Home » Games » Battlefield 5 e Metro Exodus já podem ter Ray Tracing sem perder fps

Battlefield 5 e Metro Exodus já podem ter Ray Tracing sem perder fps

Com DLSS dá pra jogar com a GPU mais cara do momento, em 4K e com 60 fps ou mais

14 semanas atrás

Não é fácil fazer cálculo para traçar raios de luz em tempo real. A Nvidia trouxe este recurso, chamado de Ray Tracing, para as placas gráficas RTX, mas colocar algum game em 4K e ligar o efeito é quase que garantia de jogar com desempenho abaixo do esperado pra uma GPU tão nova - e cara. Pra resolver isso a empresa criou o DLSS e agora os jogadores de Battlefield 5 e Metro Exodus podem ligar ambos ao mesmo tempo.

O que diabos é DLSS?

DLSS é uma sigla pra Deep Learning Super Sampling, que significa uma nova técnica pra suavizar contornos de objetos e deixar tudo com mais cara de verdade - afinal de contas, um fio de cabelo do mundo de verdade não é serrilhado como nos games. A técnica utiliza outros núcleos da placa gráfica, os Tensor e, com isso, garante melhor desempenho em praticamente qualquer situação.

A inteligência artificial que a Nvidia criou, junto com os núcleos que estão presentes apenas nas placas da série 20 (as RTX, feitas com núcleos Turing), garante tudo isso. O DLSS não é nenhuma novidade e já está em algumas dezenas de jogos, mas não estava presente ao mesmo tempo em que os efeitos de raios de luz estão ativados.

Agora, Battlefield 5 e Metro Exodus são os dois primeiros que colocam tudo pra funcionar ao mesmo tempo. Eu testei Battlefield 5 em um notebook com uma GeForce RTX 2070, 16 GB de RAM e Intel Core i7 de oitava geração, que rodava com tudo no ultra, a partir de um SSD e em resolução de 2560 x 1080 pixels.

Quando ligo apenas o Ray Tracing, a taxa de quadros cai e em vários momentos fica abaixo de 60 fps. Com o DLSS ligado junto do Ray Tracing, o jogo exibiu algo entre 15 e 20 quadros por segundo extras. Pra ajudar a notar a diferença a Nvidia fez um vídeo onde mostra o ganho de performance com o DLSS ligado.

Metro Exodus lança amanhã (15) e ainda não dá pra ter uma ideia da melhoria que é possível, mas a Nvidia promete que o DLSS aumenta em 30% o desempenho com tudo no ultra e com Ray Tracing configurado pra high - claro que isso depende do hardware onde roda o jogo.

Se você é um dos poucos sortudos que já tem uma RTX em casa, seja em um dektop ou notebook e tem uma cópia de Battlefield 5, ou já comprou Metro Exodus, é só ligar os reflexos e não ver mais o desempenho do jogo cair. Finalmente.

Leia mais sobre: , .

relacionados


Comentários