Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Capcom traz clássicos dos arcades de volta no Japão

Por em 25 de agosto de 2014

arcade-003

Uma das minhas maiores tristezas do cenário gamer no Brasil é ver a decadência das arcade houses, as famigeradas casas de fliperama. Enquanto que nos Estados Unidos ela ainda sobrevivem (mesmo que de forma modesta), no Brasil elas praticamente desapareceram. Era muito bom acordar num sábado de manhã com o bolso cheio de moedas, ir até “fliper”, gastar tudo em fichas e ficar jogando o dia inteiro, sejam jogos antigos ou os lançamentos.

Claro que o mercado arrefeceu graças a computadores e consoles cada vez mais potentes, mas diferente daqui, outros mercados mantém a tradição das grandes casas de arcades sempre com gente circulando. Desnecessário dizer que o Japão é um deles, e logo os jogadores mais saudosistas poderão apreciar quatro clássicos da Capcom, que

continue lendo

emCultura Gamer Games Museu

E se o PlayStation não tivesse existido?

Por em 17 de agosto de 2014
Laguna_SNES_PlayStation

Sim, existiu o Super Nintendo Play Station (Crédito: Kotaku)

Nintendo e Sony já trabalharam juntas para que esta criasse um drive de CD-ROM para o SNES. O ano era 1988 e o codinome do projeto era “Play Station”. Três anos depois, ao reler o contrato firmado com a Sony, o então presidente da Nintendo Hiroshi Yamauchi percebeu que estava na verdade era ajudando a criar um fortíssimo concorrente no ramo dos videogames: ele preferiu abortar tudo pois os jogos feitos para o SNES Play Station pagariam royalties de licenciamento à Sony, não à Nintendo.

Depois de algumas brigas judiciais entre as japonesas que resultaram em algumas raríssimas unidades do console híbrido, o então presidente da Sony Norio Ohga pediu que Ken Kutaragi, o homem que convenceu a Big ‘N’ a incluir um chip sonoro da Sony em cada Super Nintendo, retirasse o que havia de SNES no Play Station para desenvolver um console próprio. Nascia assim o PlayStation (duas palavras, sem nenhum espaço entre ambas), console da 5ª geração que foi lançado no Japão dia 3 de dezembro de 1994.

O tio Laguna fica aqui a imaginar: e se a história tivesse se desenvolvido de forma diferente?
continue lendo

emArtigo Destaques Hardware Museu Nintendo Sony

Biblioteca do Congresso descobre game perdido do Duke Nukem

Por em 13 de agosto de 2014

duke-nukem

O que muita gente desconhece (ou ignora) é que a Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos não arquiva e disponibiliza para apreciação pública documentos de cientistas de renome como todo o acervo pessoal de Carl Sagan. O chamado Departamento de Imagem em Movimento (Moving Image Section) recebe, cataloga e armazena quaisquer obras audiovisuais para registro e manter um histórico da memória do país, e obviamente isso se estende a jogos videogames. Cerca de 400 são enviados para serem registrados e 99% deles acabam publicados.

É nesse 1% que reside a história de hoje, em que um técnico encontrou uma cópia do código-fonte de um game de PSP que nunca viu a luz do dia (e segundo dizem, foi melhor assim).

continue lendo

emCultura Gamer Games Museu Portáteis Sony

O Doom rodando em um caixa eletrônico

Por em 29 de julho de 2014

doom

Quem joga videogame costuma brincar que existem certos jogos que para estarem em mais plataformas, só precisam rodar em calculadoras. Se não fosse o fato de já ter sido adaptado para esses aparelhos, o Doom seria um desses casos, mas um grupo de australiano percebeu que ainda faltava levá-lo a outro tipo de máquina, um caixa eletrônico.

A façanha tornou-se conhecida depois que o usuário Aussie50 publicou um vídeo no Youtube mostrando como fizeram para rodar o clássico de John Carmack e John Romero dessa maneira e o impressionante é que até os botões eles conseguiram aproveitar.

continue lendo

emDestaques Games Miscelâneas Museu

Faça você mesmo um Game Boy que emula vários videogames com Raspberry Pi

Por em 23 de julho de 2014

super-John-Hassl670

Tem aí uma impressora 3D ou um case de Game Boy disponível? Que tal exercitar seus conhecimentos de eletrônica e fazer um emulador de diversos consoles com Raspberry Pi e Retropie?

Exatamente. Esse computador do tamanho de um cartão de crédito é poderoso o suficiente para rodar emuladores de videogames clássicos.

continue lendo

emComputação móvel Destaques Games Hardware Museu Portáteis

O Doom como ele sempre deveria ter sido

Por em 23 de julho de 2014

brutal-doom

Eu não sei dizer quantas horas da minha vida dediquei ao Doom, mas tenho certeza que foram muitas. Como eu tinha PC na época em que ele foi lançado, aproveitei o jogo naquele belo cartucho vermelho para o Super Nintendo e olhando hoje para o Brutal Doom, se ele tivesse saído naquela época, acho que teria ficado ainda mais viciado no jogo.

Em desenvolvimento desde 2010, esta é uma modificação para o clássico da id Software que adiciona diversos recurso mais modernos ao game, fazendo com que ele mantenha sua essência, mas pareça muito mais divertido.

continue lendo

emComputadores Games Museu

Remake do Grim Fandango também será lançado para PC

Por em 10 de julho de 2014

grim-fandango

Embora tenhamos visto um novo Zelda, o promissor Rainbow Six: Siege e até um jogo da Criterion com enorme potencial para a diversão, após o término da E3 deste ano, a única coisa que passava pela minha cabeça era a vontade de jogar o remake do Grim Fandango.

Mesmo não sendo um jogo inédito, o anúncio pegou muita gente de surpresa, ainda mais se pensarmos que há alguns meses a LucasArts foi fechada e como esta nova versão será feita pela Double Fine, o que significa que Tim Schafer estará envolvido no projeto, as chances de vermos um excelente trabalho são imensas.

continue lendo

emComputadores Games Museu