240,0/240,0)
Buffer Size : Desconhecido
Queue Depth : 32
# of Sectors : 468862128
Rotation Rate : —- (SSD)
Interface : Serial ATA
Major Version : ATA8-ACS
Minor Version : ACS-2 Revision 3
Transfer Mode : SATA/600
Power On Hours : 8 horas
Power On Count : 11 vezes
Host Reads : 37 GB
Host Writes : 48 GB
Temparature : 39 C (102 F)
Health Status : Saudável (100 %)
Features : S.M.A.R.T., APM, 48bit LBA, NCQ, TRIM
APM Level : 00FEh [ON]
AAM Level : —-

4 – E a velocidade?

Como falei, meu sistema limita o desempenho, e não adianta falar com meu médico, entende? Mesmo assim… caramba. Testemos com o CrystalDiskMark, outro programa que também contém japinha:

contemmaisjapinha

200MB/s de gravação. Poderoso. Não são os 510MB/s prometidos na caixa mas como você verá, é impressionante para minhas condições normais de temperatura e pressão.

Em meu sistema principal tenho o meu SSD de 64GB, um Seagate de 2TB e um Samsung de 1TB. Como o novo HD se compara?

Comparando no teste mais punk, copiando 50MB, 500MB e 1GB em blocos de 4KB, com queue de 32 requisições, estressamos o coitado do HD até ele querer bater com a cabeça na parede, o que só piora, pois SSD não tem cabeças. haha sacaneei.

Vejamos o resultado:

image

A velocidade de transferência dos SSDs é absurda em relação aos HDs com partes moveis, e mesmo entre eles o novo SSD dá uma surra no antigo.

Os outros HDs são massacrados. Enquanto o SATA3 de 2TB apresenta excelentes números principalmente na transferência de arquivos longos, o SSD esbanja velocidade ao não ter qualquer parte móvel  (como Arthur Clarke definiu) e por isso não perde tempo movimentando cabeças de gravação entre trilhas.

Mesmo assim quando mandamos fazer uma cópia de um SSD para outro, o resultado é este:

copiadomal

E aí, vai encarar?

Hoje com o Kingston de 64GB + Windows 8 meu tempo de boot caiu para menos de 10 segundos, partindo da máquina desligada. Farei uma bateria de testes mais detalhada, colocando o HyperX em condições reais de uso, mas já imagino que o boot cairá em mais alguns segundos. Por enquanto configurei-o para ser o disco com o swap do Windows e os diretórios TEMP e TMP, além do scratch disk do Photoshop. O bicho está voando baixo.

5 – A Dolorosa

No BoaDica, que serve como indicador de preços para o Rio de Janeiro, temos o SH103S3/240G sendo vendidor por R$800,00. Isso dá US$3,3 por GB. Nos EUA ele sai a US$229,00, menos de US$1,00 por Giga, o que é bem mais razoável.

Vale o investimento? No meu SSD antigo (isso é coisa que se diga?) paguei R$185 por 64GB. Progredindo linearmente, sem ganho de performance 240GB sairiam a R$740,00, então não dá pra dizer que os R$800 são um absurdo. Não precisam avisar ao BoicotaSP.

É caro? Com certeza, mas não se pode fazer um omelete sem quebrar alguns ovos, e ou se paga por performance ou espere a Dilma lançar o Projeto SSD Carinhoso.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • r0t3ch

    E então, quando será o sorteio?

  • Nesse teu PC, que que limitou o desempenho do SSD a 200MB/s?

    • Alvaro Carneiro

      boa pergunta, porque os programas informam que o disco está ligado em sata/600 que é o sata mais rápido 6Gb/s…

      nao me parece um sistema tao defasado assim, por ter sata 6gb.

      • Wallacy

        Não sei dos detalhes do sistema dele, entretanto só porque o barramento possui essa velocidade não quer dizer que de fato é possível alcançar isso no sistema, dependendo dos outros componentes.

        Veja que quando ele fez a transferencia de um SSD para outro, direto ele conseguiu 628MB/s, provavelmente foi um passthru direto na ponte sul, sem cache na RAM e gerenciamento de blocos por parte do sistema operacional/processador, etc.

        Porém se no caso do software de benchmark, tanto o SO/Processador/Chipset interferem muito, o primeiro pois pode vir a fazer (e muitas vezes faz) pré e pós processamento de blocos (para garantir integridade dos dados), o processador que obviamente processa e valida esses dados (é o serviço dele é claro) e o Chipset que dependendo dos conjuntos de intrução pode ser bem lento na hora de “servir” de middleware para essas operações.

        Vale lembrar que o proprio software de teste também pode se tornar uma barreira dependendo de como foi produzido.

        Creio que é isso, e se for poderia ser “resolvido” com algum drivers, que faria moveria o processo de gerencia de blocos no proprio SSD (todos possuem uma controladora para isso, mas nem sempre são usadas pelo SO corretamente). Só que nem sei se hoje em dia isso é produzido.

        • Cussuol

          Eu tenho um OCZ-Vertex4 de 128 giga instalado num notebook Dell XPS.

          Uso o mesmo Crystal para benchmark e ele aqui chega na casa dos 400MB/s.

          Ou seja, o problema do sistema do Cardoso deve ser chipset/cpu antiga.

          Foi o melhor upgrade que eu já fiz na vida, custou apenas 10% do preço de um notebook novo e foi como seu tivesse trocado de máquina.

    • Só lembrando que no SATA-3, temos 6 Gb/s = 600 MB/s. 😉

      • 6 Gb/s = 6000 Mb/s ÷ 8 = 750 MB/s

          • A matemática diz que sim. Desculpe, mas alguém tinha que lhe dar esta informação. Agora, vamos pela matemática “digital” que vocês insistem em usar de forma errada, já que, senhor ABNT-nazi, utilizamos MKS?

            6GB = 6 * 1024 = 6144 Mb/s ÷ 8 = 768 MB/s

            Ou 1 byte deixou de ser 8 bits e ninguém me avisou?

          • Você não leu o texto todo: 1 byte = 10 bits, sendo 8 de dados (codificação 8b/10b).

          • Não reconheço wikipédia como fonte, porque wikipédia não é fonte aceitável, ainda mais quando a fonte dela sobre o tema é:

            ^ U.S. Patent 4,456,905Method and apparatus for encoding binary data, October 1984.
            ^ U.S. Patent 4,620,311Method of transmitting information, encoding device for use in the method, and decoding device for use in the method, June 1986.
            ^ Al X. Widmer, Peter A. Franaszek (1983). “A DC-Balanced, Partitioned-Block, 8B/10B Transmission Code”. IBM Journal of Research and Development 27 (5): 440.
            ^ U.S. Patent 4,486,739Byte oriented DC balanced (0,4) 8B/10B partitioned block transmission code, December 1984.
            ^ Thatcher, Jonathan (1996-04-01). “Thoughts on Gigabit Ethernet Physical”. IBM. Retrieved 2008-08-17.

            (nem vou discutir que a base dessas fontes data de 1996)

            Nenhuma delas é matemática. Se vc quiser inventar uma nova matemática e disser que um círculo possui 500º ao invés de 360, não perderei meu tempo discutindo. Passar bem.

            (PS. Se viajam 8+2 bits, não temos um byte, filhote, temos 1,25 bytes trafegando, o que – óbvio – não acontece sequencialmente, mas em grupos de 1,25. A bem da verdade, só trafega-se bits e nunca bytes, pois bytes não existem enquanto entidades. Teoria de Grupos, essa desconhecida)

          • Peraí, Pryderi, acho que você não entendeu o ponto do Laguna. O que ele quis dizer é que no cabo a quantidade de dados transmitida é medida em BITS BRUTOS. MAS a vazão UTIL não segue uma relação de 8bits = 1 byte, e sim de 10 bits = 1 byte. COMO? Você pode não confiar em Wikipédia, mas aqui nesse link tem a explicação de como funciona essa codificação 8b/10b do protocolo SATA http://en.wikipedia.org/wiki/8b/10b_encoding
            Basicamente: no fluxo de dados nunca haverá mais que 4 bits ‘1’ ou 4 bits ‘0’ consecutivos, para manter o sinal síncrono. Logo, o byte é quabrado em 2 partes e cada parte é codificada como indicado numa tabela pré-definida.

            E outra: os fabricantes, para nos sacanear mais com a confusão 1000/1024, medem fluxos de dados (sejam bits ou bytes) em ordens de grandeza múltiplas de 1000, como deveria ser de acordo com o SI. Assim, 6 Gigabits = 6.000.000.000 bits/segundo. Divide por 10 por conta do protocolo e você tem uma vazão útil MÁXIMA de 600 MILHÕES DE BYTES/segundo = ~572,2 MiB/segundo

          • Luis Eduardo

            Carai!!!

          • Bastava ler a fonte, é algo relativamente simples e nada novo, mas a arrogância as vezes nos impede de ver a informação esfregada na nossa cara, parabéns Laguna e Marcio pela paciência.

          • Obrigado pelo esclarecimento, Marcio Huser! 8)

        • Nossa, eu queria era uma resposta do Cardoso acerca do sistema dele mas acabei sendo respondido por 3 Engenheiros Especializados em Protocolos de Armazenamento e Transferência de Dados da Intel, Sandisk e IBM, vlw Meio Bit!

          PS: sendo que nenhum dos gênios respondeu a minha pergunta, seus inúteis…

    • Provavelmente o chipset dele ainda é SATA 2, como limite máximo teórico de 300MB/s (teóricos, porque há fatores externos que reduzem o máximo possível)

  • A Kingston não vai enviar a caixa para retorno?
    Se rolar sorteio, vou participar. 😀

  • André K

    SSD Carinhoso…

    Já estou esperando!

    _____
    42

  • Que sonho de consumo, heim? Acho que vou pesquisar um desses nas Amazons europeias e ver se tem algo parecido por lá, aproveitando que irei para aquelas bandas daqui alguns meses, aí poderei mandar entregar sem imposto (e possivelmente sem frete) 😀

    Em tempo: vai rolar sorteio dessa belezura de SSD ou ele vai ser retornado ao fabricante? 😀

  • Veja esse trecho.

    R$800,00. Isso dá R$3,3 por GB. Nos EUA ele sai a US$229,00, menos de US$1,00 por Giga, favor apagar meu comentario.

    • Hein?

      Não acho que 800 reais seja um preço justo, mas é relativamente baixo quando comparado a tanta coisa que chega no Brasil: um iPod Touch de 4ª geração com 32 GB custa 999 reais aqui e US$ 249 lá fora.

      • Eu estava falando da comparação dos valores usando moedas diferentes, divide-se um valor em real e o resultado é em dolar. (R$800 / 240GB = R$3,3/GB)

        considerando uma cotação de 2 reais creio que o resultado vai ser algo proximo de US$1,65. o que não deixa de ser uma grande diferença porém é menor que a anunciada.

    • Keaton

      Pois é, acho que ninguém mais percebeu que o cardoso escreveu:
      “=>R$US$<=3,3 por GB"

  • Alexandre Salau

    Fiquei animado, neste fim de semana chegou o meu HyperX 3K de 120Gb e por coincidência tenho tb 2 HDs convencionais, um de 1Tb e outros de 2Tb. Vejamos como fica o brinquedo depois de instalado.

  • Rodrigo Oliveira

    Não canso de falar, o SSD é o melhor upgrade que se pode fazer, seja pra desktop ou notebook. Coloquei um de 128GB meu notebook (via EUA por um amigo que foi pra lá), gostei tanto que fiz uma força pra comprar por aqui mesmo um pequeno de 64GB no desktop.

    Depois que você se acostuma com isso, qualquer computador com apenas HDD parece uma lesma, pode ser um quad core fodidão, mas se não tiver SSD, fica parecendo lento.

    • Concordo, aumentei meu note d e4GB de memória para 8 e ficou legal, mas quando pus um SSD de 240GB nele, o bicho começou a voar, de longe foi a melhor atualização que já fiz em um computador.

    • Walter Martinelli

      Concordo plenamente. Tenho um ultrabook da LG que veio com 64GB de SSD mSATA + 320GB de HDD, mas tratei logo de tirar o HDD original dele, instalar meu Seagate de 1TB e trocar o SSD por um Samsung de 256GB.
      Resultado? Boot em 5 segundos. E isso, usando um Intel i3 3227U. Minha próxima máquina vai usar esse mesmo SSD, uma vez que obrigatoriamente vai ser um ultrabook (ou algum note com mSATA). Os R$450,00 mais bem-investidos da minha vida.

  • João Rodrigues

    Só entende o quanto vale ter um SSD quem possui ou quem entende do riscado.

  • “O SSD –modelo SH103S3/240G- em si é lindo, nome em relevo, com cara de algo feito com atenção. É um modelo de 2,5 polegadas SATA padrão, chega a dar pena que fique escondido dentro de um computador. Junto vem um encaixe para baixa de HD (não mostrado), uma chave de fenda/philips também linda, CDs, cabos e uma case USB para você desperdiçar esse avião como HD externo.”

    Detalhes bonitos, mas desnecessários se o troço ficará do lado de dentro. Chave de fenda/phillips linda que pode ser substituída por uma vendida em loja de 1,99. CD (para que, mesmo?). Case, como dito, muito útil para subutilizar o hardware.

