Home » Indústria » Power GVT - 100MBits - Meninos, eu vi

Power GVT - 100MBits - Meninos, eu vi

10 anos atrás

Na Quinta-Feira um grupo (qual coletivo de blogueiros mesmo?) de blogueiros foi convidado para uma apresentação em São Paulo, onde Rodrigo Andreola, Gerente de Tecnologia da GVT apresentou uma série de produtos. A proposta no convite era bem ousada: Colocar o Brasil de igual para igual ao resto do mundo em termos de banda larga, tanto em velocidade quanto preço. Descontadas aquelas aberrações orientais que vivem 150 anos no futuro e vendem link de 1GB a 45 Yens Reais, ou seja lá a moeda de 2159.


Promessa de operadora de telefonia, como todo mundo que conviveu com a Telerj e a Telefonica sabe, é igual promessa de namorado. Ele fala "só a cabecinha", a menina deixa e quando vê ele montou todo o resto do quebra-cabeças do Pequeno Pônei que estavam fazendo juntos.

Pois bem: Rodrigo fez uma apresentação sobre o mercado atual de Internet Banda Larga no Brasil e no mundo, citando um monte de números interessantes, todos Twittados live ao vivo de corpo presente, e que se você segue o MeioBit no Twitter, deve ter visto. Ao final ele puxou da manga do projetor o produto: O Power GVT, Internet de Banda Larga MESMO. Vejam os preços/velocidades:

3 Megabits - R$49,90
10 Megabits - R$69,90
15 Megabits - R$99,90
35 Megabits - R$199,90
50 Megabits - R$299,90
100Megabits - R$499,90

Isso sem traffic shapping ou limite de downloads. Rodrigo explicou com todas as letras: Temos SIM em contrato limitações de download. Toda operadora tem. O objetivo é ter uma proteção quando aparece gente revendendo ilegalmente o serviço. Mesmo assim nunca exerceram a cláusula. Eles SABEM que essas bandas são compradas por heavy users e não faz sentido vender algo que SABEM que o sujeito vai usar, e punirem o cara por isso.

Acima de 3 Megabits o Modem -grátis- será fornecido por eles. É um Dlink top, com WIFI n, e um monte de recursos. Motivo? Qualidade do serviço. É comum o sujeito comprar um xing-ling qualquer, o modem não aguentar e o técnico da operadora tentar explicar sem sucesso que o equipamento não suporta velocidades mais altas.

A conexão de 100MBits será feita por fibra, o resto é por par trançado convencional.

Os valores acima não são promocionais, não é aquele esquema "primeiros 3 meses 10 reau, 4o mês traga KY"

Abrangência: O serviço será comercializado, a partir deste final de semana em:

Porto Alegre, Alvorada, Cachoeirinha, Campo Bom, Canoas, Esteio, Gravataí, Novo Hamburgo, Santa Maria, São Leopoldo, Sapiranga, Sapucaia do Sul, Viamão (RS), Curitiba, Maringá, Apucarana, Arapongas, Cambé, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Springfield, Francisco Beltrão, Guarapava, Londrina, Marialva, Paiçandu, Paranavaí, Pato Branco, Pinhais, Quahog, Ponta Grossa, Rolândia (juro que estava nessa ordem), São José dos Pinhais, Sarandi, Toledo e Umuarama (PR), Florianópolis, Blumenau, Brusque, Criciúma, Balneário Camboriú, Icara, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Unionville, São José, Tubarão (SC), Belo Horizonte, Contagem e Betim (MG), Distrito Federal, Aparecida de Goiânia e Goiânia, Vitória, Vila Velha e Salvador (ufa!)

Quem quiser um test drive, ou como eu apenas ver a velocidade para depois chorar ao voltar pra conexão-lesma da telerj em casa, há pontos de experimentação em Curitiba, Vila Velha e Porto Alegre.

Velocidade Na Prática
Fizemos alguns testes. É preciso estar ciente que não dá para fazer mágica. Um servidor parrudo tem uma conexão no datacenter de Gigabit Ethernet. Assumindo que você tenha um link de 100Mbits e está ligado FISICAMENTE na rede do servidor, ele só poderia atender 10 clientes simultâneos provendo a mesma velocidade. Portanto não adianta tentar acessar um servidor na Mongólia Setentrional, rodando no Casio Datalink de um monge, usando TCP/IP via pombos-correio e querer que venha tudo a 100Mbits.

Em nossos testes baixamos arquivos da Microsoft a 9 MegaBYTES por segundo, algumas vezes a oito, e em um momento a 6,69MB/s, como a foto abaixo:

Lembrando que é muito improvável que só haja a gente baixando algo da Microsoft, e que esses arquivos não estão no andar de baixo, a velocidade de 8 MegaBYTES por segundo de download é bastante impressionante.

Claro, nem um link de 100MBits da GVT faz milagres:

Acompanhe no vídeo 3 testes:



relacionados


Comentários