Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Chupa McCoy! Cientistas curam diabetes em cachorros com uma aplicação de terapia genética

Por em 14 de fevereiro de 2013
emCiência
Mais textos de:

Site | Twitter
  • Thiago Margarida

    Eu tinha visto essa notícia ontem. Fiquei feliz, principalmente por ser diabético, ter pai diabético e outros parentes e amigos idem. Novidade muito bem vinda, com certeza. Até mesmo por que, citando exemplo do próprio texto, oscilação na glicemia causa problemas renais. Então, além de resolver o consumo de insulina, tirinhas de medição de glicemia, também evitará uma boa quantidade de diálises.

  • http://profiles.google.com/saulobenigno Saulo Benigno

    Que notícia maravilhosa :)

    Eu que tenho tipo 1.

    • http://twitter.com/esdrasbeleza Esdras Beleza

      Também tenho diabetes tipo 1. Vamos ver no que dá…

  • http://ceticismo.net/ Pryderi
    • http://twitter.com/Cyber_Ramses/ Ronaldo Gogoni

      It works! :)
      Como tenho vários casos de diabetes na família, esta é uma excelente notícia!

  • Guest

    Libera essa porra pra geral ai…. vão fica fazendo cu doce!

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Dica: Busque por Talidomida.

      • http://ceticismo.net/ Pryderi

        A linguagem denuncia o tipo de pessoa que é.

        • http://www.facebook.com/xapolim Vinicius Neves

          Meu amigo, a linguagem foi parte da piada.
          Eu sou diabético, e costumo acompanhar eventos sobre o assunto. Em vários desses eventos (a maioria no Rio) ouvi a mesma citação, é como um “Toca Raul!”, que sempre tem alguém para brincar na ocasião. Assim que vi o comentário do @Cardoso, notei que estava fora de contexto e tentei retira-lo. Realmente ele denuncia que tipo de pessoa sou!

          • http://ceticismo.net/ Pryderi

            Vc é o “guest”? E acha que essa desculpa furada convenceu? Ok, fingirei que acredito.

  • Enio Marcos Silveira

    Ando descrente dessa história de “se você tem menos de 40, aposte na ciência que ela vai te dar uma velhice muito jovial e saudável”. Ouvi isso minha vida toda e, depois dos 40 – quase trinta trabalhando na TI, sentado frente ao monitor -, quando realmente me deparei com o que era a medicina e como são tratadas as doenças mais “de massa” tipo a síndrome metabólica ou a hipertensão e, mesmo as mais moderninhas, tipo hemocromatose, fiquei decepcionado. Noventa por cento dos médicos não se interessam por ciência… Querem fazer “mais do mesmo”, gabaritar o número de consultas do dia, dizer o que sempre dizem e receitar o que sempre receitam, e ir pra casa curtir o salário. Pode que a ciência esteja avançando mas, ao mesmo tempo, não é verdade que os profissionais estão interessado nela ou nos avanços. Nós, ligados em tecnologia, acompanhamos mais de perto avanços médicos que muitos médicos que estão por ai atendendo. Disso tenho certeza constatada na vivência.

    • http://contraditorium.com Carlos Cardoso

      Você está se consultando com os médicos errados. Já vi médico receitando combinação de medicamentos baseado em estudo científico. Cheguei em casa com a paciente, minha ex-namorada também médica, fomos buscar o estudo e o médico tinha sido um dos autores da pesquisa.

      Ela mesma trabalhava numa UPA de interior, mas levava iPad pro consultório. A peãozada era diagnosticada com auxílio de boa parte do conhecimento científico acumulado da Humanidade, graças a PubMed e outros bancos de dados especializados.

      • BielSilveira

        Cardoso me emocionou duas vezes hoje, uma com o texto outra com esse comentário.

      • Enio Marcos Silveira

        Penso que é isso mesmo, Cardoso. Tenho tido azar em encontrar pela frente uns tantos acomodados. Tem em toda área.

