Com a interface Unity como padrão, Ubuntu 11.04 “Natty Narwhal” chega à versão final

Até mesmo para quem não acompanha de perto a cena Linux, as drásticas mudanças trazidas pela Canonical ao Ubuntu 11.04 “Natty Narwhal” chamam muito a atenção.

A versão final do sistema saiu ontem e, contrariando alguns rumores, os planos iniciais foram mantidos e a Unity, novíssima interface de usuário, vem ativada por padrão — a secundária, GNOME 2.x, entra em ação caso o hardware não consiga dar conta da Unity ou o usuário a prefira.

Ubuntu 11.04: Unity faz sua estreia como shell padrão.

Ubuntu 11.04: Unity faz sua estreia como shell padrão. (Clique para ampliar)

Esse está sendo o meu primeiro contato com a Unity e, apesar das queixas da comunidade de que ela ainda não está pronta para uso em larga escala, confesso que gosto do que vejo. Ao menos mais polida e bem resolvida que o GNOME 3, ela está. Talvez falte aparar algumas arestas, mas essas são poucas, quase invisíveis, como se tivessem aplicado um filtro AAx4 numa escala de zero a oito. Em outras palavras, está perfeitamente utilizável.

Dock, digo, barra lateral da Unity.

Dock, digo, barra lateral da Unity.

Na Unity, há uma quebra de paradigma com o que nos acostumamos a encarar como interface de usuário talvez maior que a proposta pelo GNOME 3. Há, aliás, algumas semelhanças entre os dois ambientes, como o “menu principal” que, na realidade, é uma camada sobreposta à área de trabalho. Na Unity, porém, algumas coisas permanecem do modelo Windows/Mac, como os controles de janelas (minimizar, maximizar e fechar). A nova interface é uma aposta ousada, mas que tem tudo para dar certo. No hardware testado (um Lenovo X100e), o Ubuntu abriu a versão padrão (3D), o que pesou um pouco para as tímidas configurações desse netbook.

Falando em Mac OS X, a cada versão do Ubuntu fica mais evidente o desejo de deixá-lo tão bonito quanto o sistema da Apple. No Natty Narwhal isso fica bem evidente pela barra multiuso no topo da tela, que se transforma nos menus dos programas de acordo com o que estiver em foco, e na barra lateral, que é basicamente a Dock com visual próprio.

Essa barra lateral abriga os programas abertos e os favoritos do usuário, que ficam “fixados” ali. Quando muitos estão abertos, uma animação de empilhamento se mostra na parte inferior. Um detalhe legal que usuários do Windows 7 reconhecerão de cara são os atalhos com a Winkey, ops, quero dizer, com a tecla "Super". Super + 1 abre o primeiro programa, Super + 2, o segundo, e assim sucessivamente. A Super também expande o “menu”, a sobreposição da área de trabalho com os programas.

Rolagem de páginas na Unity.

Rolagem de páginas na Unity.

Nessa parte, a do menu sobreposto, temos um grande campo de busca seguido por atalhos rápidos para os programas mais usados, para todos eles e para a Central de Software do Ubuntu, a pioneira loja de aplicativos do Ubuntu. Por ali também se pesquisa arquivos e outros tipos de informações.

O reconhecimento de hardware do Ubuntu continua melhorando, versão após versão — no netbook onde o estou testando tudo, com exceção do layout correto do teclado, foi reconhecido. Os programas que acomnpanham a distribuição estão bem atualizados, incluindo Firefox 4 e LibreOffice 3.3, apesar desse não ser compatível com o menu global do sistema, ainda. Outras incosistências do tipo podem ser notadas, como a presença de barras de rolagem em determinadas janelas. Por padrão, elas deixaram de existir, sendo substituídas por um controle semelhante ao usado no Google Wave para rolar páginas.

O Ubuntu One, serviço de armazenamento de arquivos na nuvem da Canonical, também teve seu cliente reformulado; agora até sincronizar contatos ele sincroniza.

Alem do Ubuntu, a Canonical também liberou ontem toda a gama de variações, como Kubuntu, Xubuntu e Edubuntu. Todos estão disponíveis para download, gratuitamente, nos seus respectivos sites.

Relacionados: , , ,

Autor: Rodrigo Ghedin

Blogger, bacharel em Direito e acadêmico de Sistemas de Informação.

Compartilhar
  • mapuche77

    Também gostei muito da proposta da Unity… Mas sabe como é, né… A comunidade é muito resistente à mudanças… Em menos de 20 minutos já ficamos habituados a nova interface.

    Só não gostei da substituição do Rhytmbox belo Banshee… Mas é facinho de resolver… rs!

  • Quando teste o Unity numa versão do Notebook Remix pensei “essa bem que poderia ser a interface padrão”… eis que tempos depois a Canonical resolveu fazer isso aí.

    Mas eu ainda não acho ele perfeito, como as inconsistência com o Libre Office e o Chromium, e alguns probleminhas com a usabilidade que você se descobre depois de um tempo usando… mas isso é questão de tempo pra ser resolvido.

    Que venha o 11.10!

  • marcoscs

    Eu também estou usando e gostando muito, apesar de alguns probleminhas e do tempo de resposta ser perceptivelmente mais alto do que o que se tinha no Gnome 2.
    O tempo de boot tb ficou maior, mesmo quando comparado ao Windows 7 em uma mesma máquina com dual boot, mas não vai ser 1 segundo e meio de espera a mais que vai fazer minha pressão arterial subir…

  • Eu acho interessante que os profissionais de GUI se atentem ao fato de que os monitores estão, hoje, com o formato 16:9, com muita disponibilidade horizontal. Logo, a solução em colocar a barra de tarefas na vertical é uma ótima idéia, permitindo um melhor aproveitamento do espaço visual.

    Também é interessante observar que em questões de acessibilidade, para aqueles que não possuem uma visão 100%, como os idosos, as GUIs poderiam se mostrar mais amigáveis. Quem sabe um desktop com perfil para idosos, com botões, ícones e textos um pouquinho maiores, não fosse um ótimo feature?

    • waldir.leoncio

      @vincentvega, pois é, eu até hoje acho engraçada a decisão da Microsoft de aumentar a espessura da barra de tarefas do W7 e ainda dizer que o sistema foi desenhado especialmente para netbooks. Acrescente a isso a espaçosa borboleta do Office (que poucos sabem ser retrátil) e as trocentas barras do IE que os usuários normais sem querer querendo adicionam e você tem um sistema operacional altamente claustrofóbico!

      • well

        @waldir.leoncio, gostei do “um sistema operacional altamente claustrofóbico”. Já faz tempo que queria arrumar um termo simples para o problema descrito. Valeu!

  • waldir.leoncio

    A nova barra de rolagem é a minha novidade preferida. É uma pena que ela ainda esteja tão “verde”. No dia em que até o Firefox e o Chrome tiverem a nova barra, eu terei um nerdgasmo.

    A propósito, para integrar o LibreOffice ao menu global, basta instalar o pacote lo-menubar. Ele ainda tem alguns defeitos um tanto irritantes (eu mesmo parei de usá-lo porque os aceleradores do menu param de funcionar), mas ele está lá para quem quiser um ambiente mais integrado a qualquer custo.

    • Imperador

      @waldir.leoncio, O que vem a ser esses aceleradores de menu?

      Instalei o lo-menubar, e não percebi diferença em velocidade.

      • waldir.leoncio

        @Imperador, os aceleradores são aqueles atalhos de menu que você acessa pressionando Alt+ a letra sublinhada do texto do menu. Por exemplo, no LO em inglês você aperta Alt+f para acessar o menu “File”, “Alt+o, o” acessa as formatações condicionais e por aí vai. Com o lo-menubar, esse recurso desaparece. O link para esse bug no Launchpad é este: https://bugs.launchpad.net/lo-menubar/+bug/760879.

        • Imperador

          @waldir.leoncio, valeu pela explicação. Eu conheço a função, mas não conhecia esse nome. Pra mim até que não faz falta, pois não sou acostumado a suar “alt+letrasublinhada”. Eu prefiro a integração com o Unity mesmo :D.

  • rvalle987

    Vou testar hoje em meu notebook. Mas aguardo ansioso o Wayland, que substituirá o XWindow. Aí deslancha de vez…

  • b-Rox

    Eu não gostei realmente do tempo de resposta e fato de não ter o gnome no dia-a-dia gera uma certa estranheza, acho que vai demorar mais um pouco pra “pegar”…

    • @b-Rox, Olá.

      O aumento de tempo de resposta deve depender muito da combinação de hardware, pois aqui o tempo de resposta melhorou em relação ao 10.10.

      Sobre o GNOME, o Unity é epaneas um plugin dele. Quem continua fazendo tudo é o GNOME no Ubuntu 11.04.

  • anedox

    Considerando que o W7 está em mais de 50% dos PCs, por que simplesmente não copiar tudo que ele tem de bom. Ganharia o mercado fácil, fácil.

    • well

      @anedox, porque alguém mudaria para um negócio que parece mas não é? É uma tola ilusão pensar que basta copiar. Até porque copiar não é tão simples assim, e sempre seria uma cópia mal feira.
      O Linux já perdeu a batalha de substituto para o Windows nos desktop. Aliás, acho perda de tempo insistir nisso. O futuro do linux está nas mãos de empresas como a google que percebeu o potencial dele nos novos mercados que surgiram depois dos do desktop.

      • @well,

        Exato, tal qual aquelas versões da CCE e afins (Fênix e não sei mais o que) com uma interface imitando o Windows XP. Sofrível.

        • anedox

          @Rodrigo Santiago, interface é o de menos. Eu falei em copiar o que o sistema tem de bom.e fui bem claro, afinal na TI uns copiam dos outros, por que o Linux não poderia fazer o mesmo? Pode não ser fácil, mas é possível. Só então que vai entrar a interface (GUI) própria do sistema.

          • @anedox, mas as coisas realmente boas do Windows são os programas que já existem pra ele, oque as pessoas sentem mais falta : Microsoft Office ( nunca vai ter pro Linux ) , jogos TOP ( alguns podem ter mas como a maioria é feita em Directx fica quase impossivel portar pra quase não ter lucro). Não adianta querer oque há de bom no Windows aparecer no Linux, que as empresas que experam muito lucro não vão portar, e fica aquele problema, não tem usuario por que não tem aplicação, não tem aplicação por que não tem usuario. E não adianta falar em facilidade de uso do sistema operacional, pois eu trabalho com windows 7 e linux, e posso perceber que o Linux as vezes é até mais intuitivo. O sucesso do Linux acontece em áreas que não depende de ter muitos usuarios, áreas novas como smartphones ( android e megoo) hardware embarcado como roteadores, e servidores, aonde ele já esta ha muitos anos e esta consolidado.

  • rcostadearaujo

    Estou usando,
    ótimo. Totalmente voltado para a produtividade.
    vc tem toda a tela pra vc.
    com o botão super, a barra lateral aparece. Sem atrapalhar nada.
    assim como as mensagens dos mensageiros.

    e as áreas de trabalho,alternam de uma maneira muito legal,
    Já será meu desktop para trabalho.
    muito bom o trabalho

  • AndreR

    Ah, tá brincando que o win7 tem essa de win +1, win+2? Descobri agora!

  • Para quem deve problema com as placas nVidia, seque a dica:

    http://jansouza.com/2011/04/29/unity-nvidia-geforce/

    vlw

  • anedox

    Eu gostaria que vocês lessem atentamente: o Lenovo X100e que o Ghedin usou, é uma colcha de retalhos entre a Lenovo e a IBM. Não é uma coisa nem outra. O processador AMD MV de 1 núcleo, é bom mas é o gargalo da máquina. Além disso, ele vem com um wifi “n” verdadeiro e não fajuto como em todos Acer e Asus, net ou notebook, mais W7 Professional, e uma porção de pendricalhos estranhíssimos. Ao remover alguns desses softwares a maquina quase deixou de funcionar. Instalei o Ultimate mas faltava os drivers específicos. Só a IBM me manou por e-mail o driver (reg) do teclado. Os demais consegui aqui e ali. Agora sim está ruim, porque antes estava horrível. Sugiro: ao receber/comprar uma dessas deixe como está. Não mexa em nada pois é uma máquina misteriosa. Todos cuidado é pouco ao fazer up/downgrade. A Acer, p.ex., tranca o suporte. Se não tiver muita certeza, deixe como está em qq máquina.

    NOTa – Esta opinião é pessoal.

    • @anedox, o único problema no X100e é o processador mesmo. Um núcleo, hoje, dificulta tudo — vira e mexe a máquina para de responder.

      Os drivers você encontra aqui, todos eles: http://www-307.ibm.com/pc/support/site.wss/MIGR-74463.html

      E a tecla “/” e “?” realmente só funciona com um hack no Registro do Windows, uma mancada homérica da Lenovo…

      Com o Windows 7, o netbook roda bem, melhor que qualquer Atom do mercado com VGA onboard. Até vídeo em alta definição (1080p) ele executa numa boa. Está longe de ser uma máquina maravilhosa, mas pelo que paguei (R$ 750, nova), não tem coisa melhor 😉

      []’s!

      • anedox

        @Rodrigo Ghedin, amigo meu, eu conheço o site, mas nada me garante que os drivers expostos são exatamente os mesmos que aparelho tem. Afora isso, como eu disse, não há driver/registro daquele tecla “?/°”. Consegui com a IBM (ela é que dá o suporte aos Thinkpads e não a Lenovo – muito doido). Se precisar eu mando. As teclas AltGr +Q e W funcionam do mesmo jeito.

        NOTA – Daqui a uns 10 anos você vai comprar, pelo menos um tablet, nas lojas de R$ 1,99 como as calculadoras.

        • @anedox, como ninguém garante!? A Lenovo garante, ora! A página é feita para o X100e, todos os drivers e utilitários dali funcionam no X100e — nada mais lógico, afinal.

          A Lenovo comprou a divisão de PCs da IBM faz uns bons anos, o que explica essa salada (não sei como fica a questão de suporte, quem presta, enfim). Não tem nada de tão doido assim…

          []’s!

          • anedox

            @Rodrigo Ghedin, um exemplo pois já falamos muito do assunto. O driver das hotkeys expõe na tela o que nos demais tem leds, tudo bem. Tudo funciona, volume, brilho etc… e apaga em seguida. É assim que deve ser, mas… o das CapsaLk (maiúculas) aparece mas não apaga. Daí minha dúvida nos drivers

  • pegasusbsb27

    Bacaninha. To experimentando virtualizado no VMWare no meu iMac. Fora o fato de que sou burro em matéria de Linux ( instalar programas tá um calvário, mas to conseguindo hehehe ). Ele ficou muito bacana.

    • @pegasusbsb27, Pra instalar vá na central de programas do Ubuntu. Lá vocês busca por assunto ou nome o programa e clica em instalar.

      Só isso.

      Abração.

  • Sinceramente fiquei decepcionado,sou usuário de longa data do Ubuntu,mas esta última versão foi lançada com um bug grave.Nada contra o Unity,mas nem tive a oportunidade de testar graças ao bug do driver Nvidia que instala mas não ativa.Me dá a impressão que foi lançada as pressas,prefiro ficar com meu Ubuntu 10.10.

  • Ton Boy66

    Bom todo sistema tem seus bugs, mas ao decorrer do tempo vai sendo melhorado, e se não for assim não existe um bom sistema, gostei da interface simples, pratico, rapido, muito bom para usuários finais, que sempre estão atras das telinhas do windos, bom esta ai uma interface para essas pessoas. Grande abraço

  • Daniel Radicchi

    Segundo a Canonical o X100e está homologado para o Ubuntu 11.04. Uma semana após a instalação do OS (antes estava com Debian), ainda não descobri como configuro meu teclado (a tecla ? / não funciona). Alguém por aqui conseguiu?

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia