Home » Internet » Brizzly, novo cliente de Twitter no navegador

Brizzly, novo cliente de Twitter no navegador

10 anos atrás

Se você usa o Twitter via navegador, há razão para fazê-lo de um site que não seja o próprio Twitter? O pessoal do Brizzly, tachado pelo próprio de “social media reader”, ou leitor de mídia social, acha que sim. O site, antes fechado apenas a convidados, ontem foi aberto para qualquer um, e, além de Twitter, permite aos usuários gerenciarem suas contas no Facebook também.

O projeto é fruto do trabalho de ex-Googlers, que abandonaram a empresa e fundaram a Thing Labs. Não é a primeira vez que algo do tipo acontece; o FriendFeed, grande sucesso especialmente entre geeks level 99, também foi criado por ex-funcionários da gigante de Mountain View. Nesse caso, o resultado foi positivo. Mas e o Brizzly? Os ex-funcionários do Google apostaram certo ao pularem do barco para criar o tal “social media reader”?

É uma pergunta difícil de responder. O feedback inicial, pelo que pude constatar, é positivo, e o serviço traz alguns diferenciais bacanas e valorosos se comparado com o cliente original do Twitter, ainda líder disparado no ranking dos meios mais utilizados para atualizar o Twitter.

O primeiro grande diferencial é a inclusão do Facebook, bem como a possibilidade de manejar mais de uma conta através de um único login. O módulo do Facebook possui suas pecualidades, como comentários identados e o “gostei”, o que torna o Brizzly uma opção interessante para os aficionados pelas duas redes.

Facebook é bom, mas provavelmente é no Twitter que os desenvolvedores dispenderam mais esforço. A lista de melhorias em cima do cliente original do Twitter traz alguns detalhes realmente bacanas, começando com conteúdo expandido e inline. Resumidamente, fotos, vídeos e links encurtados aparecem completos no Brizzly, fazendo bom uso do layout largo da ferramenta.

brizzly-expanded-20091125

É possível enviar imagens pelo próprio Brizzly, num sistema próprio que lembra bastante o famoso Twitpic. Na caixa de texto, existe um botão com o desenho de uma câmera, que faz o que você está pensando: manda uma imagem para o serviço. O resultado é uma página como esta, acessível por qualquer um, ou seja, independente de login no sistema.

envio-imagens-brizzly-20091125

A barra lateral, ao contrário do cliente original, fica à esquerda, e é mais compacta que a outra. Já há suporte às listas, porém, nada de retweets originais – ainda. Pequenos círculos azuis indicam atualizações nos diversos locais possíveis. Na timeline, atualizações recentes mostram o avatar com uma borda amarela.

As mensagens diretas são tratadas como espécies de SMS, simulando um diálogo. Elas aparecem no lado direito da janela, e tornam-se bem práticas por mostrar as conversas sob um plano superior. Nesse caso, uma imagem vale mais que mil palavras:

direct-messages-brizzly-20091125

Por fim, o mute. Seguimos muita gente no Twitter, e às vezes, em determinado momento, alguns desses contatos… enchem o saco. Digamos que um específico goste de reality shows, e nos dias em que essas atrações são exibidas, esse pentelho contato inunda sua timeline com comentários sobre a briga dos participantes da casa. Hoje a solução é dar um unfollow no camarada, esperar o programa terminar, e, depois, voltar.

O Brizzly tem uma solução intermediária. O sistema permite emudecer um contato, sem deixar de segui-lo. Assim, ele continua na sua lista de contatos, mas até que você volte a dar voz a ele, nenhuma mensagem dele aparecerá na sua timeline.

deixar-mudo-20091125

 

De resto, o visual do Brizzly é meio… espartano. O site oferece boas ferramentas, algumas bem interessantes e não comentadas acima, como o sistema de rascunhos e o filtro de imagens, mas se são suficientes para fazer dele um sucesso, só o tempo dirá.

O Brizzly é gratuito, não requer mais convite para ser usado, e aceita múltiplas contas do Twitter e Facebook. Vale a pena, no mínimo, uma olhada.

relacionados


Comentários