Home » Fotografia » Rússia adverte: não seja um idiota ao tirar selfies

Rússia adverte: não seja um idiota ao tirar selfies

Ministério do Interior russo cria guia ilustrado a fim de orientar a população a não tirar selfies em situações arriscadas; Darwin não curtiu

5 anos atrás

stupid-selfie-go-bull

Veja bem: eu adoro tecnologia, adoro o fato de que podemos ter cada vez mais com menos. De celulares com câmeras VGA hoje temos aparelhos que aproximam de uma DSLR, alguns até capturando em RAW.

A câmera frontal evoluiu na mesma proporção, hoje temos smartphones capazes de capturar imagens quase tão boas com o conjunto frontal quanto com o principal. Claro, com isso tivemos a explosão das selfies que é uma coisa boa, as pessoas gostam de compartilhar seus momentos e se ver na foto.

O problema é quando o cerumano abusa da sorte ou não para cinco minutos para pôr o Tico e o Teco em ação. Aí temos casos de gente que acabou redecorando o ambiente ao posar com uma arma nas mãos, um casal que caiu de um penhasco com os filhos vendo tudo, o cara no sul do Brasil que saiu de um helicóptero com um pau de selfie nas mãos ou o gênio da foto, que se clicou durante uma corrida de touros nos Estados Unidos. E claro, eu sempre torço para o touro.

Na Rússia, assim como em qualquer lugar do mundo casos de gente desafiando a lógica e o bom senso em busca da selfie perfeita preocupam as autoridades, entretanto o Ministério do Interior de lá saiu na frente dos demais países: está organizando uma campanha de conscientização da população para que não sejam idiotas, evitando situações de risco apenas para ficar bem na foto.

O ministério organizou uma coletiva de imprensa para anunciar a campanha, que veio acompanhada de um guia ilustrado. Você pode baixa-lo aqui (cuidado, PDF em russo) mas já adianto a parte mais sensacional do documento, que dispensa tradução:

stupid-selfie-guide

E nem dá para dizer “quem em sã consciência faria isso”, pois basta ler os exemplos que linkei acima. Exagero? Que nada, questão de segurança pública mesmo: só neste ano 10 russos com uma quantidade limitada de neurônios morreram no país e mais de 100 ficaram feridos ao tentarem tirar selfies em situações incomuns.

A porta-voz da polícia Yelena Alexeyeva disse que “as vantagens do mundo moderno também trazem novas ameaças”. Concordo, tudo o que é mal utilizado pode ser perigoso para si e outros ao redor. Agora, se as pessoas se esforçam tanto para remover ser código genético da humanidade, quem somos nós para impedir? Afinal, são todos candidatos em potencial para o Darwin Awards.

Fonte: Izvestia (em russo) via CNET.

relacionados


Comentários