        Por vezes acabamos visitando dois ou três nessa situação e, como saúde é algo que sensibiliza e abala a racionalidade, deixamos a frustração falar pela gente.

        De todo modo, queria uma opinião do Bones, houvesse como. :)

      • lordtux

        Cardoso, infelizmente por experiência própria é um caso isolado. Seria bom pra caramba se todo médico fosse assim mas não é, em todo profissão tem gente competente e gente que só ta la pra fazer o mais ou menos e ir embora no final do expediente.

    • http://ceticismo.net/ Pryderi

      “se você tem menos de 40, aposte na ciência que ela vai te dar uma velhice muito jovial e saudável”

      Fihote, vc sabe quanto era a expectativa de vida na década de 1960? Já ouviu falar de vacinas?

      “Noventa por cento dos médicos não se interessam por ciência…”

      – Você quis dizer “curandeiros”, “pajés”, “curiosos”, “médico de centro espírita”

      Google sobre a escumalha com a qual você se consultou.

      “Nós, ligados em tecnologia, acompanhamos mais de perto avanços médicos que muitos médicos que estão por ai atendendo.”

      A eterna arrogância do pessoalzinho que senta em frente à merda de um computador e clica com mouse achar que isso é “tecnologia”. Não sabem nem o que é “tecnologia” e querem dizer o que os médicos são ou deixam de ser. Filhote, você é capaz de jogar um frasco de água boricada fora pois passou um dia da data de validade. Desculpe, mas vocês não sabem nem Química básica, quanto mais pesquisa médica. Há bons e maus profissionais, e isso em todos os níveis. Mas generalizar a profissão médica e se dizer mais bem informado é cuspir na cara desde o clínico que lhe receita aspirina até um neurocirurgião. Sua sorte é que eles o ajudarão mesmo com este seu pensamento tacanho, senhor bem-informado que não sabe a diferença entre fenilcetonúria e leishmaniose. Porque eu me lembro muito bem quando a wikimérdia dizia que miopia era ausência de cloropoastos na retina (eu passei trabalho para tirar esta atrocidade de lá, mas muitos experts em tequinolojia insistiam em colocar de volta).

      • Enio Marcos Silveira

        Rápido em julgar, hein amigo? :) Acaba se mostrando igual ao que combate. Deixa estar que está bem.

      • http://www.at.eti.br/ Antônio Pessoa

        Para quem vive no mundo real, com um pai com câncer, sendo jogado e destratado por profissionais renomados da área, para depois de anos de sofrimento achar alguém decente para lhe atender, isso parece muito bonito.

        A resposta do Cardoso, com a qual eu concordo, é mais humana que a sua, que não sabe, e espero que nunca saiba, o que é sofrer de verdade com alguma doença e médicos irresponsáveis, pois é desse tipo de profissional que ele fala e que infelizmente, se não for a maioria, representa uma parte numerosa da categoria.

        E se por acaso você não entendeu assim, pois ele não usou as palavras exatas, tente tomar suas doses atrasadas de empatia.

        • http://ceticismo.net/ Pryderi

          “Para quem vive no mundo real, com um pai com câncer, sendo jogado e destratado por profissionais renomados da área, para depois de anos de sofrimento achar alguém decente para lhe atender, isso parece muito bonito.”

          Pronto, começou o apelo à misericórdia. “Meu pai sofreu no hospital, logo, a Ciência é uma merda”.

          “A resposta do Cardoso, com a qual eu concordo, é mais humana que a sua, que não sabe, e espero que nunca saiba, o que é sofrer de verdade com alguma doença e médicos irresponsáveis”

          Não é problema da Ciência Médica se vc e seus familiares foram parar num açougue. Mas, de repente, vc está certo e a Ciência é uma bosta. Pare de tomar remédios, jogue seu computador fora e more numa floresta, ao sabor da Natureza e da Seleção Natural.

          Dexculpe, mas a frase “espero que vc não passe o que passei” não me diz nada além de mimimi.

          “pois é desse tipo de profissional que ele fala e que infelizmente, se não for a maioria, representa uma parte numerosa da categoria.”

          Não foi isso que ele falou no post.

          “E se por acaso você não entendeu assim, pois ele não usou as palavras exatas, tente tomar suas doses atrasadas de empatia.”

          Mimimi, vc precisa ser simpático co meus problemas, mimimi

          • http://www.at.eti.br/ Antônio Pessoa

            Eu não disse que a ciência é uma merda, não reclamei dos remédios, pesquisas ou mesmo dos cientistas e médicos sérios, que entendem a importância de seus trabalhos e dedicação. Confio, e muito, na ciência, pois, pelo menos na minha opinião, só ela salva.

            Também não disse que devemos viver ao sabor da seleção natural, ou que é problema da ciência os péssimos profissionais que estão se formando nessa nova onda de faculdades para mercado de trabalho. E no dia que eu disser que a ciência é uma bosta, não vou estar certo, aliás, podem internar, antes que alguma igreja me leve.

            Você baseou toda os seus argumentos (eufemismo para ataques) nesse pressuposto? Recomendo que você leia novamente o que escrevi, pois sei diferenciar a crítica aos profissionais da área, da crítica à área em si. A medicina é uma coisa, os médicos são outra.

            Também não estou dando uma de coitado, não preciso de sua pena, apenas exemplifiquei, com minha experiência pessoal, a distância entre a medicina e o que se pratica por muitos médicos, pelo menos em nosso país. Você os chama de açougueiros? Concordo. E para todos eles foram entregues diplomas e empregos em hospitais para cuidar de seres humanos.

            E você não precisa ser simpático com meus problemas, não é obrigação sua, mas empatia faz muita diferença na convivência em sociedade. Mas você não está sozinho, os médicos que citei também precisam de suas doses atrasadas.

          • http://ceticismo.net/ Pryderi

            Desculpe, os violinos estão tocando muito alto. Disse alguma coisa?

          • http://www.at.eti.br/ Antônio Pessoa

            Típico. Parabéns pela civilidade.

  • http://www.facebook.com/felipelucascarvalho Felipe Lucas Carvalho

    que maravilha.. sou diabetico (não cachorro).. e fiquei animado com a notícia..

  • http://twitter.com/edsucupira Eduardo Sucupira

    Só um probleminha, se é que não foi intencional, vai saber. Hemodiálise se faz quando a função renal está comprometida, não tendo relação necessária com diabetes. O sujeito pode ser diabético e não ter problema nos rins, logo não precisa fazer diálise. Claro que muitos pacientes costumam ser poliesculhambados, aí tem problema nos rins, no pâncreas, tem hipertensão, etc. Só que o texto deu a entender que quem é diabético precisa fazer diálise e isso não é relação de causa e consequência.

    • http://ceticismo.net/ Pryderi

      O texto não deu a entender isso. O texto disse que NUM FILME, o médico do século XIII curou uma paciente com problemas renais com uma pílula.

    • http://www.at.eti.br/ Antônio Pessoa

      Ele utilizou o caso como um exemplo do tipo de medicina que estamos praticando em nosso século, fazendo um paralelo com um filme de ficção científica que se passa há alguns bons séculos daqui.

  • http://blog-do-lucho.blogspot.com/ Lucho

    Malditos cientistas facínoras e especistas que ficam se divertindo torturando e vilipendiando os pobres filhotinhos de Snoopy. Por que não fizeram essa experiência com criancinhas famintas da África? Seria muito mais ético.

    • http://www.facebook.com/kidjapa Bruno Luiz Katzjarowski

      ASHUhusahas

  • http://www.facebook.com/kidjapa Bruno Luiz Katzjarowski

    Cade a galera do mimimimi é horrivel fazer experimentos com animais, antietico mimimimi ein ein, ahhh lembrei, a vovó/vovô tem diabete. Ai pode.