Home » Meio Bit » Android e Linux » O CyanogenMod está morto. Vida longa ao LineageOS!

O CyanogenMod está morto. Vida longa ao LineageOS!

MÓR-REU, mas calma: o CyanogenMod foi descontinuado, no entanto comunidade de desenvolvedores anuncia a continuidade do projeto sob um novo nome, LineageOS.

2 anos atrás

cyanogenmod-pin

É, não  teve conversa: o CyanogenMod, o fork do Android mais popular que é uma mão na roda para donos de dispositivos abandonados pelos fabricantes não existe mais. Como presente de Natal de grego a Cyanogen descontinuou o projeto completamente no domingo, encerrou o desenvolvimento e suporte e deixou toda a comunidade com uma mão na frente e outra atrás.

Só que nem tudo está perdido: a comunidade se uniu e continuará o desenvolvimento do sistema mobile sob outro nome, LineageOS.

Os acontecimentos da última semana confundiram meio mundo e sequer se originaram agora, portanto vamos voltam um pouquinho no tempo: em outubro, após uma grande dança das cadeiras interna a Cyanogen anunciou o fim de seu SO próprio para fins comerciais, o Cyanogen OS e revelou a mudança de foco para uma proposta mais modular, oferecendo partes de seu Modular OS para OEM que desejassem incorporar soluções da empresa em seus aparelhos. Ao mesmo tempo foi revelado que a companhia se distanciaria ainda mais do CyanogenMod, deixando tudo nas mãos da comunidade e se limitando a oferecer recursos financeiros para a contratação de devs e sua infraestrutura para a distribuição das ROMs.

No entanto a conversa mudou de lá para cá. Após diversos desentendimentos com a atual direção o engenheiro de software fundador do projeto Steve Kondik (o Cyanogen original), que atuava como CSO da empresa pediu o boné e pulou fora do barco, se unindo novamente à comunidade. Não obstante, na última sexta-feira a companhia anunciou que todo os serviços e suporte ao CM seriam interrompidos no dia 31, cortando todos os laços com o fork.

Esse não é o fim no entanto: no dia seguinte a comunidade anunciou a continuidade do CyanogenMod na forma de outro fork, chamado LineageOS. O próprio Kondik faz parte do projeto e embora ele nasça sem um centavo no bolso, é uma esperança saber que os mais dedicados desenvolvedores do fork original ainda permanecem comprometido com a ideia original. Não há previsão de quando as primeiras ROMs serão liberadas, mas o site oficial já está no ar.

Só que o anúncio enfureceu a direção da Cyanogen a tal ponto que o desligamento dos serviços do Mod foi adiantado em seis dias: sem o menor aviso a tomada foi puxada durante o dia de Natal, com o sistema de controle de código tendo sido tirado do ar sem aviso. Os download das ROMs antigas ainda podem ser efetuados mas sinceramente, isso também não deve durar. A comunidade desconfia que foi um ato de retaliação puro e simples.

Daqui para a frente a equipe do LineageOS se encarregará de manter os aparelhos legados atualizados com novas versões de seu futuro fork baseadas no Android, paralelamente a outras iniciativas AOSP como Paranoid Android, Dirty Unicorns e AOKP. Embora o nome seja outro, aqueles que conhecem o trabalho da equipe devem ao menos manter a popularidade do sistema quando este for lançado.

Quanto à Cyanogen… bem, é sem dúvida um destino amargo para a companhia que iria colocar “uma bala na cabeça do Google” e remover o controle do Android das mãos de Mountain View, segundo o ex-CEO Kirt McMaster; sem o CyanogenMod, sem o Cyanogen OS e com o Modular OS sequer despertando a curiosidade das OEMs, não me surpreenderei se a empresa anunciar o fim de suas atividades nos próximos meses.

relacionados


Comentários