Home » Hardware » Apple e Intel: divórcio?

Apple e Intel: divórcio?

11 anos atrás

A indústria de informática aprendeu, há muito tempo, que muito melhor que uma campanha de marketing, é deixar a "indústria de rumores" andar por si só. A Apple e a Microsoft são experts nisso.

Hoje em dia, os notebooks da Apple são, basicamente, iguais aos da concorrência e usam a plataforma Intel Santa Rosa. "Iguais" tecnicamente falando, claro.

Com a proximidade dos lançamentos dos novos MacBooks, a Apple estaria para divulgar que, em vez de usar a nova plataforma Montevina, da Intel, optaria por algo próprio ou de alguma outra empresa (nVidia, VIA...). A idéia é que a empresa precisa diferenciar mais seus produtos, para continuar mantendo o crescimento.

A compra, há algum tempo, de uma empresa de semicondutores (a PA Semi) ajudou a fomentar esse rumor. Há quem diga que aquele movimento foi feito justamente para embasar a o projeto "in house" dos chips das novas placas-mãe. No entanto, como a PA Semi é especializada em processadores de baixo consumo baseados na arquitetura POWER, parece muito mais lógico que a Apple vá usá-los nos iPhone/iPod, que hoje são baseados na arquitetura ARM. Ou usar o time de engenharia para adaptar o núcleo ARM a um chip próprio, que substitua ou englobe grande parte dos componentes usados nos telefones.

É de se levar em conta que o pessoal do pomar sempre foi chegado a um hardware proprietário... e não deve ser fácil para os engenheiros reclamar do consumo de energia dos chips Intel e serem completamente ignorados. Além do mais, uma plataforma "proprietária" evitaria transtornos como os causados pela Psystar.

Talvez haja algum fogo sob essa fumaça.

[via AppleInsider]

relacionados


Comentários