Cartões de visita virtuais: sua identidade na Web

Cartões de visita são uma forma fácil e acessível de se fazer lembrar para potenciais clientes, parceiros e colegas. Um pedaço de papel (ou plástico, ou metal, se você for Steve Wozniak) com algumas informações pessoais e para contato. Não é preciso muito malabarismo ou invencionices para ter um — embora os que se aventurem pelos caminhos fora do óbvio geralmente consigam resultados incríveis.

E na Web? Existem diversos serviços que prometem recriar no ambiente virtual a essência dos cartões virtuais, ou seja, um resumo do seu trabalho e meios de contato para interessados. Listamos, abaixo, cinco opções de cartões de visita virtuais. Sigam-me os bons!

About.me

Caçula da turma, aproveita-se de um domínio muito bacana para ter um diferencial. Mas não só. O About.me, por ora acessível apenas mediante convite (nem adianta pedir, são os desenvolvedores que mandam), permite adicionar perfis em redes sociais, foto, mini-biografia, além de personalizar a página, mudando a imagem de fundo, cores e tipografia.

Além do domínio, outra grande vantagem do serviço é o sistema de estatísticas de visitação refinado.  Dá para ver quantas visitas sua página teve, cliques e links apontando para ela, bem como estatísticas dos serviços — no Twitter, por exemplo, quantas mensagens foram enviadas por dia, com quem você mais conversou, etc.

About.me

About.me (Clique para ampliar)

Flavors.me

Dos mais antigos, é bastante personalizável e recentemente liberou a versão premium (paga, US$ 20/ano), com recursos interessantes como estatísticas, mais opções de layout e fontes, formulário de contato e uso de domínio próprio.

O Flavors.me consegue, mesmo sendo algo em sua gênese bastante intimista (para não dizer egoísta), ter ares de comunidade. As páginas do serviço raramente são feias, o que é um plus, e mesmo na modalidade gratuita há muito para ser feito. Antes, havia Flash na composição do site, hoje, não mais. Dentre as opções mostradas aqui, é uma das melhores.

Flavors.me

Flavors.me (Clique para ampliar)

Card.ly

Não espere a sofisticação e requinte das opções acima no Card.ly. O site é gratuito, tem área premium, mas não está aceitando novas contas pagas (!?). A gama de aplicativos/sites que ele aceita é bastante grande, o que pode ser bom ou ruim, dependendo do quanto você diversifica suas redes sociais. Outro detalhe legal é que o serviço gera um vCard automaticamente.

Existe um sistema de skins dentro do serviço, você pode inclusive criar e subir os seus seguindo esse template. Isso significa que a facilidade vista nos exemplos até aqui simplesmente inexiste. Dentre os disponíveis, são poucos os acessíveis para quem tem conta gratuita.

Card.ly

Card.ly (Clique para ampliar)

MiniCard

Daqui em diante, o grau de dificuldade aumenta. O MiniCard não é um serviço, é um tema para o flexível WordPress. Após instalado, ele aceita avatar, informações pessoais e perfis de redes sociais, além de miniaturas de sites, gerando uma espécie de portifólio.

Existe uma (cara, £ 25) versão premium, que de diferente traz templates extras e um streaming baseado em blogs e redes sociais atualizado dinamicamente.

MiniCard

MiniCard (Clique para ampliar)

HTML (ou Faça Você Mesmo)

Se tem paciência e conhecimentos mínimos em HTML e CSS, uma última opção é montar uma página de apresentação manualmente. Coloque a informação que quiser, na disposição que achar melhor, e com o design que preferir (ou, em casos como o meu, que conseguir).

Dá mais trabalho? Sem dúvida. Mas dessa forma a sua página se torna única. Outra saída seguindo a mesma linha é contratar um web designer para fazer o serviço. O custo será mais elevado que qualquer outra opção da lista, mas o resultado pode ser algo que jamais seria alcançado usando os demais serviços aqui mostrados.

Página em HTML

Página em HTML (Clique para visitá-la)

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Rodrigo Ghedin

Blogger, bacharel em Direito e acadêmico de Sistemas de Informação.

Compartilhar
  • fala Ghedin, blz?

    uma pequena dúvida:

    na foto do HTML, aquilo embaixo do seu queixo é sombra ou protótipo de barba?

    =o)

    abs,

    wally.

    • @wallysou, sombra. Dá trabalho, mas mantenho o rosto sem liso, sempre 🙂

      Boa pergunta, auhauhua 😆

      []’s!

  • lucas.cavalheiro

    Eu tenho faz um tempo o Flavors, mas ultimamente ele não “puxa” mais nem Twitter nem Vimeo. O porquê eu não sei.

    Uma das vantagens da versão paga dele é usar em um domínio bonitinho, mas dá pra fazer usando frames. RÁ.

    O meu fiz assim: http://whois.lucascavalheiro.com

  • Flavors.me é meu predileto, consegui montar uma página bem interessante:

    http://flavors.me/eduardocopat

  • eliojj

    Olá Ghedin. Tava explorando o about.me e o flavors.me e os achei bem interessantes, mas ainda sinto falta de um pouco mais de liberdade. Daí a pergunta: Vc conhece serviços como estes para construção de sites?

    • @eliojj, os que conheço são esses do post, eliojj. A melhor solução para quem quer liberdade é pôr a mão na massa e desenvolver sua própria página, como eu faço.

      []’s!

    • renatosiqueira

      @eliojj, Cara, eu uso um serviço muito simples, porém muito poderoso: Weebly
      http://www.weebly.com/

      Recomendo FORTEMENTE.

      É gratuito, e faz “estrago”!

      • eliojj

        @renatosiqueira, Ótimo, vou explorar esse serviço do Weebly. Obg pela dica.

        Abraço.