Digital Drops Blog de Brinquedo

Putin oferece US$ 111 mil pra quem quebrar o Tor

Por em 26 de julho de 2014
putin-plane

“E se reclamarem derrubo outro…”

Moscou  leva a sério a questão da privacidade e do anonimato, no sentido de quem ambos em geral vão contra os interesses do povo da União Soviética da Rússia. Eles promulgaram uma Lei que obriga qualquer blogueiro, twiteiro ou vlogueiro com mais de 3.000 pageviews por dia a se registrar junto ao Governo, e são obrigados a seguir as mesmas regras do jornalismo, com direito a processos por difamação e agora saiu uma nova proibição: palavrões estão proibidos também. Merda.

O país tem histórico de prender blogueiros de oposição. Com a mídia não há problema, todas estão basicamente sob o controle de Putin. Só uma grande pedra no sapato persiste: o “Experimento da CIA” (nas palavras do nobre Presidente) que conhecemos como… internet. E o pior espinho dessa pedra se chama Tor, uma rede peer-to-peer projetada para tornar toda comunicação anônima, e a base da Deep Web. 
continue lendo

emInternet Segurança

Cientistas russos sem-querer dão início à raça dos Reptilianos

Por em 26 de julho de 2014

repteis

Você acha que o Satélite do Amor era só coisa do Lou Reed ou do Mystery Science Theater 3000? Se enganou. Tem a ver com a Rússia, mas calma, não é uma garçoniere (perguntem a seus pais) orbital do Putin, mas um experimento científico válido. No caso é um satélite Foton-M4, último de uma longa série criada pelos russos para estudos de médio prazo dos efeitos da gravidade em materiais terrestres.

Esse em especial leva 850 kg de experimentos, incluindo 5 geckos, um lagartinho da família das lagartixas. A idéia era estudar durante alguns meses como a ausência de gravidade afetava a reprodução dos geckos, mas antes que você se anime com a idéia de uma orgia de répteis no espaço, aviso que a proporção era meio sacanagem: 4 machos e uma fêmea. Pelo visto os russos não viram Dr Strangelove.
continue lendo

emBiologia Espaço Hardware

A Apple não vai gostar nada desse carregador da Microsoft

Por em 26 de julho de 2014

AppleAndZinc

Essa é mais uma daquelas ações de marquetingue que as empresas fazem nas grandes cidades e não significam muito, são apenas coisas legais. Eu acho que funcionam, as pessoas gostam desse tipo de intervenção, e se tiver um pouco de ciência no processo, melhor ainda.

Por isso gostei da ação da Microsoft construindo um carregador feito de batatas e… maçãs. Não é magia, é tecnologia, e tecnologia antiga.

Tendemos a achar que eletricidade, ao menos a controlada é o símbolo de nossa sociedade, mas não há nada de artificial em eletricidade. Processos elétricos são essenciais para todos os organismos complexos, e há até bactérias que comem eletricidade.
continue lendo

emAcessórios Energia Hardware Microsoft

Os Pais na internet com a Claro

Por em 25 de julho de 2014

Post publieditorial
dia_dos_pais_claro

Eu acesso a internet desde 1997. Já são 17 anos. É estranho pensar que já vivi mais tempo com internet do que sem internet. Lembro que meu pai me deixava usar apenas uma hora por dia, por conta do preço da ligação discada. Essa era a relação dele com a internet: controlar a minha diversão e pagar as contas todo mês. Uma troca “justa”.

Mas hoje as coisas mudaram. Pais, mães e avós usam todo tipo de rede social. Existem aqueles que não gostam, é claro; tem adolescente saindo do Facebook porque tem vergonha dos pais compartilhando posts “nada a ver”. É como se a internet fosse a hora do recreio e de repente todos os pais resolvem aparecer para se misturar no recreio. Embaraçoso, não? Nem tanto.

O mundo mudou muito e a internet aproximou as pessoas. Os abismos entre gerações agora já são pequenas frestas. Quem quer se informar e se atualizar, consegue. E é por isso que vemos tantos pais na internet.

Eu particularmente acho isso ótimo. Tenho uma ótima relação com meu pai e tenho certeza de que isso se deve ao fato de estar sempre próximo a ele, compartilhando bons momentos – aliás, hoje o sentido de compartilhar se estendeu. Hoje compartilhamos bons momentos, notícias, imagens, fotos, piadas, e a internet nos permite isso tudo.

É justamente por isso que a Claro está oferecendo o plano Claro Online de 2 Giga e por mais 14,50/mês você ganha o dobro de Internet 4GMax + 1 chip para o seu pai compartilhar com você ou quem quiser e onde estiver. #PaiNaInternet

E, na pior das hipóteses, se seu pai estiver te fazendo passar vergonha, você compartilha pros seus amigos – afinal nada mais “compartilhável” do que gente passando vergonha, né?

 

Este post é parte de uma campanha da Claro.

emPublieditorial

Você pode confiar na Wikipédia? Spoiler: não

Por em 25 de julho de 2014

Wikipedia

Muito tempo atrás, quando eu era professor de física numa galáxia muito distante, estava dando uma olhada em um trabalho de biologia que um grupo de alunos iria entregar para o professor da aula seguinte.
continue lendo

emInternet Web 2.0

Confirmado, o Surface Mini rodou

Por em 25 de julho de 2014
vlcsnap-00002

Sim. Você viu. Lápis.

Extant, a nova mini-série de Spielberg se passa em um futuro próximo, onde há robôs humanóides, inteligência artificial para todo lado, celulares ultrafinos, projetores holográficos e, estranhamente todo mundo usa tablets Microsoft Surface, que ficam comicamente fora de lugar. Embora excelentes hoje, parecem imensamente desajeitados para 2030 ou 2040.

Fora isso a série é boa, mas infelizmente está fadada a ser sempre ficção científica, ao menos no que depender do Surface. A Microsoft não está botando muita fé no produto, e o Surface Mini foi mesmo cancelado, apesar de estar pronto e ter sido planejado para ser anunciado junto com o Surface Pro 3.
continue lendo

emHardware Mercado Microsoft

Pousa Falcão… com o mar por detrás…

Por em 25 de julho de 2014

spacex

Funciona assim: se as viagens de avião usassem a lógica dos lançamentos espaciais um avião levaria 3 passageiros e seria jogado fora no final de cada viagem. Por isso colocar 1 kg em órbita custa mais de US$ 10 mil.

Um dos meios de diminuir esses custos é com naves reutilizáveis. Em teoria, pois na prática o Ônibus Espacial foi um fracasso. Cada lançamento custava US$ 450 milhões, ao final o tanque principal era jogado fora, os foguetes auxiliares caíam no mar e eram reconstruídos, a um custo astronômico e a nave em si levava meses sendo testada consertada e preparada para o próximo lançamento. 
continue lendo

emEspaço Hardware