    Depois, perguntam por que é caro. Por isso que eu gosto da DX: vc compra um fone, vem o fone.

    “mimimi, mas design faz parte”

    Não, não faz. É apenas eyecandy, do qual vc se esquecerá dentro de duas horas, se tanto. Eu prefiro algo que seja feio, mas que funcione e não tenha preço hipervalorizado por causa de fru-frus.

    • Rodrigo Oliveira

      Normalmente eu concordaria com você, aliás você não deixa de ter razão mesmo nesse caso, mas como o maior custo num SSD, principalmente um SSD dessa capacidade, é de muito longe a memória flash propriamente dita, o valor desses extras é irrisório no preço final, e não deixa de ser um chamariz pra venda casual, pro cara que não for ler artigos de desempenho antes de comprar.

      • Não disse que o preço inflacionado é devido ao que vem e sim pelo conjunto e fator eyecandy. Por isso citei o fone: é praticamente o mesmo fone que a Apple vende, sem as embalagens frescurentas (que acabarão no lixo de qualquer forma) e os hiperlativos fantásticos, mágicos, maravilhosos, incríveis, performáticos, resolucionários etc. Se esses SSD viessem numa caixa de alumínio comum, não teriam coragem de colocar um preço de 800 contos nele.

        Se vale o preço por causa do desempenho? Não. Pensamos que vale por causa da comparação com HD comuns, que estão obsoletos, mas ainda sim são vendidos. Daqui a um tempo, os SSD (meu HD tem forma líquida?) estarão com o preço que devem ter, pois há uns 2 anos os preços das TV de LED tinham preços acima de 4000 reais e hoje qq favelado pode ter. Coisa normal no mercado.

        • Eu comprei um SSD Sandisk 240GB no Brasil por R$500,00, mercado livre, é claro, fica difícil comparar, mas é o valor que acho mais justo para essa capacidade.

        • Marcoscs

          Se vale o preço por causa do desempenho?

          Sim, vale.

          A sua comparação não procede porque HD’s convencionais ainda apresentam inovações tecnológicas, como os híbridos e os de alta capacidade (1HD com 4TB da Seagate, por exemplo).

          Ou seja, eles continuam sendo relevantes no mercado mas com uma relação de preço/megabyte impossível de ser igualada pelos SSD pela própria natureza dele, seus custos de fabricação, etc..
          Então a base de comparação de preço/performance dos SSD não pode ser a mesma dos HD’s, a não ser que você queira sempre dar a vitória ao último.
          Em vez de pensar o SSD como um substituto pleno aos HD pense nele como um produto novo que abre um mercado novo, o qual, dependendo do caso, pode eventualmente ser ou não um bom substituto para o HD.

        • Luis Eduardo

          Cara, obrigado por nao colocar uns ‘s depois das abreviaturas. É difícil ver alguem escrever corretamente hoje em dia…

        • Barbudolda

          Bem os modelos da intel… são “tradicionais” e ainda sim custam tão caro quanto!

  • Anderson Monteiro

    Alguém notou o arquivo sendo copiado? “Clerks DVDrip 720 Xvid AC3-HUFF”… kat.ph na veia. kkkkkkkkkk

  • Marcoscs

    eu tenho um Vertex 4 de 128GB da OCZ, e o ganho é absurdo mesmo, só não fiz ainda os testes de prache porque instalei há poucos dias.
    Próxima meta é instalar mais um, dessa vez no notebook.
    Mas primeiro tenho que terminar de pagar o que está no PC.

  • Vou esperar então o programa SSD carinho ou o programa latencia zero do governo federal ! Adorei !

  • Barbudolda

    Feliz com o meu rodando em Fusion… segue fotinha! http://www.flickr.com/photos/87395981@N05/8654517796/sizes/h/in/photostream/

  • Paguei 1100 no meu de 240gb T.T

  • Kleber Muniz

    É…. R$800,00 pode não ser barato, mas talvez compense o upgrade… vou cancelar a compra do celular desse ano pra comprar uma dessas, não sei se exatamente esse modelo mas com certeza um SSD.

  • Pingback: Seagate lança nova linha de HDDs com capacidades até 4 TB « Meio Bit()

  • Pingback: Seagate lança nova linha de HDDs com capacidades até 4 TB | Diário de um Câncer()

  • Joao Paulo

    A pergunta é .
    Tem como passar o sistema operacional do HD para SSD .

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja