Valve estaria desenvolvendo um console

dori_val_05.03.12

Quando Gabe Newell falou recentemente sobre a possibilidade da Valve um dia lançar um console, muitos acharam que tudo podia não passar de palavras jogadas ao vento, mas de acordo com o The Verge, isso pode realmente acontecer. O site garante ter ouvido de algumas fontes que a empresa estaria trabalhando em um dispositivo que já vendo chamado de SteamBox e que seria equipado com um processador Core i7, 8GB of RAM e uma GPU da nVidia.

O rumor fala ainda que reuniões com investidores já foram realizadas durante a CES passada, onde o projeto teria sido apresentado e que o Alienware X51 pode ter sido desenvolvido já tendo essa máquina como modelo. Para tentar conquistar os desenvolvedores, a Valve permitiria que outros sistemas de distribuição como o Origin rodassem na sua “caixa”, oferecendo um ciclo de vida para que o sistema fosse compatível com todos os jogos lançados, sendo atualizado a cada três ou quatro anos e não seria necessário um kit de desenvolvimento específico ou taxa de licenciamento para lançar um jogo para a plataforma.

A coisa fica ainda mais interessante quando sabemos que além de um sistema de sensor biométrico e da compatibilidade com uma enorme quantidade de periféricos USB o console teria um controle proprietário que permitira a troca de componentes, podendo ser adaptado para funcionar melhor com um gênero ou outro, algo que por sinal a Valve já pediu a patente.

Talvez a empresa esteja esperando a chegada da E3 para fazer o bombástico anúncio, mas o fato é que se a Valve resolver mesmo levar o Steam para a sala das pessoas, o mundo dos consoles deverá mudar radicalmente e inevitavelmente Sony, Microsoft e Nintendo acusarão o golpe. Porém, não podemos esquecer que Philips, Panasonic e a até mesmo a Apple não tiverem boas experiências neste mercado e por isso não como questionar se o melhor não seria eles tentarem uma parceria para oferecer o Steam nos consoles da próxima geração.

O melhor por enquanto é esperar mais informações, mas se o rumor for confirmado, o potencial é tão grande que não há como não nos empolgarmos.

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • O maior problema das outras tentativas é que elas custaram caro. Tudo dependerá disso.
    O problema é que com essas especificações, com certeza um console assim custaria muito mais do que um console atual, e provavelmente mais até mesmo do que os de próxima geração.

    Ao mesmo tempo, as tentativas da Phillips, Panasonic etc. não eram voltadas ao público de PC especificamente e não vinham pré-carregadas com todos os jogos que você já tinha comprado para o seu micro. Se a fabricação do console for para esse nicho, tem potencial. Pensem bem. O próximo Xbox com certeza não terá core i7, 8 GB de RAM ou equivalente. Ele terá configuração um pouco abaixo disso (senão bem abaixo) para manter o preço na casa dos US$ 300-400, no máximo. O problema é que aí vc tem que comprar os jogos. Na ponta do lápis, não vale mais a pena pagar, sei lá, US$ 800 pelo Steam Box e já poder jogar de cara todos os seus jogos da Steam, e potencialmente comprar novos pela metade do preço (ou menos) de um jogo de Xbox 720?

    Eu sei que eu quero trocar minha máquina por uma mais poderosa para parar de rodar jogos como Skyrim e The Witcher 2 com tudo no mínimo, e poderia muito bem manter a atual só para trabalho e pegar uma Steam Box dessas pra jogatina. Só os jogos que deixei de comprar no PC por causa dos requisitos (Syndicate, por exemplo) provavelmente já compensariam a diferença de custo para um console “normal”.

    • Gabriel Arruda

      Concordo, é muito dinheiro para poucas vantagens. Transformar um Core i7 em um computador para jogos, sem a possibilidade de utiliza-lo como um computador de uso geral, é um grande desperdício de recursos.

      Se ele funcionar como um PC comum, é algo mais interessante. Ganha-se em praticidade e ainda temos as vantagens inerentes de um computador em relação a um desktop. Aliás, acho que algo assim, seria o único desktop que compraria atualmente.

  • Peraí, console mesmo? Quando o Gabe mencionou lá atrás algo sobre Hardware eu achei que estava mais na linha de um PC, ou quem sabe talvez algo como o OnLive, não um console próprio. A menos que o “Console” na verdade seja um PC “homologado e padronizado”, e empacotado na forma de uma caixa fixa, para que possamos curtir todos os jogos nele presentes (pelo menos é o que deu a entender). De qualquer forma, não vejo a diferença entre isso e um PC parrudo comum que muitos montam para poder jogar os jogos mais modernos no máximo de sua qualidade.

  • José Helbert Pina Ribeiro

    Se a valve pretende lançar um “console” que jogue sua biblioteca na Steam, ela vai ter um belo abacaxi pra resolver: os jogos que não dão suporte a controles.

    Eu tenho um PC que montei exclusivamente para jogos que fica ligado à minha TV na sala. Jogo nele com um controle do 360 e, para os jogos que dão suporte, tudo é uma maravilha. Gráficos melhores que os consoles e o conforto de se jogar no sofá e na tela grande.
    O problema é que jogaços como os Mass Effect 1 e 2 não dão suporte ao uso de controles. E aí? Existem aplicativos como o Joy2Pad e o XPadder que mapeiam teclado e mouse no controle, mas isso não resolve de verdade. Os jogos continuam esperando a precisão do mouse e, sendo assim, não dão a ajudinha do “aim assist”. Jogar FPSs assim é muito frustrante.

    Se a Valve conseguir dar um jeito nesse problema, aí a coisa muda. Eu acho que se eles tem competência pra isso, só não sei se tem o interesse. Quanto à SteamBox, caso ela seja real e implemente essa solução para o uso de controles, eu torço para que eles compartilhem essas melhorias com os clientes da Steam “tradicionais”, que utilizam seus bons e velhos (ou novos) PCs…

    • Eu uso meu teclado no xbox360 sem muito esforço…não vejo porque isso seria um problema…

      • José Helbert Pina Ribeiro

        Não entendi. Você usa um teclado ligado ao 360? Na sala? Do sofá? Já experimentei jogar com teclado/mouse sem fios e o resultado foi sofrível. Não por lag, funcionava perfeitamente, mas por desconforto mesmo. Jogar no sofá, pra mim, só com controle… :/

    • Samuel Santiago da Silva

      “e da compatibilidade com uma enorme quantidade de periféricos USB ”
      responde sua pergunta?

      • José Helbert Pina Ribeiro

        Não, não responde. Uma coisa é o console em si dar suporte, todo PC já dá, pois isso é a nível de hardware/sistema operacional. Outra coisa é encontrar uma solução para o software que já existe e qua não dá esse suporte, como Mass Effect 1/2, Dragon Age, Bioshock 2 entre tantos.

        Ou eles mexem em cada jogo pra viabilizar isso, o que seria um trabalho hercúleo, ou desenvolvem alguma macumba forte que faça um analógico de um controle funcionar como um mouse e/ou compensar movimentos para melhorar a precisão em jogos de tiro.

        O buraco é mais embaixo, infelizmente… Não que eu não confie na Valve, claro. 😉

        • cquintela

          Cara, ele tá falando de teclado + mouse e não de joystick.

  • Realmente depende do preço que eles pretendem praticar. Mas como fanboy da valve, SHUT UP AND TAKE MY MONEY.

  • la_gomes

    Gostaria de ver o estudo (q deve está nas mãos dos CEO’s) mostrando a viabilidade de um projeto desses, pois temos atualmente 2 video games com poder gráfico satisfatório e outro que está por vir, logo levar o Steam pra essas plataformas seria uma decisão melhor do que criar um novo hardware que iria entrar na competição, eles manteriam sua base fiel de usuários por PC e capturariam os usuários de video games. (lógico q ela teria q se submeter aos players do mercado, mas isso é outra história)

  • Arnaldo Marques

    Em outras palavras, a Steam está pensando em lançar um notebook gamer sem screen? HUm…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis