Home » Hardware » Microsoft Research demonstra tecladinho touch

Microsoft Research demonstra tecladinho touch

Isso é bem legal: um projetinho da Microsoft Research demonstrando um teclado com captura de gestos e alta taxa de amostragem, com tráfego mínimo de dados. É o tipo de coisa que a maior parte dos profissionais de TI não chega nem perto, o que é uma pena. Pesquisa é muito legal!

6 anos atrás

tecladim

Interfaces são a parte mais complicada de qualquer design. O console central do Porsche 918 Spyder por exemplo tem mais de 800 funções, e eu aposto um ano de salário do Richard Branson que umas 780 nunca serão acessadas pelo usuário. Mais ainda: dispositivos de interface não são interface. O tapetinho do mouse por exemplo se tornou muito mais útil nos Macbooks do que nas máquinas Windows, embora tecnicamente seja a mesma coisa.

O Leap Motion por sua vez era uma idéia ótima, um hardware excelente mas fora os demos ninguém conseguiu chegar numa interface realmente otimizada. É preciso muito para fazer o usuário tirar a mão do teclado. E aí entra essa pesquisa da Microsoft. Um grupo resolveu experimentar com sensores infravermelhos para ver se é possível capturar dados úteis com hardware de resolução limitada.

O equipamento capta apenas 64 pixels, mas com os algoritmos corretos conseguiram até detectar multitoques E quando o usuário está com os dedos em cima do teclado, sem tocar, veja:

Cada frame de informação do teclado é composto de 96 bytes, o que o torna capaz de uma amostragem muito alta, ideal para entender gestos. A idéia de mexer o cursor sem ter que usar as teclas de cursor é… interessante.

O mais divertido é que como sempre os comentários seguem o menor denominador comum. Ao invés de entender o projeto como o que é — uma pesquisa em interface — os leitores do Engadget rageiam dizendo que é cópia do Leap Motion, outros dizem que o teclado vai sujar e estragar os sensores, outros já estão dizendo que vai custar uns US$ 200,00 e por isso será caro e há até gente preocupada por terem usado um teclado da Apple no desenvolvimento do protótipo. Comentaristas do MeioBit me acostumaram mal, pelo visto.

O site do projeto, com mais detalhes e em breve o paper pode ser encontrado neste link.

Fonte: EG.

relacionados


Comentários