Home » Microsoft » Windows Store está pronta para distribuir aplicativos Win32

Windows Store está pronta para distribuir aplicativos Win32

Quem usa o Windows 10 com a atualização de aniversário poderá nos próximos dias baixar aplicativos Win32 convertidos para UWP através da Windows Store.

3 anos atrás

windows-store

Uma das maiores reclamações dos usuários do Windows 10 é a escassez de aplicativos na lojinha oficial do sistema, já que nem todos os desenvolvedores se sentiam animados o bastante para investir na Universal Windows Platform. A Microsoft vem tentando resolver isso com as chamadas “pontes”, projetos que facilitam a conversão de código (não interface) de aplicações de outras instâncias para o ecossistema Windows.

O Projeto Westminster é voltado para aplicativos web, já o Islanwood para iOS; o Astoria, que fazia a ponte entre o Windows e o Android foi cancelado. Porém o mais importante, ao menos para aplicativos desktop é o Centennial, voltado a migrar soluções Win32 e .NET, os clássicos programas Windows. Embora ele não vise rodar um Photoshop full num Lumia é de interesse de Redmond contar com softwares consagrados na sua lojinha.

Pois bem: nesta semana a Microsoft anunciou que os primeiros aplicativos Win32/.NET convertidos para a Windows Store serão disponibilizados nos próximos dias para os usuários que rodam o Anniversary Update, e os desenvolvedores já podem subir seus programas para a plataforma. Uma das primeiras parceiras de Redmond nessa empreitada é a Evernote, que segundo o VP de Engenharia Seth Hitchings estão animados em levar nossa solução desktop completa para a Windows Store.

desktopappconverter

A ambição da Microsoft não é modesta, ela deseja convertes todos os cerca de 16 milhões de aplicativos desktop tradicionais para o formato Modern/UWP. Para isso a empresa está liberando na lojinha do Windows 10 o Desktop App Converter, uma ferramenta de desenvolvimento voltada a facilitar o trabalho dos devs. Ele pode converter instaladores .EXE ou .MSI para em pacotes AppX compatíveis com o sistema, prontos para rodarem no Windows 10 e serem distribuídos na lojinha interna, da forma como acharem melhor.

Resta saber se as grandes companhias, donas de softwares consagrados verão a migração do Win32 e .NET como uma vantagem competitiva. Em caso positivo, ainda que não signifique o fim da distribuição de programas fora de sua loja própria (a Apple também não conseguiu isso com o Mac), é mais uma forma da Mixrosoft manter o controle sobre seu sistema, chamar a atenção para a Windows Store e obviamente, sair lucrando com tudo isso.

Fonte: Microsoft.

relacionados


Comentários