Home » Entretenimento » Project Blue Book: série de Robert Zemeckis é como um Arquivo X de época

Project Blue Book: série de Robert Zemeckis é como um Arquivo X de época

Nova série do History Channel é inspirada nos casos do Project Blue Book, que investigou milhares de casos de OVNIs

19 semanas atrás

Project Blue Book é o nome da nova série do History Channel produzida por Robert Zemeckis, e que cria uma história de ficção em cima das investigações do Projeto Livro Azul, no qual o governo dos Estados Unidos documentou 12.618 avistamentos de OVNIs (objetos voadores não identificados) desde 1952 até 1969, quando ele foi finalmente cancelado.

Project Blue Book é a nova série de Robert Zemeckis para o History Channel, que fala sobre o projeto que investigou casos de OVNIs de 1952 até 1969.

É impossível não pensar em Arquivo X, e aposto que a intenção dos produtores era exatamente esta. O ator principal é Aidan Gillen, mais conhecido como o Mindinho (Petyr Baelish) de Game of Thrones, e que recentemente fez o papel do empresário do Queen no filme Bohemian Rhapsody. Ainda não vi o piloto de Project Blue Book, então não sei quem faz o papel da Scully.

Gillen interpreta o Dr. J. Allen Hynek, um astrofísico real que trabalhou como como conselheiro no Projeto Livro Azul, que depois do fim do projeto criou um centro para estudos de OVNIS (Center for UFO Studies) e chegou a discursar na ONU falando sobre o tema.

Cada episódio será (ainda que levemente) inspirado em casos do projeto, que eram confidenciais até alguns anos atrás. Na verdade, os motivos para estes avistamentos inexplicáveis eram bem mais mundanos do que os entusiastas acreditavam. Durante a duração do projeto, mesmo com os milhares de relatórios sobre OVNIs investigados, as conclusões foram as mais simples possíveis, a imensa maioria era de fenômenos naturais ou aviões experimentais, segundo a Força Aérea dos Estados Unidos.

O projeto foi deixado de lado ao não conseguir reunir provas de que os OVNIs representavam alguma ameaça ao país, e muito menos ainda de que seriam de origem extraterrestre, mas cumpriu seu papel, ajudando na criação de uma cortina de fumaça para confundir a União Soviética sobre os reais objetivos da Força Aérea americana.

Como o Cardoso conta nesse post escrito na época da liberação dos documentos, eram os próprios americanos que incentivavam a presença de ufeiros perto da Área 51, onde eram feitos experimentos com tecnologia Stealth para aviões.

Na série de Zemeckis, claro, a história será bem diferente, e os alienígenas certamente serão reais, como mostra a foto que ilustra este post. Vale lembra que o mesmo projeto do Livro Azul foi usado como parte da trama da segunda temporada de Twin Peaks no começo dos anos 90, e também em Twin Peaks: O Retorno, a série de 2017.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários