Fundador da McAfee procurado por assassinato que [diz ele] não cometeu

 

 

John McAfee, caçando a presa mais perigosa - o Homem

John McAfee é um dos pioneiros da microinformática. Com passagens pela NASA e Xerox, o criador de um dos primeiros antivirus vivia até pouco tempo em Belize, América Central, mas agora sua aposentadoria se transformou em um episódio mediano de CSI, ou em um filme ruim.

John está foragido, sendo procurado em todo o país pelo assassinato de seu vizinho, Gregory Viant Faull, encontrado em uma poça do próprio sangue, executado com um tiro na nuca. Para tornar o mistério mais exótico ainda, a arma do crime foi uma Luger.

John se escondeu da policia enterrando-se na areia, usando uma placa de papelão para criar um bolsão de ar e poder respirar. Depois ligou para um repórter da Wired, contando sua versão dos fatos.

Em Abril a polícia invadiu a casa de McAfee, depois de denúncias de produção de metanfetaminas e posse ilegal de arma de fogo. Depois as acusações foram retiradas, mas John jura que é perseguido pelo Primeiro-Ministro.

Quem também não gosta dele são os vizinhos. McAfee tinha seis cachorros que incomodavam Muita gente. Queixas foram feitas junto à Prefeitura local, e no meio de tudo os cachorros foram envenenados.

Diz McAfee que o vizinho assassinado não era suspeito na morte dos cães.

A vítima tinha passagem pela polícia; no passado fora preso por lesão corporal, na Flórida.

John McAfee denuncia que querem matá-lo:

“Sob nenhuma circunstância vou falar com a polícis deste país. Você pode dizer que sou paranóico, mas eles vão me matar, não há dúvida. Eles estão tentando me pegar tem meses, eles querem me silenciar. Não sou querido pelo Primeiro-Ministro. Eu sou um espinho no sapato de todo mundo”

Mesmo com toda a experiência adquirida por anos assistindo seriados policiais, não dá pra deduzir o desfecho desse caso, as histórias estão muito mal-contadas. John tinha uma Luger, mas segundo ele foi apreendida pela polícia, na mesma operação que depois teve as acusações retiradas.

Mais ainda: McAfee protegia sua propriedade com vários guardas armados, e aventou a possibilidade de que o alvo original seria ele, não o vizinho.

Enquanto isso ele prossegue se escondendo em um país com 22 mil Km2 de área, o equivalente a alguns apartamentos grandes em Ipanema. Ao menos John McAfee teve a decência de não acusar um homem de um braço só.

Mesmo assim, ficam as perguntas:

Será John McAfee vítima de uma conspiração que vai até o alto do poder em Belize? Ou será ele vítima de um desequilíbrio mental, desenvolvendo um estado paranóico?

Quem matou os cachorros?

De quem era a Luger?

Isso tudo e muito mais você descobrirá nos próximos capítulos!

Fonte: Wired

 

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e para seu blog pessoal, o Contraditorium,

Compartilhar