Home » Hardware e periféricos » Adivinha quem pode fornecer para a Samsung as baterias do Galaxy S8?

Adivinha quem pode fornecer para a Samsung as baterias do Galaxy S8?

Samsung considera recorrer a baterias fornecidas por terceiros para equipar o Galaxy S8; entre os candidatos está inclusive a rival LG.

3 anos atrás

lg-chem

A Samsung vai pagar muito caro pelo fiasco do Galaxy Note7, e nem é só com o recolhimento e inutilização dos aparelhos que não serão reparados (em suma, é tudo sucata): muita gente estuda processar a companhia por danos adicionais causados pelos aparelhos explosivos que os coreanos não querem pagar, há relatos de revendedoras que não querem ressarcir usuários por um Gear VR dedicado agora inútil, pacote completo.

Fora a inevitável onda de invocação de processinhos, a Samsung precisa lidar com os dados causados à imagem da companhia. Não só a linha Note está virtualmente morta como muita gente ficará com os dois pés atrás com o Galaxy S8, o próximo flagship da empresa.

A Samsung entrou num esquema de controle de danos ferrenho: ninguém, seja da empresa ou dos fornecedores de componentes estão autorizados a tecer quaisquer comentários sobre o aparelho. O medo é compreensível, afinal todo mundo vai cair matando em cima do próximo top de linha tendo em vista a possibilidade dele também ser equipado com uma bateria que faz KABUM!

Isso ao menos foi descartado. Tal como reportado antes os executivos da Samsung não só desempenharam um papel importante nessa comédia de erros, como há indícios de que a companhia sabia de antemão que problemas do tipo poderiam ocorrer. Agora, como forma de recuperar um pouquinho o prestígio a empresa cogita utilizar outros fornecedores de baterias que não sua divisão Samsung SDI, ou a chinesa ATL.

De acordo com fontes internas, os executivos estão analisando diversos fabricantes de componentes para decidir com qual deles contar no S8, e um deles é a divisão Chem de sua principal rival, a LG.

Embora LG e Samsung não se biquem muito, o fato de ambas trabalharem juntas quando o assunto de fornecimento de componentes não é nada tão estranho assim, embora seja um caso bem raro: vale citar que a divisão Innotek está atualmente fornecendo os módulos de câmera para os smartphones da Samsung, mas em situações normais esta prefere contar com outros fabricantes ou desenvolver ela mesma as peças.

Só que como dificilmente alguém voltará a confiar tão cedo nas baterias da Samsung, um acordo com a LG Chem não parece algo tão difícil de acontecer. A divisão, a maior companhia química da Pior Coreia possui um departamento de P&D avançadíssimo, que no passado apresentou soluções muito interessantes, desde uma bateria hexagonal para smartwatches a uma flexível no formato de um cabo.

Caso o acordo seja confirmado muita gente respirará aliviada, pois ao contrário da Samsung nenhum LG G5, seja o full ou o SE ou V20 explodiu até o momento. Só com isso o S8 já sai na vantagem.

Fonte: The Korea Herald.

relacionados


Comentários