Home » Mercado » Microsoft e Samsung entram em acordo sobre patentes do Android

Microsoft e Samsung entram em acordo sobre patentes do Android

Microsoft e Samsung anunciam acordo sobre patentes do Android; empresa coreana se recusava a pagar o que devia desde o quarto trimestre de 2013

5 anos atrás

microsoft-samsung

A realidade de hoje no mercado tech é a seguinte: quem tem patentes tem o poder, simples assim. A grande maioria das companhias compra papéis de empresas falidas ou fecham acordos ou para assegurar direitos sobre tecnologia ou para se blindar em caso de outrem apontar alguma contra sua cabeça. Vide o caso da Nortel, cujas patentes foram adquiridas pelo consórcio Rockstar (formado por Microsoft, Apple, Sony e outras): o Google passou por um perrengue por sua própria culpa, até que as partes fechassem um acordo.

A Microsoft é uma das empresas que mais lucram com patentes, e é muito provável que a empresa de Nadella tenha convencido Cook e cia. a pararem de bater no Google, principalmente no Android a fim de proteger seus próprios interesses: ela detém nada menos que 200 das 310 patentes necessárias para se fabricar um Android, e portanto é a empresa que mais lucra com as vendas dos robozinhos, já que isso lhe dá direito de cobrar taxas de licenciamento tanto do Google quanto dos fabricantes parceiros.

Quem não estava querendo se enquadrar nessa história era a Samsung, maior vendedora de Androids. Quando a Microsoft adquiriu a Nokia em 2013, a empresa sul-coreana deu uma de João-sem-braço, usando de uma brecha no acordo e não pagando o que deve desde então. Especula-se que a Samsung não acreditava que o mercado de smartphones iria crescer tanto e que a companhia se tornaria extremamente dependente do Android, algo que ela tenta contornar com o Tizen. Em suma, ela não queria pagar um montante absurdo para Redmond e pretendia embolsar a grana.

Dois meses depois de a Microsoft processar a Samsung, a última entrou com uma arbitragem na Câmara de Comércio Internacional (ICC). Agora saiu a decisão óbvia: ambas as empresas anunciaram um acordo, embora não tenham entrado em detalhes nem em valores. O anúncio oficial, assinado pelo VP executivo da Samsung Jaewan Chi e pelo VP corporativo da Microsoft David Howard diz o seguinte:

Samsung e Microsoft têm a satisfação de anunciar que encerraram sua disputa contratual em um tribunal dos Estados Unidos, bem como a arbitragem na ICC. Os termos do acordo são confidenciais.

Sabe-se que a Samsung pagaria em média US$ 1 bilhão por ano à Microsoft, e é bem provável que agora terá que voltar a depositar o cheque e honrar os pagamentos atrasados.

Eu não gosto do sistema de patentes norte-americano, onde qualquer ideia pode ser registrada e não há a necessidade de apresentar um produto funcionando (como é no Brasil). Entretanto a Samsung deve entender que lá fora é assim que a banda toca e escreveu, não leu, o pau comeu. Ou seja, que ela pague o que deve.

Fonte: Ars Technica.

Leia também:

relacionados


Comentários