Facebook revela oficialmente (e finalmente) seus padrões de comunidade

Imagem do vídeo de padrões da comunidade do Facebook mostra desenhos de pessoas conversando e tocando violão enquanto posts e likes com conteúdo questionável flutuam em cima de suas cabeças, assim como um diploma.

O Facebook revelou um documento de 27 páginas com todas as regras que aplica para derrubar páginas e posts com discurso de ódio ou infrações da propriedade intelectual alheia. O guia de padrões da comunidade do FB mostra tudo o que pode ser considerado comportamento criminoso ou violento, o que eles chamam de “conteúdo questionável”.

Essa é a primeira vez que a rede social revela publicamente e oficialmente seu guideline de temas vetados na rede social, mas o Guardian já tinha divulgado um documento vazado no ano passado. O documento foi traduzido em 40 línguas incluindo o português, e serve como base para os 7500 revisores e moderadores de conteúdo contratados pela empresa. São políticas contra o bullying, assédio, conteúdo sensível e muitos, muitos outros tópicos que eu não vou citar aqui pra não ser penalizado por algum bot ignorante.

“As pessoas precisam sentir-se seguras para construir uma comunidade. Assumimos o compromisso de remover conteúdo que promova riscos no mundo real, inclusive (entre outros) danos físicos, financeiros e emocionais.”

Eu espero sinceramente que isto passe a ser verdade e não continue a ser apenas um discurso bonito, mas vocês vão ter que fiscalizar por mim, pois eu fui banido daquela rede social. O sistema de denúncias automáticas por violação de direitos autorais é o motivo pelo qual eu não estou mais no Facebook, já que no fim de 2017 meu perfil com mais de 11 anos de pensamentos, fotos e links aleatórios foi derrubado por causa dos covers do meu humilde projeto 366 Músicas. Sim, eu sou teimoso e já tinha um precedente, quando meu primeiro canal foi apagado pelo YouTube pelo mesmo motivo, mas por lá pelo menos o problema foi resolvido, no novo canal os vídeos são monetizados e a eventual renda vai direto pros artistas originais.

Bom, pelo menos na questão de propriedade intelectual, posso dizer que senti na pele o quanto as guidelines de padrões da comunidade do FB efetivamente funcionam, já o resto… Qualquer usuário do FB que já tenha tentado denunciar uma barbaridade, sabe que o sistema raramente funcionam na prática, mas fica sempre a esperança que agora que tudo está mais transparente, as coisas melhorem por lá.

Leia os dois textos assinados por Monika Bickert no FB newsroom, um sobre o anúncio do guia de padrões e outro sobre como o FB busca evitar que terroristas acessem a rede.

Saiba tudo sobre o FB aqui no MB.

Leia também:
Facebook vai aplicar regras de nova legislação europeia de proteção aos dados globalmente
Mark Zuckerberg se safa de fritada no Senado, porque políticos não entendem o Facebook

Fonte: TC.

Relacionados: , , ,

Autor: Nick Ellis

Nick Ellis é autor do Meio Bit, Digital Drops e Blog de Brinquedo.

Compartilhar