Home » [none] » Teste: download de filmes na Saraiva

Teste: download de filmes na Saraiva

10 anos atrás

Em janeiro desse ano, a Saraiva liberou o aplicativo Saraiva Digital, o front end do serviço de filmes e séries sob demanda, via Internet. Aproveitei o feriadão de Páscoa para, entre uns joguinhos no Steam e muito chocolate, conferir como funciona o serviço, e se ele é, de fato, um grande competidor para fazer frente à pirataria.

Comprar/alugar um filme ou série em formato digital, via download, é tão simples quanto comprar qualquer outro produto na loja. Se o usuário tiver a compra com um clique ativada, então, fica ainda mais tranquilo. Após a compra/aluguel, uma discreta mensagem avisa sobre a necessidade do Saraiva Digital para executar o vídeo.

Aviso no término da compra.

Aviso no término da compra.

Para o teste, aluguei um filme. Escolhi O Senhor das Armas, por alguns motivos: ainda não tinha assistido, preço mais em conta (R$ 4,90, enquanto lançamentos saem por R$ 6,90), e prazo de consumo, 48h após o primeiro "play" (lançamentos expiram em 24h).

O Saraiva Digital é feito em .NET, logo, só funciona em Windows (XP, Vista ou 7). É um aplicativo bem feio, tenta imitar o look and feel do Windows Media Player 11, mas as falhas de design são evidentes até para quem não entende nada de design. Há erros grotescos de usabilidade; fiquei um tempão vasculhando a interface do programa até achar o vídeo que havia comprado, por exemplo.

Interface do Saraiva Digital.

Interface do Saraiva Digital.

Após encontrar meu filme, tive que encarar o download. 1,6 GB, o que desanimou e animou ao mesmo tempo. Desanimou pelo tempo que levaria para baixar, e animou porque, se o tamanho é grande assim, dá para esperar qualidade decente, certo?

Infelizmente, errado. Assim que dei o play, meu queixo caiu - negativamente falando. A qualidade é precária, qualquer dvdrip por aí é mais bonito que o vídeo da Saraiva. Provavelmente por questões de DRM, o vídeo é em *.wmv, e... bem, não sei o que dá para fazer nesse formato em termos de qualidade, mas esse exemplo utilizado para a análise mostrou-se incrivelmente ruim.

Assisti ao filme em meu notebook (15,4", 1280x800), e o vídeo ocupou apenas o centro da tela, com qualidade beirando o sofrível. Veja:

Clique para ampliar (e cuidado para não se assustar!).

Clique para ampliar (e cuidado para não se assustar!).

Dá para assistir ao vídeo direto do player, ou abri-lo no Windows Media Player. Em ambos os casos, porém, o WMP é utilizado para a execução do vídeo. A diferença é que, no Saraiva Digital, há acessos rápidos para inserção de legendas, troca de idioma e seleção de cenas.

Comandos e seleção de cenas no Saraiva Digital.

Comandos e seleção de cenas no Saraiva Digital.

No geral, fiquei decepcionado com a experiência. Como querem barrar a pirataria cobrando por um produto inferior? Principalmente porque o abismo entre os dois é bem grande... Banda de transferência não é a coisa mais barata do mundo, mas deveria ser prioridade, no sentido de oferecer a melhor qualidade possível de vídeo.

Sorte que foi só um aluguel; já imaginou se tivesse comprado um filme dessa forma?

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários