Home » Mobile » Passaralho 2013 na Nokia: 10 mil demissões e 3 unidades fechadas

Passaralho 2013 na Nokia: 10 mil demissões e 3 unidades fechadas

7 anos e meio atrás

eanokiaehcoisanossa

O bicho está pegando, a Nokia não tem mais O Poder do Samurai. A mais japonesa das empresas de Espoo reportou em seu balancete um preju de US$1,2 bilhões, no 1o trimestre, 29% de queda nas vendas e as projeções para o resto do ano não são nada atraentes, mesmo definindo Susan Boyle como atraente.

A empresa está apertando o cinto e com isso vai reduzir sua força de trabalho em 10.000 cabeças, além de fechar dois centros de pesquisa, na Alemanha e no Canadá, e uma fábrica na Finlândia.

Os fanboys, claro, estão comemorando. Zoar a Nokia e a Microsoft é divertido, dane-se que 10 mil pessoas perderão seus empregos, e dane-se que essa situação já era esperada desde muito antes da entrada da Microsoft na jogada.

A Nokia palmou legal, perdeu o bonde da Inovação, deitando-se sobre seus louros (ou louras, Finlândia é outra coisa!) e não entendendo que Smartphones deixaram de ser coisa de nicho geek no momento em que o iPhone foi apresentado.

Mesmo o Google, que é campeão na filosofia “NIH – Not Invented Here”, onde nada de fora presta, viu que podia morder o mercado e alterou substancialmente o Android, que era muito mais “cara de Symbian”.

Sem conseguir vender seus smartphones e vendo os celulares convencionais enfrentando uma infinidade de concorrentes mais baratos e tecnicamente similares, a Nokia ainda perdeu tempo com aparelhos como o N800, uma abominação que ninguém sabia direito o que era (mas eu queria muito um).

A chegada da Microsoft foi e ainda está sendo a Aposta Final, uma terceira via unificando as 4 Telas (tablet, telefone, PC e TV) quando a Microsoft mal dominava uma e mesmo a Apple só tinha controle de 3. É ousadia, até arrogância achar que a Nokia se recuperará? Tradicionalmente a Microsoft leva anos para se posicionar em um mercado, mas a agilidade do setor de telefonia não está dando esse tempo ao tempo.

Estamos em uma corrida: A Nokiasoft vai ter fôlego para mais dois anos de pedreira, pelo menos? Ou vão correr atrás do prejuízo inalcançável, cancelar a linha Windows, migrar a produção pra China e viver de vender pobrefone pro Sudão do Sul?

Parte das mudanças já começaram. A Nokia vendeu 90% da linha Vertu, aqueles celulares com tecnologia de 15 anos atrás mas cheios de pedraria, Ouro, Platina e cristais, para ricos otários.

Por enquanto os Nokias Windows Phone são o Opera dos celulares, o melhor que ninguém usa, mas sem eles a Nokia não teria nada. Nem alguém para botar a culpa.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários