Nintendo Labo, a nova plataforma de acessórios (de papelão) do Switch

A Nintendo mais uma vez mostrou como ideias simples podem dar origem a produtos interessantes: nesta quarta-feira (17) ela apresentou o Nintendo Labo, uma nova linha de kits para o Switch feitos de papelão, que permitirá aos jogadores utilizarem o console híbrido para interagirem com uma série de acessórios e periféricos educativos.

A proposta por trás do Nintendo Labo é prover um ecossistema educativo para crianças em idade escolar, reforçando mais uma vez o objetivo da companhia japonesa de oferecer produtos para toda a família; basicamente trata-se de kits faça-você-mesmo consistindo de um software e conjuntos de peças de papelão, com instruções para os pequenos montarem vários projetos e fazê-los interagir com o Switch. À primeira vista pode parecer algo bobo e uma pilantragem (“como assim a Nintendo está vendendo papelão?”) mas o real valor está na IDEIA e no design de produto. E se lembrarmos do Google Cardboard, nem foi a primeira vez.

O Nintendo Labo oferece projetos, os chamados Toy-Cons dos mais variados, desde uma vara de pescar que de cara pode ensinar noções práticas de mecânica, ao demonstrar como correias e polias funcionam (Arquimedes aprovaria), ideias mais simples como uma casinha e outras mais elaboradas, como um pequeno piano funcional ou um traje que transforma a criança em um robô (uma reciclagem do Project Giant Robot, um game para Wii U relevado pelo próprio Shigeru Miyamoto na E3 2014 e que nunca foi lançado). Um dos Toy-Cons mais interessantes é um carrinho de “controle remoto” que se parece com um inseto; ele não possui rodas, mas se move através das vibrações dos Joy-ons controladas pelo console, de modo a direciona-lo para onde a criança quiser.

Através da tela do Switch, as crianças seguirão os esquemas para montagem e utilizarão os programas pré-definidos no software para interagir corretamente com os modelos, mas o forte do Nintendo Labo é permitir a personalização livre dos Toy-Cons, afinal é papelão. O Nintendo Labo se baseia nos pilares “criar, brincar e descobrir” e embora nada tenha sido dito a respeito num primeiro momento, é praticamente certo que o software será flexível ao ponto de permitir que crianças e pais (obviamente, que atuarão como os tutores) criem seus próprios Toy-cons e os compartilhem com a comunidade. Seria um desperdício enorme de potencial não explorar tal possibilidade, ainda que a Nintendo deixasse de vender os kits pré-fabricados em algumas situações.

O presidente da Nintendo of America Reggie Fils-Aimé explicou que a escolha do papelão para a criação dos Toy-Cons se deu por ser um material fácil de ser manipulado e personalizado, principalmente por crianças com supervisão dos pais. Tanto é que ela oferece um kit de personalização que acompanha fitas adesivos e stencils para que cada um dê a cara que desejar aos seus projetos, ou bolem eles mesmos suas customizações.

A companhia aposta que o Nintendo Labo fará sucesso, tanto que já possui planos para o lançamento de novos Toy-Cons mais complexos mirando em jovens e adultos, fazendo deste produto uma plataforma de aprendizado e interatividade para todos, não só para as crianças. Por fim, o Fils-Aimé diz que a Nintendo espera oferecer um modo de transformar cada um dos mais de 10 milhões de Switchs vendidos em algo mais do que simples consoles de videogames, o que nota a preocupação da gigante japonesa em não querer fazer apenas joguinhos.

De uma maneira indireta, o Nintendo Labo é um resgate dos primeiros brinquedos da Nintendo desenvolvidos por Gunpei Yokoi como a Ultra Hand introduzida em 1966, ano em que a companhia deixou para trás os negócios de táxis e motéis (!) para investir em produtos para crianças. Os games vieram oito anos depois.


Nintendo — First Look at Nintendo Labo

A pergunta principal é “quanto vai custar essa brincadeira”? Pois bem: a Nintendo vai comercializar o Nintendo Labo em dois kits distintos, o Variety Kit que vem com o software e cinco Toy-Cons diferentes por US$ 69,99; já o Robot Kit vem com o software e os moldes para montar o traje do robô gigante, e será vendido por US$ 79,99. Ambos trazem peças plásticas e elásticos para permitir que tudo funcione da maneira correta.

O kit de customização, que inclui adesivos e fitas será oferecido por US$ 9,99 e a Nintendo também pretende oferecer Toy-Cons sobressalentes, mas não informou preços; de qualquer forma nada impede que as crianças utilizem papelão, elásticos e peças plásticas conseguidos de outras formas.

O Nintendo Labo será lançado oficialmente no dia 20 abril.

Fonte: Nintendo.

Relacionados: , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Profissional de TI auto-didata, blogueiro que acha que é jornalista e careca por opção. Autor do Meio Bit e Portal Deviante, podcaster/membro fundador/Mestre Ancião do SciCast e host/podcaster do Sala da Justiça.

Compartilhar